FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Hidroxiuréia

Última revisão: 06/02/2010

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [>Link Livre para o Documento Original>>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>>> >>>>

>>Hidroxiuréia>>>>>

>>> >>>>

>Larissa Niro>>>>>

>> >>>

>>Na Rename 2006: item 6.1.6>>>>>

>>> >>>>

>>SINONÍMIA>>>>>>>

>      >>>Hidroxicarbamida.>>>>

>>> >>>>

>>APRESENTAÇÃO>>>>>>>

>      >>>Cápsula 500 mg.>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÕES>2,4,5>>>>>>>>

>      >>>Leucemia mielóide crônica.>>>>

>      >>>Câncer de células escamosas de pescoço e cabeça (em combinação com radioterapia).>>>>

>      >>>Carcinoma do colo uterino.>>>>

>      >>>Câncer de não-pequenas células de pulmão.>>>>

>      >>>Melanoma.>>>>

>      >>>Carcinoma de ovário.>>>>

>      >>>Carcinoma prostático.>>>>

>      >>>Anemia falciforme.>>>>

>      >>>Psoríase.>>>>

>>> >>>>

>>CONTRA-INDICAÇÕES>4,5>>>>>>>>

>      >>>Hipersensibilidade a hidroxiuréia e qualquer componente da formulação.>>>>

>      >>>Mielossupressão grave.>>>>

>>> >>>>

>>PRECAUÇÕES>4,5>>>>>>>>

>      >>>Causa macrocitose que pode simular deficiência de ácido fólico.>>>>

>      >>>Causa sedação, pelo que se deve ter cautela com tarefas que exijam atenção, como dirigir e manejar máquinas.>>>>

>      >>>Bebida alcoólica potencializa os efeitos sedativos.>>>>

>      >>>Cautela em pacientes com asma, doença pulmonar obstrutiva crônica, glaucoma de ângulo estreito, hipertrofia prostática, obstrução de colo vesical.>>>>

>      >>>Mielossupressão é mais presente em pacientes com radioterapia ou quimioterapia prévias. Quando as contagens de leucócitos e plaquetas forem inferiores a, respectivamente, 2.500/mm>3> e 100.000/mm>3>, interromper o tratamento até normalização das células sangüíneas.>>>>

>      >>>Idosos apresentam mais sensibilidade a efeitos adversos, especialmente os anticolinérgicos.>>>>

>      >>>Leucemias secundárias são associadas à terapia de longo prazo para doenças mieloproliferativas.>>>>

>      >>>É preciso corrigir anemia grave antes de iniciar a terapia com hidroxiuréia.>>>>

>      >>>Nefropatia por ácido úrico em pacientes com leucemia ou linfoma pode ser prevenida por hidratação oral adequada e, em alguns casos, administração de alopurinol. A alcalinização da urina pode ser necessária se as concentrações séricas de ácido úrico estiverem elevadas.>>>>

>      >>>Lactação (ver apêndice B).>>>>

>      >>>Categoria de risco na gravidez (FDA): D (ver apêndice A).>>>>

>> >>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>5>>>>>>>>

>Adultos>>

>>Leucemia Mielóide Crônica Resistente>>>>>>>

>      >>>20 a 30 mg/kg/dia, por via oral, em dose única diária, por 6 semanas.>>>>

>      >>>Câncer de células escamosas de pescoço e cabeça (em combinação com radioterapia).>>>>

>      >>>80 mg/kg, por via oral, em dose única, a cada terceiro dia, com início 7 dias antes de começar a irradiação; duração indefinida.>>>>

>      >>>Melanoma, carcinoma de ovário, recorrente, metastático ou inoperável e outros tumores sólidos.>>>>

>      >>>Terapia intermitente: 80 mg/kg/dia, por via oral, em dose única diária, a cada 3 dias.>>>>

>      >>>Terapia contínua: 20 a 30 mg/kg/dia, por via oral, em dose única diária.>>>>

>> >>>

>>Anemia Falciforme (Profilaxia)>>>>>>>

>      >>>15 mg/kg/dia, por via oral, em dose única diária; aumentar em incrementos de 5 mg/kg/dia, a cada 12 semanas, até dose máxima tolerada: 35 mg/kg/dia.>>>>

>> >>>

>>Psoríase>>>>>>>

>      >>>2.000-1.500 mg/dia, por via oral, em dose única diária ou fracionada.>>>>

>>> >>>>

>>Reajuste em Insuficiência Renal>>>>>>>

>      >>>Depuração de creatinina endógena entre 50 e 10 mL/minuto: 50% da dose usual.>>>>

>      >>>Depuração de creatinina endógena inferior a 10 mL/minuto: 20% da dose usual.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES>5>>>>>>>>

>      >>>Absorção gastrintestinal (acima de 80%).>>>>

>      >>>Pico sérico: 2 horas.>>>>

>      >>>Metabolismo: hepático.>>>>

>      >>>Excreção: renal (80%, sendo 50% em forma inalterada) e pulmonar (exalada como CO>2>).>>>>

>      >>>Meia-vida de eliminação: 3-4 horas.>>>>

>> >>>

>>EFEITOS ADVERSOS>5>>>>>>>>

>      >>>Sedação, cefaléia, fadiga, nervosismo, tontura, tremor, parestesia, convulsão.>>>>

>      >>>Xerostomia.>>>>

>      >>>Visão borrada.>>>>

>      >>>Mielossupressão.>>>>

>      >>>Espessamento de secreções brônquicas.>>>>

>      >>>Mutagenicidade e leucemia secundária na terapia em longo prazo.>>>>

>>> >>>>

>>INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS>2,5>>>>>>>>

>      >>>Aumento de efeito/toxicidade de hidroxiuréia: fluoxetina, benzodiazepinas, álcool, zidovudina, zalcitabina, didanosina, fluoruracila, clozapina.>>>>

>      >>>Hidroxiuréia modula metabolismo e citotoxicidade de citarabina.>>>>

>      >>>Hidroxiuréia pode precipitar pancreatite, hepato e neurotoxicidade associadas a didanosina ou estavudina.>>>>

>> >>>

>>ORIENTAÇÕES AOS PACIENTES>4>>>>>>>>

>      >>>Orientar para ingerir com muita água.>>>>

>      >>>Orientar para não ingerir bebidas alcoólicas durante o tratamento.>>>>

>      >>>Orientar para lavar as mãos antes e após o contato com frascos ou cápsulas.>>>>

>      >>>Orientar para a possibilidade de esvaziar o conteúdo da cápsula dentro de um copo e ingerir imediatamente, especialmente aos pacientes com dificuldades de deglutição.>>>>

>      >>>Orientar para evitar qualquer vacina, durante e logo após o tratamento, sem notificação.>>>>

>      >>>Orientar para evitar contato com pessoas com infecções.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>4,5>>>>>>>>

>      >>>Guardar o medicamento em recipiente fechado e em temperatura ambiente, ao abrigo de umidade e luz direta.>>>>

>      >>>Evitar congelamento.>>>>

>> >>>

>>ATENÇÃO: hidroxiuréia é mutagênica e clastogênica. Policitemia >>>vera>>>>, trombocitopenia e leucemias secundárias têm ocorrido com terapia de longo prazo para doenças mieloproliferativas.>>>>>>

>> >>>

>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.