FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Bussulfano

Bussulfano (Oral) (substância ativa)

Referência: Myleran (GlaxoSmithKline)

Genérico: não

 

Uso oral

Comprimido 2 mg: Myleran

 

O que é

antineoplásico [alquilante].

 

Para que serve

leucemia mielogênica crônica.

 

Como age

parece agir por ligações ao DNA e por mielossupressão.

 

Como se usa

Uso oral

•doses em termos de Bussulfano.

•sempre à mesma hora do dia.

Adultos

iniciar com 4 a 8 mg por dia, durante alguns dias e ir ajustando as doses de acordo com a resposta clínica do paciente. A dose de manutenção é de 1 a 3 mg por dia.

Crianças

0,06 a 0,12 mg por kg de peso corporal por dia.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

Classe D

 

Amamentação

Pelo risco potencial de reações adversas graves na criança, não amamentar.

 

Não usar o produto

paciente com leucemia mielogênica crônica cuja doença foi resistente anteriormente ao tratamento com a droga; paciente que não tenha diagnóstico definitivo de leucemia mielogênica crônica.

 

Avaliar riscos x Benefícios

infecção e complicação hemorrágica (paciente que recebeu medicamento mielossupressor); medicamento mielossupressor ou radioterapia anteriores ou terapia citotóxica; fibrose pulmonar difusa (terapia prolongada); fibrose pulmonar intersticial (descontinuar o medicamento imediatamente); doença hepática veno-oclusiva (uso em combinação com ciclofosfamida ou outro agente antineoplásico).

 

Reações mais comuns (sem incidência definida):

Cardiovascular: inchaço, dor no peito, aumento dos batimentos do coração, pressão alta, pressão baixa, vasodilatação.

Gastrintestinal: inflamação nos lábios, náusea, inflamação na boca, vômito, falta de apetite, diarreia, dor e aumento abdominal, má digestão, constipação, boca seca, problemas retais.

Genturinário: oligúria.

Hematológico: granulocitopenia, diminuição das plaquetas no sangue, diminuição de leucócitos no sangue, anemia, anemia aplástica.

Hepático: icterícia (cor amarelada na pele e olhos).

Metabólico: aumento da glicose no sangue, diminuição do potássio no sangue, diminuição do cálcio no sangue, aumento do volume de sangue, diminuição de fosfato no sangue, aumento de peso.

Musculoesquelético: dor nas costas, dor muscular, dor nas juntas.

Dermatológico: inflamação no local da injeção, erupção, coceira, perda de cabelos, aumento da pigmentação na pele.

Respiratório: nasofaringe: rinite, faringite, sangramento nasal, problemas pulmonares, tosse, dificuldade para respirar.

Sistema nervoso central: febre, dor de cabeça, fraqueza, dor, insônia, ansiedade, tontura, depressão, confusão mental.

Outros: calafrios, reações alérgicas, soluço.

 

Atenção com outros produtos

O bussulfano

•pode aumentar as taxas de ácido úrico, podendo ser necessário ajustar as doses de: probenecida; sulfimpirazona.

•pode ter aumentada suas ações depressoras de medula óssea com: outro depressor da medula óssea; radioterapia.

•pode aumentar o risco de reações adversas com: vacina de vírus vivos.

•pode ter sua eliminação reduzida com: paracetamol (acetaminofeno); itraconazol.

•pode ter sua eliminação aumentada com: fenitoína.

 

Outras considerações importantes:

•descontinuar o produto aos primeiros sinais de fibrose pulmonar ou em casos de repentina queda de leucócitos.

•não aplicar injeções intramusculares em pacientes cujas plaquetas estejam abaixo de 100.000/mm3.

•a resposta clínica à medicação só se dá 1 a 2 semanas após o início do tratamento.

•avisar o médico caso o paciente apresente sinais de infecção (febre, garganta inflamada), tosse persistente ou falta de ar progressiva.

•tomar grande quantidade de líquidos durante o tratamento.

•não usar produtos contendo aspirina (ácido acetilsalicílico), ou fazê-lo com muito cuidado, ficando atento para qualquer sinal de sangramento que apareça.

•checar periodicamente: ácido úrico; hemograma completo; função renal.

•fazer hemograma periodicamente (no mínimo uma vez por semana).

•terapia deve ser descontinuada ou reduzida se ocorrer diminuição da atividade da medula óssea

•administrar anticonvulsivante profilático em pacientes com histórico de convulsões ou trauma cerebral ou pacientes que estão recebendo outra medicação que possa induzir à epilepsia.

 

 

REMÉDIOS COM BUSSULFANO EM SUA COMPOSIÇÃO

Myleran

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal