FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Cloridrato de Pilocarpina

Última revisão: 15/12/2010

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [>Link Livre para o Documento Original>>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>>> >>>>

>>Cloridrato de Pilocarpina>>>>>

>>> >>>>

>Maria Inês de Toledo>>>>>

>Cíntia Fogaça Batista>>>>>

>>> >>>>

>>Na Rename 2006: item 19.5>>>>>

>>> >>>>

>>APRESENTAÇÃO>>>>>>>

>      >>>Colírio 2%.>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÕES>1>>>>>>>>>>

>      >>>Glaucoma crônico de ângulo aberto.>>>>

>      >>>Tratamento de emergência de glaucoma de ângulo fechado antes da cirurgia.>>>>

>      >>>Para antagonizar os efeitos de midríase e cicloplegia após exame oftalmológico.>>>>

>>> >>>>

>>CONTRA-INDICAÇÕES>1,4,5>>>>>>>>>>

>      >>>Hipersensibilidade a pilocarpina.>>>>

>      >>>Irite aguda.>>>>

>      >>>Uveíte aguda.>>>>

>      >>>Inflamação aguda do segmento anterior.>>>>

>      >>>No pós-operatório de glaucoma de ângulo fechado (risco de sinéquia posterior).>>>>

>>> >>>>

>>PRECAUÇÕES>1,2,4,5>>>>>>>>>>

>      >>>Cautela em pacientes com doença da retina (risco de descolamento de retina), pelo que se exige exame de fundo de olho antes de iniciar tratamento.>>>>

>      >>>Cautela em pacientes com dano na córnea ou conjuntiva.>>>>

>      >>>Monitorar a pressão intra-ocular e os campos visuais em tratamento de longa duração de glaucoma crônico de ângulo aberto.>>>>

>      >>>Cuidado com o uso em pacientes com doença cardíaca, hipertensão, doença pulmonar obstrutiva crônica não controlada, asma, úlcera péptica, obstrução do trato urinário e doença de Parkinson.>>>>

>      >>>Interromper o tratamento se aparecerem sintomas de toxicidade sistêmica.>>>>

>      >>>Categoria de risco na gravidez (FDA): C.>>>>

>> >>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>1,4,5>>>>>>>>>>

>Uso Exclusivo em Adultos>>

>      >>>Instilar 1 gota no olho até 4 vezes ao dia. Para evitar excessiva absorção sistêmica, os pacientes devem pressionar com o dedo o saco lacrimal por 1 a 2 minutos após instilação da solução.>>>>

>      >>>Pré-operatório em glaucoma de ângulo fechado: 1 gota a cada 10 minutos por 30 a 60 minutos, seguido por 1 gota a cada 1 a 3 horas até baixa da pressão intra-ocular.>>>>

>      >>>Íris pigmentada pode requerer concentração maior do miótico ou administração mais freqüente, correndo o risco de superdosagem.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES>4,6>>>>>>>>>>

>      >>>Absorção sistêmica é rara.>>>>

>      >>>Miose ocorre de 10 a 30 minutos após o uso do colírio e dura de 4 a 8 horas. Redução da pressão intra-ocular ocorre geralmente em até 75 minutos e persiste por 4 a 14 horas.>>>>

>> >>>

>>EFEITOS ADVERSOS>1,4,6>>>>>>>>>>

>      >>>Dor nos olhos, visão borrada, espasmo ciliar, lacrimejamento, miopia, congestão da conjuntiva, prurido, hemorragia vítrea e bloqueio pupilar.>>>>

>      >>>Cefaléia e dor na testa ocasionada por espasmo ciliar, mais intensa nas primeiras 2 a 4 semanas e em indivíduos de mais de 40 anos.>>>>

>      >>>Alterações de cristalino com uso crônico.>>>>

>      >>>Raramente podem ocorrer efeitos sistêmicos, incluindo hipertensão, taquicardia, broncoespasmo, edema pulmonar, salivação, sudorese, náusea, vômito, diarréia e efeitos psicóticos em idosos.>>>>

>>> >>>>

>>INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS>1,4>>>>>>>>>>

>      >>>O uso concomitante de propranolol aumenta o risco de arritmias.>>>>

>      >>>Alcalóides da beladona e ciclopentolato podem reduzir o efeito da pilocarpina.>>>>

>> >>>

>>ORIENTAÇÕES AOS PACIENTES>1,2,4>>>>>>>>>>

>      >>>Alertar que o colírio de pilocarpina causa dificuldade de adaptação à luz (ofuscamento) e visão borrada temporária.>>>>

>      >>>Alertar para não operar máquinas ou dirigir até que a visão esteja límpida.>>>>

>      >>>Orientar para lavar as mãos antes da aplicação.>>>>

>      >>>Orientar para não usar se a embalagem estiver danificada.>>>>

>      >>>Ensinar cuidados para não contaminar o frasco de colírio, que deve ser de uso exclusivo.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>4>>>>>>>>>>

>      >>>Guardar em temperatura entre 15 e 30°C.>>>>

>> >>>

>>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>>>>>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.