Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Atropina

Última revisão: 04/06/2010

Comentários de assinantes: 0

Atropina (INJETÁVEL) (nome genérico) (substância ativa). Informações sobre posologia, indicações, contra-indicações, efeitos colaterais/adversos, interações medicamentosas e formas de administração.

 

REFERÊNCIA

ATROPION (Ariston).

 

GENÉRICO

Não. Sulfato de Atropina

 

USO INJETÁVEL

Injetável (solução) 0,25 mg/1 mL

ATROPION

 

Injetável (solução) 0,50 mg/1 mL

ATROPION

 

Armazenagem Antes de Aberto

Temperatura ambiente (15°-30°C).

 

O QUE É

A Atropina é antídoto (dos inibidores da colinesterase, dos inseticidas organofosforados); antiespasmódico; antiarrítmico [alcaloide da beladona; amina terciária; anticolinérgico; antimuscarínico; sulfato de Atropina].

 

PARA QUE SERVE

Intoxicação por inseticidas organofosforados (intoxicação por inibidores da colinesterase); bradicardia sinusal (tratamento).

 

COMO AGE

Bloqueia a acetilcolina em receptores presentes em músculos lisos, músculo cardíaco, nodos sinoatrial e átrio-ventricular do coração e glândulas exócrinas; inibe as secreções salivar e brônquica e a sudorese; dilata as pupilas e aumenta a frequência cardíaca; em doses mais altas diminui a motilidade gastrintestinal e urinária e inibe a secreção ácida do estômago. Como antídoto, a Atropina antagoniza as ações dos inibidores da colinesterase, diminuindo as secreções salivar e brônquica e o estreitamento dos brônquios.

 

COMO SE USA

Uso Injetável

Atropina (solução) 0,25 mg/1 mL; 0,5 mg/1 mL – Via Subcutânea

 

Atropina (solução) 0,25 mg/1 mL; 0,5 mg/1 mL – Via Intramuscular

ADMINISTRAÇÃO: em adultos, nas nádegas (quadrante superior externo); em crianças, na face lateral da coxa.

 

Atropina (solução) 0,25 mg/1 mL; 0,5 mg/1 mL – Via Intravenosa Direta

TEMPO DE INJEÇÃO: pelo menos durante 1 minuto.

ATENÇÃO: a administração intravenosa mais lenta pode paradoxalmente causar diminuição da frequência cardíaca.

 

USO INJETÁVEL – DOSES

Intoxicação por Inseticidas Organofosforados (sem cianose)

Via intravenosa para adultos e crianças, a cada 10 minutos, até que surjam sinais de atropinização (boca e garganta secas, dilatação das pupilas, vermelhidão da face e confusão mental). Manter a atropinização por, pelo menos, 48 horas.

 

Adultos

1a 4 mg.

 

Crianças

0,01 a 0,05 mg por kg de peso.

 

Intoxicação por Inseticidas Organofosforados (com cianose):

Mesmas doses acima, via intramuscular, enquanto se procura melhorar a ventilação do paciente.

 

Bradicardia Sinusal

Adultos

0,4 a 1 mg, via intravenosa, a cada 1 a 2 horas, até um máximo de 2 mg.

 

Crianças

0,01 a 0,03 mg por kg de peso corporal, via intravenosa, até um máximo de 0,4 mg. A dose pode ser repetida a cada 4 ou 6 horas.

 

CUIDADOS ESPECIAIS

Risco na Gravidez

Risco C: Não há estudos adequados em mulheres (em experimentos animais ocorreram alguns efeitos adversos para o feto). O benefício potencial do produto pode justificar o risco potencial durante a gravidez.

 

Amamentação

Excretado no leite; não amamentar.

 

Avaliar Riscos X Benefícios

Atonia intestinal em idosos (pode haver obstrução); colite ulcerativa (possibilidade de ileo paralítico ou megacólon tóxico); doença cardíaca (particularmente arritmias, insuficiência cardíaca congestiva, doença arterial coronária, estenose mitral) (pode ser indesejável o aumento da frequência cardíaca); esofagite de refluxo (pode haver retenção gástrica); glaucoma de ângulo aberto (pode haver pequeno aumento da pressão intraocular); glaucoma de ângulo fechado (aumenta a pressão intraocular); hemorragia aguda (pode ser indesejável o aumento da frequência cardíaca); hérnia de hiato (pode ser agravada); hipertensão (pode agravar); hipertireoidismo (pode aumentar a taquicardia); hipertrofia prostática, obstrução das vias urinárias ou retenção urinária (a retenção urinária pode ser precipitada ou agravada); íleo paralítico (pode haver obstrução); indivíduos acima de 40 anos (pode precipitar um glaucoma não diagnosticado); infarto agudo do miocárdio; miastenia gravis (pode ser agravada); obstrução do piloro (pode agravar); obstrução do tracto gastrintestinal (obstrução e retenção gástrica); taquicardia (pode aumentar): xerostomia (boca seca) (pode ser agravada).

 

Reações Mais Comuns (sem incidência definida)

GASTRINTESTINAL: boca seca; constipação intestinal.

DERMATOLÓGICA: pele seca; vermelhidão.

OUTROS: diminuição do suor.

 

Atenção com Outros Produtos

A Atropina:

 

      Pode aumentar a ação de: outros anticolinérgicos.

      Pode aumentar os riscos de arritmias cardíacas com: ciclopropano.

      Pode diminuir a ação de: cetoconazol.

      Pode aumentar os riscos de lesões gastrintestinais de: cloreto de potássio.

 

OUTRAS CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES

      Cuidado ao dirigir ou realizar tarefas que exijam atenção.

      Cuidado ao se levantar quando estiver deitado ou sentado.

      Pode haver sensibilidade à luz, usar óculos escuros.

      Usar balas ou chicletes sem açúcar para prevenir secura da boca.

      Cuidado com exercício ou tempo quente, pode haver choque de calor.

      Medir pressão intraocular.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal