FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Epirrubicina

Epirrubicina

(injetável) (substância ativa)

Referência: farmorubicina CS (Pfizer); farmorubicina RD (Pfizer)

Genérico: assinalado com G

Similar: nuovodox (Bergamo); tecnomax (Zodiac), brecila (Accord)

 

cloridrato de epirrubicina

Uso injetável

Injetável (solução) 10 mg/5 mL: farmorubicina CS; G

Injetável (solução) 20 mg/10 mL: farmorubicina CS; G

Injetável (solução) 50 mg/25 mL: brecila; G

Injetável (solução) 200 mg/100 mL: farmorubicina CS

 

Armazenagem antes de aberto

Refrigerado (2-8°C).

Proteção à luz: sim, necessária. Não congelar.

 

Injetável (pó) 10 mg: Farmorubicina RD

Injetável (pó) 50 mg: Farmorubicina RD

 

Armazenagem antes de aberto

Temperatura ambiente (15-30°C).

 

O que é

antineoplásico [derivado semi-sintético da daunorrubicina; antraciclina; antibiótico antineoplásico obtido a partir do Streptomyces peucetius].

 

Para que serve

câncer de mama; câncer de pulmão; câncer de fígado; sarcoma (de partes moles); câncer de estômago; câncer de bexiga (superficial; profilaxia de recidivas após ressecção transuretral).

 

Como age

é antibiótico, mas não é usado como antimicrobiano. Atua especificamente durante a fase S da divisão celular, inibindo a síntese de DNA e RNA.

 

Como se usa

Uso injetável ou Uso via intravesical

Uso injetável – Preparação

Atenção:

•apenas para infusão no tubo de uma linha onde esteja correndo Cloreto de Sódio 0,9% ou Glicose 5%.

não administrar via intravenosa direta (risco de extravasamento e lesão tecidual)

não administrar via intramuscular (produto irritante, causa lesão tecidual)

Epirrubicina (pó) 10 mg – Infusão intravenosa reconstituição

Diluente: Cloreto de Sódio 0,9% ou Glicose 5%. Volume: 5 mL.

Estabilidade após reconstituição Refrigerado (2-8°C): 24 horas.

Tempo de infusão: 3 a 20 minutos, infundindo no tubo de uma linha onde esteja correndo Cloreto de Sódio 0,9% ou Glicose 5%. Não infundir diretamente na veia.

 

Infusão intravenosa – Epirrubicina (pó) 50 mg reconstituição

Diluente: Cloreto de Sódio 0,9% ou Glicose 5%. Volume: 25 mL.

Estabilidade após reconstituição Refrigerado (2-8°C): 24 horas.

Tempo de infusão: 3 a 20 minutos, infundindo no tubo de uma linha onde esteja correndo Cloreto de Sódio 0,9% ou Glicose 5%. Não infundir diretamente na veia.

Injetável (solução) 10 mg/5 mL

Injetável (solução) 20 mg/10 mL

Injetável (solução) 50 mg/25 mL

Injetável (solução) 200 mg/100 mL

Tempo de infusão: 3 a 20 minutos, infundindo no tubo de uma linha onde esteja correndo Cloreto de Sódio 0,9% ou Glicose 5%. Não infundir diretamente na veia.

Uso injetável – Doses

•doses em termos de cloridrato de Epirrubicina.

Atenção:

•para minimizar o risco de extravasamento e ter certeza que a veia seja adequadamente lavada após a administração do medicamento, infundir no tubo de uma linha onde esteja correndo Cloreto de Sódio 0,9% ou Glicose 5%. Não infundir diretamente na veia.

•em caso de sinais ou sintomas de extravasamento, a administração deve ser imediatamente interrompida.

Adultos

regime de dose inicial padrão: 60 a 120 mg/m2, dose única ou dividida em 2 ou 3 dias sucessivos. Repetir o ciclo a cada 3 ou 4 semanas, caso o paciente apresente normalização da toxicidade induzida pelo medicamento.

regime de dose inicial padrão – terapia adjuvante de câncer de mama nódulo-axilar positivo: 100 a 120 mg/m2, dose única ou dividida em 2 ou 3 dias sucessivos. Repetir o ciclo a cada 3 ou 4 semanas, caso o paciente apresente normalização da toxicidade induzida pelo medicamento.

regime de altas doses – câncer de mama ou de pulmão: até 135 mg/m2, em dose única no dia 1 ou em doses divididas nos dias 1,2 e 3. Repetir o ciclo a cada 3 ou 4 semanas.

Adultos com função renal diminuída

dose: utilizar doses iniciais mais baixas em paciente com insuficiência renal grave (creatinina sérica > 5 mg/dL).

Adultos com função hepática diminuída

bilirrubina entre 1,2 a 3 mg/dL ou TGO 2 a 4 vezes o limite superior da normalidade: metade da dose inicial recomendada. bilirrubina > 3 mg/dL ou TGO > 4 vezes o limite superior da normalidade: um quarto da dose inicial recomendada.

Adultos obesos pré-tratados ou com infiltração neoplásica na medula óssea

administrar doses iniciais mais baixas ou longos intervalos entre os ciclos.

Idosos

administrar regime de dose inicial padrão.

Uso via intravesical

•instilar o produto usando um catéter.

•o instilado deve ser retido na bexiga por 1 hora, paciente deve ser rotacionado para aumentar contato da solução com a mucosa vesical da pélvis.

•paciente não pode tomar líquidos por 12 horas antes da instilação.

•paciente deve urinar no final da instilação.

Via intravesical – Doses

• doses em termos de cloridrato de Epirrubicina.

Adultos

carcinoma superficial de bexiga – instilação única: 80 a 100 mg, instilação única, imediatamente após ressecção transuretral. carcinoma superficial de bexiga – ciclo de 4 a 8 semanas seguida por instilação mensal: 50 mg (diluídos em 25 – 50 mL de Cloreto de Sódio 0,9%), 1 instilação por semana durante 8 semanas, iniciando-se 2 a 7 dias após ressecção transuretral. Pacientes podem receber administrações semanais de 50 mg por 4 semanas, seguidas de instilações mensais por 11 meses na mesma dose.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

Classe D

 

Amamentação

não se sabe se é eliminado no leite. Não amamentar.

 

Não usar o produto

Uso intravenoso: hipersensibilidade à epirrubucina, antraciclina ou antracenediona; mielossupressão persistente ou estomatite grave de tratamento citotóxico anterior; infecção generalizada; insuficiência hepática grave; histórico atual ou anterior de arritmia grave ou insuficiência miocárdica grave; infarto do miocárdio recente; tratamento prévio com doses cumulativas máximas de Epirrubicina e/ ou outra antraciclina e antracenediona; gravidez; lactação; criança (segurança e eficácia não estabelecidas).

Uso intravesical: infecção no trato urinário; inflamação da bexiga; hematúria; problema de cateterização.

 

Avaliar riscos x Benefícios

doença cardiovascular ativa ou latente; terapia prévia com outra antraciclina ou antracenediona; uso concomitante com medicamento com habilidade de suprimir a contratilidade cardíaca; uso concomitante com medicamento cardiotóxico.

 

Reações mais comuns (sem incidência definida):

Gastrintestinal: náusea; vômito; mucosite; diarreia; anorexia.

Hematológico: mielosupressão; amenorreia.

Sistema nervoso central: letargia; ondas de calor; febre.

Dermatológico: erupção na pele; mudanças na pele.

Outros: queda de cabelo; infecção; efeitos no local da injeção (dor, irritação); conjuntivite.

 

Atenção ao utilizar outros produtos

A epirrubicina

•pode apresentar efeito aditivo com: medicamento antineoplásico.

•pode potencializar os efeitos cardiotóxicos de: medicamento cardioativo.

•pode ter sua concentração sérica aumentada por: cimetidina.

•pode ter seu metabolismo ou farmacocinética afetados por: medicamento hepatoativo.

REMÉDIOS COM EPIRRUBICINA EM SUA COMPOSIÇÃO

Epirrubicina
Farmorubicina rd
Rubina
Tecnomax

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal