FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Sulfassalazina

Última revisão: 04/01/2010

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [>Link Livre para o Documento Original>>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>> >>>

>>Sulfassalazina>>>>>

>> >>>

>Maria Isabel Fischer>>>>>

>>> >>>>

>>Na Rename 2006: itens 3.3 e 15.7>>>>>

>>> >>>>

>>APRESENTAÇÃO>>>>>>>

>      >>>Comprimido 500 mg.>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÕES>1,2>>>>>>>>

>      >>>Doenças reumáticas crônicas.>>>>

>      >>>Colite ulcerativa.>>>>

>      >>>Doença de Crohn.>>>>

>>> >>>>

>>CONTRA-INDICAÇÕES>1,2,4,5,9>>>>>>>>

>      >>>Hipersensibilidade a sulfassalazina, salicilatos e sulfonamidas.>>>>

>      >>>Disfunção renal grave.>>>>

>      >>>Crianças com menos de 2 anos.>>>>

>      >>>Porfiria.>>>>

>      >>>Obstrução intestinal ou urinária.>>>>

>>> >>>>

>>PRECAUÇÕES>1,2,4-6,9,11>>>>>>>>

>      >>>Monitorar funções renal e hepática e contagem sangüínea durante os 3 primeiros meses de tratamento.>>>>

>      >>>Usar com cautela em pacientes com discrasias sangüíneas, alergias ou asma graves, disfunções hepática e renal (ver apêndice D).>>>>

>      >>>Doses acima de 4 g/dia estão associadas a aumento no risco de toxicidade.>>>>

>      >>>Deficiência de G6PD.>>>>

>      >>>Suplementar com 1 mg/dia de ácido fólico.>>>>

>      >>>Categoria de risco na gravidez (FDA): B e D, se administrado próximo ao parto (ver apêndice A).>>>>

>      >>>Lactação (ver apêndice B).>>>>

>>> >>>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>1-6,9>>>>>>>>

>Adultos>>

>>Artrite Reumatóide>>>>>>>

>      >>>Inicialmente 500 mg, por via oral, aumentando 500 mg, a intervalos de 1 semana, até um máximo de 3 g/dia, em doses divididas.>>>>

>> >>>

>>Colite Ulcerativa>>>>>>>

>      >>>Inicial: 1 a 2 g, por via oral, 4 vezes/dia, até a remissão.>>>>

>      >>>Manutenção: 500 mg, por via oral, a cada 8 horas.>>>>

>>> >>>>

>>Doença de Crohn Ativa>>>>>>>

>      >>>De 1 a 2 g, por via oral, 4 vezes/dia, até a remissão.>>>>

>>> >>>>

>Crianças 2 a 12 anos>>

>>Tratamento de Ataque Agudo de Colite Ulcerativa e Doença de Crohn Ativa>>>>>>>

>      >>>De 10 a 15 mg/kg, por via oral, 4 a 6 vezes/dia, até ocorrer remissão; dose inicial máxima: 1 g.>>>>

>      >>>Manutenção: aumentando até dose máxima de 60 mg/kg/dia, por via oral, em doses divididas. Dose máxima de 2 g/dia.>>>>

>> >>>

>>Manutenção da Remissão da Colite Ulcerativa>>>>>>>

>      >>>De 5 a 7,5 mg/kg, por via oral, 4 a 6 vezes/dia; dose máxima: 500 mg. >>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES>4,5,9>>>>>

>      >>>Início de efeito: 3 a 4 semanas (colite ulcerativa), 9 semanas (artrite reumatóide).>>>>

>      >>>Pico de concentração sérica: aproximadamente 1,5 a 6 horas.>>>>

>      >>>Meia-vida de eliminação: 5 a 10 horas.>>>>

>      >>>Metabolismo: trato intestinal, via flora intestinal.>>>>

>      >>>Excreção: renal (75% a 91%).>>>>

>>> >>>>

>>EFEITOS ADVERSOS>1,2,4,5,9,12>>>>>>>>

>      >>>Dor de cabeça.>>>>

>      >>>Fotossensibilidade.>>>>

>      >>>>Rash>>.>>>>

>      >>>Anorexia.>>>>

>      >>>Náusea, vômito, diarréia, desconforto gástrico.>>>>

>      >>>Oligospermia reversível.>>>>

>      >>>Dermatite exfoliativa, prurido, necrólise epidérmica, urticária, anafilaxia.>>>>

>      >>>Alucinações, vertigem, depressão.>>>>

>      >>>Hepatite.>>>>

>      >>>Reações tipo doença do soro.>>>>

>      >>>Anemia macrocítica e macrocitose, anemia megaloblástica, leucopenia, neutropenia, trombocitopenia.>>>>

>      >>>Lúpus eritematoso sistêmico.>>>>

>      >>>Nefrotoxicidade, proteinúria, cristalúria.>>>>

>      >>>Infiltrado pulmonar.>>>>

>>> >>>>

>>INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS>1,9,10>>>>>>>>

>      >>>Pode haver aumento do efeito e toxicidade de sulfassalazina com: azatioprina, mercaptopurina.>>>>

>      >>>Em uso conjunto com sulfassalazina, risco aumentado de leucopenia e mielossupressão de azatioprina e mercaptopurina.>>>>

>      >>>Pode ocorrer perda de eficácia de ciclosporina.>>>>

>      >>>Pode diminuir a biodisponibilidade da digoxina, possivelmente diminuindo o efeito terapêutico.>>>>

>      >>>Pode aumentar risco de hepatotoxicidade de metotrexato.>>>>

>      >>>Com tioguanina, risco aumentado de mielossupressão.>>>>

>      >>>Pode haver aumento do efeito anticoagulante da varfarina.>>>>

>      >>>Pode aumentar a meia-vida das sulfoniluréias, ocorrendo hipoglicemia.>>>>

>      >>>Pode aumentar risco de trombocitopenia com diuréticos tiazídicos.>>>>

>      >>>Pode antagonizar o efeito antibacteriano das sulfonamidas.>>>>

>>> >>>>

>>ORIENTAÇÕES AO PACIENTE>1,4,5,6,9>>>>>>>>

>      >>>Orientar para ingerir o medicamento após as refeições ou com alimento para diminuir a irritação gastrintestinal.>>>>

>      >>>Orientar para ingerir o medicamento com 250 mL de água.>>>>

>      >>>Alertar para a importância de manter ingestão hídrica adequada.>>>>

>      >>>Reforçar a importância de manter boa higiene oral, acompanhamento odontológico.>>>>

>      >>>Alertar para evitar uso de lâmpada ou se expor ao sol sem proteção.>>>>

>      >>>Alertar que o surgimento de coloração amarelo-alaranjada na urina ou pele não apresenta significado clínico.>>>>

>      >>>Ressaltar a importância de notificar imediatamente o surgimento de reações de hipersensibilidade.>>>>

>      >>>Orientar que pode haver período de latência de 4 a 12 semanas.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>5,6,9>>>>>>>>

>      >>>Armazenar o medicamento em temperatura ambiente, protegido de luz direta, umidade, calor.>>>>

>> >>>>

>>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>>>>>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.