FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Cloridrato de Prometazina

Última revisão: 04/01/2010

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [>Link Livre para o Documento Original>>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>> >>>

>>Cloridrato de Prometazina>>>>>

>>> >>>>

>Simone Saad Calil>>>>>

>>> >>>>

>>Na Rename 2006: item 4>>>>>

>>> >>>>

>>APRESENTAÇÃO>>>>>>>

>      >>>Solução injetável 25 mg/mL.>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÕES>1,2,4-6>>>>>>>>

>      >>>Tratamento de cinetose.>>>>

>      >>>Anafilaxia (adjuvante).>>>>

>>> >>>>

>>CONTRA-INDICAÇÕES>1,4-6>>>>>>>>

>      >>>Hipersensibilidade ao fármaco e a sulfitos (ampolas contêm metabissulfito).>>>>

>      >>>Injeção subcutânea ou intra-arterial.>>>>

>      >>>Crianças com menos de 2 anos.>>>>

>>> >>>>

>>PRECAUÇÕES>1-5>>>>>>>>

>      >>>Devido aos efeitos anticolinérgicos, cautela em pacientes com hipertrofia prostática, retenção urinária, glaucoma de ângulo fechado, úlcera péptica estenosante, obstrução piloroduodenal.>>>>

>      >>>Cautela em pacientes com convulsões, depressão da medula óssea, disfunção hepática (ver apêndice C) e renal, doença cardiovascular.>>>>

>      >>>Crianças e idosos apresentam maior susceptibilidade aos efeitos anticolinérgicos e sobre o sistema nervoso central, podendo ocorrer reação paradoxal.>>>>

>      >>>A pressão arterial dos pacientes deve ser monitorada.>>>>

>      >>>Lactação (ver apêndice B).>>>>

>      >>>Categoria de risco na gravidez (FDA): C (ver apêndice A).>>>>

>> >>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>1,2,4-6>>>>>>>>

>      >>>Não deve ser administrado em concentrações acima de 25 mg/mL e em velocidade superior a 25 mg/minuto.>>>>

>      >>>A administração intravenosa deve ser feita em veia calibrosa, nunca em mão ou pulso.>>>>

>> >>>

>Adultos>>

>>Cinetose (como Antiemético)>>>>>>>

>      >>>De 12,5 a 25 mg, em injeção intramuscular profunda ou injeção intravenosa lenta (diluído para 2,5 mg/mL), a intervalos de 4 horas.>>>>

>> >>>

>>Anafilaxia>>>>>>>

>      >>>Dar 25 mg, por via intramuscular ou intravenosa, a intervalos de 2 horas.>>>>

>>> >>>>

>Idosos>>

>>Ambas as Indicações>>>>>>>

>      >>>De 6,25 a 12,5 mg, por via intravenosa, iniciar pela dose mais baixa que produza efeito desejado.>>>>

>> >>>

>Crianças>>

>>Ambas as Indicações>>>>>>>

>      >>>De 5 a 10 anos: 6,25 a 12,5 mg, por injeção intramuscular profunda, iniciar pela dose mais baixa que produza efeito desejado.>>>>

>      >>>Dose máxima: 0,5 mg/kg/dose.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES>4-6>>>>>>>>

>      >>>Início de efeito: 20 minutos (intramuscular), 3 a 5 minutos (intravenosa).>>>>

>      >>>Pico de concentração plasmática: 2 a 3 horas.>>>>

>      >>>Duração de efeito: 4 a 6 horas.>>>>

>      >>>Meia-vida: 7 a 15 horas.>>>>

>      >>>Metabolismo: hepática.>>>>

>      >>>Excreção: renal e biliar.>>>>

>>> >>>>

>>EFEITOS ADVERSOS>1-6>>>>>>>>

>      >>>Sonolência, vertigem, cefaléia, confusão, debilidade psicomotora, convulsões, efeitos extrapiramidais, síndrome neuroléptica maligna.>>>>

>      >>>Retenção urinária.>>>>

>      >>>Visão borrada.>>>>

>      >>>Reações de hipersensibilidade, fotossensibilidade.>>>>

>      >>>Distúrbios sangüíneos.>>>>

>      >>>Efeitos cardiovasculares.>>>>

>      >>>Distúrbios gastrintestinais, icterícia, xerostomia.>>>>

>      >>>Depressão respiratória.>>>>

>> >>>

>>INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS>5,6>>>>>>>>

>      >>>Potencialização dos efeitos sedativos: opióides, fenotiazinas, barbitúricos, álcool, antidepressivos, anticonvulsivantes e outros depressores do sistema nervoso central.>>>>

>      >>>Alterações eletrocardiográficas com: fluoroquinolonas, isradipino, octreotida, pentamidina.>>>>

>      >>>Tramadol aumenta o risco de convulsões.>>>>

>      >>>Em uso simultâneo com lítio, podem ocorrer fraqueza, discinesias, sintomas extrapiramidais, encefalopatia e dano ao cérebro.>>>>

>> >>>

>>ORIENTAÇÕES AOS PACIENTES>4,5>>>>>>>>

>      >>>Alertar para suspender o uso e notificar imediatamente caso haja sintomas de síndrome neuroléptica maligna (rigidez muscular, taquicardia, perda do controle da bexiga e depressão respiratória (lábios ou pele pálidos, respiração ofegante ou lenta).>>>>

>      >>>A administração com alimentos, água ou leite reduz a irritação gástrica e a xerostomia.>>>>

>      >>>Recomendar a ingestão de maior quantidade de líquidos para reduzir possibilidade de ocorrer constipação e retenção urinária.>>>>

>      >>>Orientar para a interrupção do uso 2 dias antes de realizar testes cutâneos de alergia, devido à possibilidade de obtenção de resultados falso-negativos.>>>>

>      >>>Pode afetar a capacidade de realizar atividades que exigem atenção e coordenação motora, como operar máquinas e dirigir.>>>>

>      >>>Recomendar o uso de protetor solar devido ao risco de fotossensibilização.>>>>

>      >>>Reforçar, especialmente a crianças e idosos, a importância de notificar comportamento e reações características de efeitos antimuscarínicos e ototóxicos.>>>>

>      >>>Alertar para observar lactentes, devido ao risco de sedação.>>>>

>      >>>Reforçar a importância de evitar bebidas alcoólicas e outros depressores durante o uso do medicamento.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>4,5>>>>>>>>

>      >>>Deve-se armazenar a temperatura entre 15 e 30°C.>>>>

>      >>>Manter ao abrigo de umidade e luz, em recipiente bem fechado.>>>>

>      >>>Não congelar.>>>>

>      >>>Não utilizar se estiver com a coloração alterada ou se houver precipitação.>>>>

>      >>>Incompatibilidades em solução: alopurinol, gliconato de cálcio, cetorolaco, substâncias alcalinas, aminofilina, barbitúricos, benzilpenicilina, cefmetazol, carbenicilina, cloranfenicol, clorotiazida, cefoperazona, cefotetana, dimenidrinato, heparina, succinato sódico de hidrocortisona, meticilina, morfina, nalbufina.>>>>

>> >>>>

>>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>>>>>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal