Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Carbamazepina

Carbamazepina (Oral) (substância ativa)

Referência: Tegretol (Novartis); Tegretol CR (Novartis)

Genérico: assinalado com G

Similar: Tegretard (Cristália); Uni carbamaz (União Química)

 

Uso oral

Suspensão oral 20 mg/mL: Tegretol; G

Comprimido 200 mg: Tegretol; G

Comprimido 400 mg: Tegretol; G

Comprimido de liberação prolongada 200 mg: Tegretol CR

Comprimido de liberação prolongada 400 mg: Tegretol CR

 

O que é

anticonvulsivante; antinevrálgico; antimania; antidiurético; antipsicótico (adjuvante); antiepiléptico [iminoestilbeno (derivado)].

 

Para que serve

epilepsia; mania; síndrome bipolar (prevenção); neuropatia diabética (dor); nevralgia do trigêmeo; síndrome de abstinência alcoólica; diabetes insipidus.

 

Como age

como anticonvulsivante parece interferir inibindo íons sódio através da membrana da célula nervosa. A ação antinevrálgica parece envolver receptores do neurotransmissor GABA (ácido gama-aminobutírico). Como antidiurético parece interferir ajudando a liberação do hormônio antidiurético. Como antimania e antipsicótico parece interferir com os sistemas que regulam os neurotransmissores.

 

Como se usa

Uso oral – doses

•doses em termos de Carbamazepina.

•junto com refeição ou algum alimento.

Adultos

epilepsia: dose inicial de 100 a 200 mg, 1 ou 2 vezes por dia. Aumentar a dose lentamente, até 400 mg (2 ou 3 vezes por dia) até que a resposta ótima seja obtida (em geral, 1600 mg ou mesmo 2000 mg por dia).

nevralgia do trigêmeo: dose inicial de 200 a 400 mg por dia, elevando-a lentamente até obtenção de analgesia (em geral 200 mg, 3 ou 4 vezes por dia). Reduzir então gradualmente a dose para o menor nível de manutenção possível.

síndrome de abstinência alcoólica: dose média de 200 mg, 3 vezes por dia. Nos casos graves, a dose pode ser elevada durante os primeiros dias (400 mg, 3 vezes por dia).

diabetes insipidus centralis: 200 mg, 2 ou 3 vezes por dia.

neuropatia diabética dolorosa: 200 mg, 2 a 4 vezes por dia.

mania ou prevenção na síndrome bipolar: 400 a 600 mg por dia, divididos em 2 ou 3 doses.

Idosos: a dose inicial deve ser de 100 mg, 2 vezes por dia.

Crianças

epilepsia

crianças com menos de 1 ano de idade: 10 a 20 mg por kg de peso corporal por dia, divididos em 3 ou 4 tomadas.

1 a 5 anos: 200 a 400 mg por dia, divididos em 3 ou 4 tomadas.

6 a 10 anos: 400 a 600 mg por dia, divididos em3 ou 4 tomadas.

11 a 15 anos: 600 mg a 1 g por dia, divididos em 3 ou 4 tomadas.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

Classe C

 

Amamentação

eliminado no leite (alcança até 60% da concentração plasmática da mãe); não amamentar.

 

Não usar o produto

crise de ausência, crise atônica ou crise mioclônica (risco de convulsões generalizadas); bloqueio atrioventricular; depressão da medula óssea; porfiria intermitente aguda.

 

Avaliar riscos x Benefícios

alcoolismo ativo; distúrbio do comportamento; problema cardíaco ou doença arterial coronariana (pode agravar); diabetes mellitus (pode haver aumento da glicose na urina); glaucoma ou aumento da pressão intraocular (pode agravar); história anterior de problemas no sangue com outros produtos (risco de depressão da medula óssea); diminuição da função do fígado (risco de dano ao fígado); retenção urinária ou hiponatremia dilucional (pode agravar); diminuição da função renal (pode alterar excreção do produto); sensibilidade ao produto ou a antidepressivo tricíclico.

 

Reações mais comuns (sem incidência definida):

Gastrintestinal: náusea.

Sistema nervoso central: dor de cabeça; sonolência; tontura.

 

Atenção ao utilizar outros produtos.

A carbamazepina

•pode ter sua ação diminuída por: atracúrio; cisatracúrio; pancurônio; rocurônio; vecurônio.

•pode ter seus níveis aumentados por: cimetidina; danazol; diltiazem; fluoxetina; fluvoxamina; isoniazida; macrolídeo; propoxifeno; ácido valpróico; verapamil.

•pode diminuir os níveis de: doxiciclina; felbamato; haloperidol; anticoncepcional hormonal; fenitoína; teofilina; tiagabina; topiramato; valproato; varfarina; lamotrigina.

•pode ter seus níveis diminuídos por: fenobarbital; fenitoína; primidona.

•pode ter seu efeito e toxicidade aumentados por: nefazodona. Não associar.

•pode desencadear síndrome serotoninérgica com: IMAO (inibidor da monoamina-oxidase) (aguardar pelo menos 14 dias de intervalo entre esses produtos).

 

Outras considerações importantes:

•não ingerir bebida alcoólica.

•cuidado ao dirigir ou executar tarefas que exijam atenção.

•não interromper abruptamente a medicação. A retirada do produto deve ser feita aos poucos.

•interromper o uso do produto ao primeiro sinal de erupção cutânea.

•quaisquer sinais ou sintomas de possíveis reações adversas dermatológicas, hematológicas ou de hipersensibilidade devem ser imediatamente relatados ao médico.

•realizar hemogramas periódicos.

•realizar testes de função hepática antes e durante o uso do produto.

•realizar exames oftalmológicos periódicos.

 

 

REMÉDIOS COM CARBAMAZEPINA EM SUA COMPOSIÇÃO

Carbazol
Carmazin
Convulsan
Tegresin
Tegretard
Tegrex

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal