FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Furosemida

Furosemida

(Oral; Injetável) (substância ativa)

Referência: Lasix (Sanofi-Aventis); Lasix Long(Sanofi-Aventis) 

Genérico: assinalado com G

Similar: Furosem (Medley); Furosetron (Ariston); Neosemid (Neo Química)

 

Uso oral

Comprimido 40 mg: Lasix; G

Cápsula de liberação prolongada 60 mg: Lasix Long

 

Uso injetável

Injetável (solução) 20 mg/2 mL: Lasix; G

 

Armazenagem antes de aberto

Temperatura ambiente (15-30°C).

Proteção à luz: sim, necessária. Não colocar na geladeira.

 

O que é

diurético; anti-hipertensivo [sulfonamida (derivado); diurético de alça; diurético espoliador de potássio].

 

Para que serve

edema (na insuficiência cardíaca congestiva, cirrose do fígado, doença renal); hipertensão arterial (tratamento adjunto, com outros anti-hipertensivos).

 

Como age

como diurético, inibe a reabsorção de sódio e água nos rins (ramo descendente da alça de Henle). Como anti-hipertensivo, reduz o volume de líquidos e o débito cardíaco, baixando a pressão. Absorção: gastrintestinal (60 a 70%). Biotransformação: no fígado. Ação - início: 20 a 60 minutos (oral); 5 minutos (intravenosa); duração: 6 a 8 horas (oral); 2 horas (intravenosa). Eliminação: urina (88%); bile (fezes): 12%.

 

Como se usa

Uso oral – Doses

•doses em termos de Furosemida.

•tomar o medicamento com o estômago vazio.

Adultos

diurético: iniciar com 20 a 80 mg, por dia, em dose única. Se necessário, aumentar a dose em 20 a 40 mg a cada 6 ou 8 horas até obter o efeito desejado.

Manutenção: 20 a 40 mg por dia, de preferência em dose única.

hipertensão: iniciar com 40 mg, 2 vezes por dia; ajustar a dose de acordo com a resposta clínica.

Limite de dose para adultos: 600 mg por dia.

Idosos: podem ser mais sensíveis às doses usuais.

Crianças

diurético: iniciar com 2 mg por kg de peso, em dose única; se necessário, aumentar as doses em 1 a 2 mg por kg de peso, com intervalos de 6 a 8 horas. Não ultrapassar dose de 6 mg por kg de peso corporal.

 

Uso injetável – Preparação

• doses em termos de Furosemida.

Atenção: descartar se o produto apresentar coloração amarela.

 

Furosemida (solução) 20 mg/2 mL – Via intramuscular

Administração: em adultos, nas nádegas (quadrante superior externo); em crianças, na face lateral da coxa.

 

Furosemida (solução) 20 mg/2 mL – Via intravenosa direta

Tempo de injeção: 1 a 2 minutos

 

Furosemida (solução) 20 mg/2 mL – Infusão intravenosa

Diluição

Diluente: Cloreto de Sódio 0,9%; Glicose 5%

Estabilidade após diluição com Cloreto de Sódio 0,9% temperatura ambiente (15 - 30°C): 24 horas

Estabilidade após diluição com Glicose 5% temperatura ambiente (15 - 30°C): 24 horas

Tempo de infusão: não exceder 4 mg/minuto

 

Uso injetável – Doses

Adultos

diurético: iniciar com 20 a 40 mg, via intramuscular ou intravenosa, em dose única; se necessário, aumentar a dose em 20 mg a cada 2 horas até obter o efeito desejado.

edema pulmonar agudo (não acompanhado de crise hipertensiva): 40 mg, via intravenosa. Se houver necessidade injetar mais 80 mg, via intravenosa, após 1 hora.

crise hipertensiva (pacientes com função renal normal): 40 a 80 mg por via intravenosa.

crise hipertensiva (acompanhada de edema pulmonar ou de insuficiência renal aguda): 100 a 200 mg, via intravenosa.

Idosos: podem ser mais sensíveis às doses usuais.

Crianças

diurético (via intramuscular ou intravenosa): iniciar com 1 mg por kg de peso corporal, em dose única; aumentar a dose em 1 mg por kg de peso corporal a cada 2 horas, se houver necessidade. Não ultrapassar dose de 6 mg por kg de peso corporal.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

Classe C

 

Amamentação

eliminado no leite e também inibe a lactação; não amamentar.

 

Não usar o produto

diminuição acentuada de sódio no sangue; diminuição acentuada de potássio no sangue; diminuição do volume sanguíneo; pré-coma ou coma hepático; hipersensibilidade a sulfonamida; ureia sanguínea aumentada.

 

Avaliar riscos x Benefícios

anuíra (parada total da secreção de urina); aumento do acido úrico e gota (pode aumentar ainda mais o acido úrico); diabetes mellitus (prejuízo da tolerância a glicose); diminuição grave da função renal; diminuição da função auditiva; diminuição da função do fígado (exige tratamento inicial hospitalar pelo risco de desidratação e ate coma hepático); gravidez (não usar rotineiramente); historia de pancreatite (pode ser desencadeada pelo produto); infarto agudo do miocárdio (risco de choque); paciente com alto risco de diminuição do potássio; historia de lúpus eritematoso (pode ser desencadeado ou agravado).

 

Reações mais comuns (sem incidência definida)

barulho nos ouvidos; descontrole de eletrólitos (sódio, potássio, cloreto); queda de pressão ao se levantar; sensibilidade a luz; tontura.

 

Atenção com outros produtos

A Furosemida

• pode aumentar o risco de toxicidade nos ouvidos ou nos rins com: anfotericina B injetável.

• pode diminuir a ação de: anticoagulante (cumarinico e derivado da indandiona).

• pode aumentar o risco de problemas renais com: outro medicamento que causa problemas renais.

• pode aumentar o risco de queda de potássio no sangue com: outro medicamento que causa hipopotassemia.

• pode aumentar a toxicidade de: lítio.

 

Outras considerações importantes

• medir rotineiramente a pressão arterial.

• não ingerir bebida alcoólica.

• cuidado ao dirigir ou executar tarefas que exijam atenção.

• não efetuar mudanças bruscas de posição; cuidado ao subir ou descer escadas.

• evitar exposição ao sol ou a raios ultravioleta (bronzeamento artificial).

• suspender o produto se a oliguria (diminuição da secreção de urina), mesmo na dose máxima, persistir por mais que 24 horas.

• ingerir alimentos ricos em potássio (banana, frutas cítricas, nozes, uva passa, tomate, batata).

• cuidado com desidratação; avisar o medico se ocorrer náusea, diarreia ou vomito intenso.

• evitar exercícios pesados (risco de queda de pressão)

• sempre que possível, evitar dose que possa interferir com o sono (pelo desejo de urinar).

• o produto pode elevar o nível de glicose no sangue de pacientes diabéticos.

• checar periodicamente: eletrólitos (sódio, potássio, cloreto); ureia; creatinina; glicose; função do fígado; acido úrico; cálcio; contagem sanguínea.

 

Furosemida – Associações (ver as orientações do fabricante)

Furosemide composto – diurético – edema – comprimido (Furosemida 40 mg + cloreto de potássio 50 mg). Medley.

Hidrion – diurético – edema – comprimido (Furosemida 40 mg + cloreto de potássio 100 mg). Gross.

Lasilactona – diurético – capsula (Furosemida + espironolactona). Sanofi-Aventis.

REMÉDIOS COM FUROSEMIDA EM SUA COMPOSIÇÃO

Biosemide
Closenid
Diurana
Diuremida
Diurisa
Diurit
Enatec f
Fluxil
Furesin
Furomida
Furosan
Furosem
Furosemil
Furosemin
Furosetron
Furozix
Lasilactona
Neosemid
Rovelan
Urasix

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal