FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Gonadotrofina Coriônica Humana

Última revisão: 23/07/2010

Comentários de assinantes: 0

Gonadotrofina Coriônica Humana (INJETÁVEL) (nome genérico) (substância ativa). Informações sobre formas de administração, indicações, contra-indicações, efeitos colaterais/adversos, posologia e interações medicamentosas.

 

MARCA COMERCIAL

CHORAGON (Ferring).

 

GENÉRICO

Não

 

USO INJETÁVEL

Injetável (pó) 1.500 UI

CHORAGON

 

Injetável (pó) 5.000 UI

CHORAGON

 

Armazenagem Antes de Aberto

Temperatura ambiente (15°-30°C).

 

O QUE É

A Gonadotrofina Coriônica Humana é um estimulante da ovulação; estimulante da espermatogênese [gonadotrofina extraída da urina de mulheres grávidas].

 

PARA QUE SERVE

Infertilidade masculina (por hipogonadismo devido à deficiência hipofisária); criptorquidismo pré-puberal (não devido a obstrução anatômica); infertilidade feminina; insuficiência do corpo lúteo.

 

COMO AGE

A Gonadotrofina Coriônica Humana tem ação quase idêntica à do hormônio luteinizante (LH) produzido pela hipófise anterior. Estimula a produção de androgênio pelos testículos. Estimula a produção de progesterona pelos ovários. Promove a manutenção do corpo lúteo.

 

COMO SE USA

Uso Injetável

Via Intramuscular

      Gonadotrofina Coriônica Humana (pó) 1.500 UI

      Gonadotrofina Coriônica Humana (pó) 2.000 UI

      Gonadotrofina Coriônica Humana (pó) 5.000 UI

      Gonadotrofina Coriônica Humana (pó) 10.000 UI

 

RECONSTITUIÇÃO

Diluente: diluente fornecido pelo fabricante; volume 1 a 10 mL (depende do fabricante).

Estabilidade após reconstituição: refrigeração (2°-8°C): 30 a 60 dias (varia de acordo com o fabricante).

 

ADMINISTRAÇÃO: em adultos, nas nádegas (quadrante superior externo); em crianças, na face lateral da coxa.

 

USO INJETÁVEL – DOSES

Adultos

Indução da Ovulação

5.000 a 10.000 UI, um dia após a última dose de menotrofina ou urofolitrofina; ou 5 a 9 dias após a última dose de clomifeno.

 

Hipogonadismo Hipogonadotrófico Masculino

1.000 a 4.000 UI, 2 ou 3 vezes por semana, durante diversas semanas ou meses. Na infertilidade, para indução da espermatogênese, o tratamemto geralmente se estende por 6 meses ou mais.

 

Insuficiência do Corpo Lúteo

1.500 UI a cada 2 dias, a partir do dia da ovulação até o dia esperado da menstruação ou da gravidez confirmada. Confirmada a gravidez, a dose deve continuar até a décima semana de gestação.

 

Criptorquidismo Pré-puberal (não devido a obstrução anatômica)

1.000 a 5.000 UI, 2 ou 3 vezes por semana, até um máximo de 10 doses (parar antes, se os testículos descerem) (se não houver a descida dos testículos, não se recomenda ultrapassar essas 10 doses).

 

Crianças

Eficácia e segurança não estabelecidas até os 4 anos de idade.

 

CUIDADOS ESPECIAIS

Risco na Gravidez

Classe C: Não há estudos adequados em mulheres (em experimentos animais ocorreram alguns efeitos adversos para o feto). O benefício potencial do produto pode justificar o risco potencial durante a gravidez.

 

Amamentação

Recomendado cautela; não amamentar.

 

Não Usar o Produto

Em homens com história ou suspeita de tumores androgênio-dependentes (como carcinoma prostático testicular ou mamário); puberdade precoce; reações alérgicas à gonatrofina coriônica.

 

Avaliar Riscos X Benefícios

Asma; desordem convulsiva; doença cardíaca ou renal; enxaqueca; epilepsia; hipertensão.

 

Reações que Podem Ocorrer (sem incidência definida)

ENDÓCRINO-METABÓLICO: aumento das mamas (no homem); aumento do tamanho do ovário (hiperestimulação); puberdade precoce (em crianças); ruptura dos cistos ovarianos.

SISTEMA NERVOSO CENTRAL: depressão; dor de cabeça; fadiga; inquietação; irritabilidade.

LOCAL DA INJEÇÃO: dor no local da injeção.

DERMATOLÓGICO: erupção na pele.

CARDIOVASCULAR: inchaço; retenção de água e sal (após administração de altas doses).

 

OUTRAS CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES

      há risco aumentado de aborto e gravidez múltipla em pacientes submetidas à indução da ovulação.

      o produto deve ser utilizado apenas por equipes especializadas.

      avisar o médico caso o paciente apresente inchaço ou, no caso das crianças, puberdade precoce (caso em que o tratamento deve ser suspenso).

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.