FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Omeprazol e Omeprazol Sódico

Última revisão: 03/12/2010

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [>Link Livre para o Documento Original>>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>>> >>>>

>>Omeprazol e Omeprazol Sódico>>>>>

>> >>>

>Fabiana Wahl Hennigen>>>>>

>>> >>>>

>>Na Rename 2006: item 15.2>>>>>

>>> >>>>

>>APRESENTAÇÕES>>>>>>>

>      >>>Cápsulas 10 e 20 mg (omeprazol).>>>>

>      >>> para solução injetável 40 mg (omeprazol sódico).>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÕES>2,4,5,9,13>>>>>>>>

>      >>>Doença do refluxo gastresofágico sintomático.>>>>

>      >>>Esofagite erosiva associada com doença do refluxo gastresofágico.>>>>

>      >>>Condições hipersecretórias (síndrome de Zollinger-Ellison, hipergastrinemia, mastocitose sistêmica e adenoma endócrino múltiplo).>>>>

>      >>>Úlceras pépticas de múltiplas etiologias (prevenção e tratamento) refratárias a antagonistas H2.>>>>

>      >>>Adjuvante na terapia de erradicação de >Helicobacter pylori>.>>>>

>> >>>

>>CONTRA-INDICAÇÃO>2,4,5,9,13>>>>>>>>

>      >>>Hipersensibilidade a omeprazol.>>>>

>>> >>>>

>>PRECAUÇÕES>2,4,5,9,12,13>>>>>>>>

>      >>>Em pacientes com sangramento, disfagia, vômito e perda de peso, a presença de neoplasia gástrica deve ser excluída antes do início do tratamento.>>>>

>      >>> risco de gastrite atrófica associado ao tratamento de longo prazo.>>>>

>      >>>Cautela em pacientes com síndrome de Bartter, hipocalemia, dietas restritas em sódio e alcalose respiratória.>>>>

>      >>>A segurança e eficácia não estão estabelecidas em crianças com menos de 2 anos.>>>>

>      >>>Em idosos, aumento da biodisponibilidade, mas ajustes de dose não são necessários.>>>>

>      >>>Usar com cautela em pacientes com insuficiência hepática (ver apêndice C) e renal (apêndice D).>>>>

>      >>>Lactação (ver apêndice B).>>>>

>      >>>Categoria de risco na gravidez (FDA): C (ver apêndice A).>>>>

>> >>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>2,4,5,9,13>>>>>>>>

>Adultos>>

>>Doença do Refluxo Gastresofágico Sintomática>>>>>>>

>      >>>Oral: 20 mg, 1 vez/dia, por 4 semanas.>>>>

>      >>>Intravenoso: 40 mg, 1 vez/dia, até que a administração oral seja possível.>>>>

>>> >>>>

>>Esofagite Erosiva Associada com Doença do Refluxo Gastresofágico>>>>>>>

>      >>>20 mg, por via oral, 1 vez/dia, por 4 a 8 semanas.>>>>

>>> >>>>

>>Condições Hipersecretórias Gástricas Patológicas>>>>>>>

>      >>>Oral: Inicial: 60 mg, 1 vez/dia. Doses acima de 80 mg/dia devem ser divididas. Manutenção: 20 mg, 1 ou 2 vezes/dia.>>>>

>      >>>Intravenosa: 60 mg, 3 vezes/dia, seguidos por terapia de manutenção oral de 90 mg, 2 vezes/dia e, então, decrescendo para 1 vez/dia.>>>>

>> >>>

>>Úlceras Pépticas Refratárias>>>>>>>

>      >>>Oral: 20 a 40 mg, 1 vez/dia, por 4-8 semanas. As doses mais altas são usadas em úlceras gástricas.>>>>

>      >>>Intravenosa: 40 mg, 1 vez/dia, até que a administração oral seja possível.>>>>

>> >>>

>>Adjuvante no Esquema Antimicrobiano para Erradicação de Helicobacter pylori>>>>>>>>

>      >>>20 a 40 mg, por via oral, 1 vez/dia, por 14 dias.>>>>

>>> >>>>

>Crianças>>

>>Doença do Refluxo Gastresofágico Sintomática>>>>>>>

>      >>>Entre 10 e 20 kg: 10 mg, por via oral, 1 vez/dia ou, se necessário 20 mg 1 vez ao dia.>>>>

>      >>>Acima de 20 kg: 20 mg, por via oral, 1 vez/dia ou, se necessário 40 mg 1 vez ao dia.>>>>

>> >>>

>Administração>>>>>

>      >>>O uso intravenoso é extremamente limitado. A injeção deve ser feita por 5 minutos.>>>>

>      >>>Para administração dos grânulos intactos através de sonda nasogástrica, dilui-se em bicarbonato de sódio 8,4% ou água.>>>>

>> >>>

>>EFEITOS ADVERSOS>2,4,5,9,12,13>>>>>>>>

>      >>>Comuns: cefaléia, dor abdominal, tontura, >rash >cutâneo, diarréia, dor abdominal, náusea, vômito, constipação, fraqueza e lombalgia.>>>>

>      >>>Graves: agranulocitose, alopecia, pancreatite (raro), hepatotoxicidade (raro), alterações hematológicas, fratura do quadril e nefrite intersticial.>>>>

>> >>>

>>INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS>5>>>>>>>>

>      >>>Voriconazol pode aumentar as concentrações plasmáticas de omeprazol.>>>>

>      >>>Ginkgo biloba e erva-de-são-joão podem reduzir a eficácia de omeprazol.>>>>

>      >>>Pode haver aumento do efeito de: metotrexato, benzodiazepínicos, fluoxetina, propranolol, fenitoína, cilostazol, amiodarona, carbamazepina, digoxina, varfarina, dissulfiram.>>>>

>      >>>Pode ocorrer diminuição de efeito de atazanavir, indinavir, itraconazol, cetoconazol e ferro.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES>4,5,9,13>>>>>>>>

>      >>>Absorção: rápida, mas diminuída pela presença de alimentos.>>>>

>      >>>Início de ação: 1 hora.>>>>

>      >>>Tempo para pico de efeito: 2 horas.>>>>

>      >>>Duração de ação: 72 horas.>>>>

>      >>>Meia-vida de eliminação: 0,5 a 1 hora.>>>>

>>> >>>>

>>ORIENTAÇÕES AOS PACIENTES>4,5,9,13>>>>>>>>

>      >>>Orientar para a ingestão das cápsulas com estômago vazio, 30 minutos antes de uma refeição (preferencialmente café da manhã), devendo ser engolidas intactas.>>>>

>      >>>Ensinar que, para pacientes com dificuldade de deglutição, as cápsulas podem ser abertas imediatamente antes da administração e os grânulos intactos misturados com pequena quantidade de purê de maçã ou bebida ácida, como suco de laranja ou iogurte. Os grânulos não devem ser mastigados nem misturados com leite.>>>>

>      >>>Alertar que não deve ser utilizado para alívio imediato de ardência epigástrica, pois pode levar 1 a 4 dias para alcançar o efeito completo. Antiácidos podem ser administrados concomitantemente.>>>>

>      >>>Reforçar a necessidade de evitar o uso de bebida alcoólica.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>4,5>>>>>>>>

>      >>>Armazenar entre 15 e 30 °C (cápsulas).>>>>

>      >>>O omeprazol é rapidamente degradado em meio ácido, apresenta estabilidade aceitável em condições alcalinas.>>>>

>> >>>

>>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>>>>>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal