FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Efedrina

Efedrina (Injetável) (substância ativa)

Referência: Efedrin (Cristália)

Genérico: não

Similar: Unifedrine (União Química)

 

sulfato de efedrina

Uso injetável

Injetável (solução) 50 mg/1 mL: Efedrin

 

Armazenagem antes de aberto

Temperatura ambiente (15-30°C).

Proteção à luz: sim, necessária.

 

O que é

broncodilatador; descongestionante nasal; vasopressor (por via injetável) [catecolamina; simpaticomimético; adrenérgico; agonista alfa e beta-adrenérgico].

 

Para que serve

broncoespasmo; choque; descongestionante brônquico; descongestionante nasal; hipotensão (tratamento da).

 

Como age

age de forma indireta, estimulando antes a liberação da norepinefrina (noradrenalina) que estimula os receptores alfa e beta-adrenérgicos.

 

Como se usa

Uso injetável – Preparação

 

Atenção: não administrar por Infusão Intravenosa.

 

Via intramuscular Efedrina (solução) 50 mg/1 mL

Estabilidade após aberto: uso imediato. Não armazenar depois de preparado; descartar se houver qualquer alteração de cor.

Administração: em adultos, nas nádegas (quadrante superior externo); em crianças, na face lateral da coxa.

 

Via subcutânea

Efedrina (solução) 50 mg/1 mL

Estabilidade após aberto: uso imediato. Não armazenar depois de preparado; descartar se houver qualquer alteração de cor.

 

Via intravenosa direta Efedrina (solução) 50 mg/1 mL

Estabilidade após aberto: uso imediato. Não armazenar depois de preparado; descartar se houver qualquer alteração de cor.

Não diluir.

Tempo de injeção: pelo menos 5 minutos.

 

Uso injetável – Doses

•doses em termos de sulfato de Efedrina.

Adultos

broncoespasmo agudo: 12,5 a 25 mg, via intramuscular, subcutânea ou intravenosa direta.

hipotensão: 25 a 50 mg, via intramuscular ou subcutânea. Se necessário, uma 2a dose de 50 mg, via intramuscular, pode ser administrada. A dose máxima diária é de 150 mg.

Crianças

hipotensão: 3 mg por kg de peso corporal por dia, via subcutânea ou intravenosa direta, divididos em 4 ou 6 aplicações.

Outras vias de administração

•produto usado em associações. Ver instruções e indicações dos fabricantes.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

Classe C

 

Amamentação

eliminado no leite. Pelo risco potencial ao lactente, não amamentar.

 

Não usar o produto

alergia a simpaticomimético; hipertireoidismo; doença vascular coronariana; hipertensão; arritmia; retenção urinária; criança com menos de 4 anos de idade; uso concorrente ou recente (até 2 semanas antes) de IMAO (inibidir da monoamino-oxidase).

 

Avaliar riscos x Benefícios

doença cardiovascular; diabetes mellitus; glaucoma de ângulo fechado; doença convulsiva; hipertrofia da próstata; diminuição da função renal.

 

Reações mais comuns:

Cardiovascular: aumento da pressão arterial; aumento dos batimentos do coração; batimentos irregulares do coração; dor na região do coração; palpitação.

Gastrintestinal: perda do apetite; náusea; vômito.

Geniturinário: dificuldade para urinar.

Musculoesquelético: fraqueza; tremor.

Respiratório: dificuldade para respirar.

Sistema nervoso central: ansiedade; confusão mental; dor de cabeça; insônia; nervosismo; tontura; inquietação; tensão.

Outros: transpiração.

 

Atenção ao utilizar outros produtos.

A efedrina

•pode aumentar o risco de arritmias cardíacas graves com: anestésico hidrocarbonado de inalação (halotano).

•pode aumentar o risco de arritmias cardíacas e de aumento grave da pressão sanguínea com: antidepressivo tricíclico.

•pode ter sua ação inibida ou pode inibir a ação de: betabloqueador (pode causar ataque asmático grave em paciente com asma; não associar).

•pode sofrer ou provocar aumento das reações adversas (graves) com: cocaína; IMAO* (inibidor da monoamina-oxidase, incluindo furazolidona, procarbazina e selegilina).

•pode aumentar o risco de arritmias cardíacas com: digitálico; quinidina.

•pode ter sua ação aumentada ou pode aumentar a ação de: doxapram.

•pode resultar em aumento do estreitamento dos vasos com: ergotamina.

•pode aumentar os efeitos neurológicos durante aortografia com: diatrizoato; iotalamato; ioversol; ioxaglato.

•pode ter seus efeitos aumentados com: outro simpaticomimético (ver Apêndice).

•pode ter seus efeitos aumentados ou aumentar os efeitos de: hormônio tireoideano.

* pacientes que receberam IMAO até 3 semanas antes podem exigir doses de simpaticomimético muito menores do que as habituais (chegando mesmo a um décimo da dose usual, para tentar evitar reações adversas graves).

 

Outras considerações importantes:

•o paciente pode desenvolver tolerância ao produto após o uso prolongado ou excessivo.

•cuidado ao dirigir ou executar tarefas que exijam atenção.

•para prevenir a insônia, usar a última dose diária do produto pelo menos 2 horas antes de deitar.

•tomar grande quantidade de líquidos durante o uso desse produto.

 

Efedrina – associações (ver orientações do fabricante)

Yatropan – sinusite (descongestionante) – solução (Efedrina + mentol + eucaliptol + sulfanilamida). Sanofi-Aventis.

Rinisone – descongestionante nasal – congestão nasal – gota nasal. Cada 1 mL contém: acetato de fluorprednisolona 0, 030 mg + cloridrato de Efedrina 5,0 mg + nitrato de nafazolina 1,250 mg. Medley.

REMÉDIOS COM EFEDRINA EM SUA COMPOSIÇÃO

Coquevit Xarope
Efedrin
Marax
Rinisone
Teutoss
Tonaton
Yatropan

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal