MedicinaNET

Home

Quemicetina Injetável

Índice

Laboratório

Pfizer

Referência

Cloranfenicol Drágeas, Xarope e Injetável

Apresentação de Quemicetina Injetável

QUEMICETINA SUCCINATO 1 g - Pó Liofilizado: caixas c/ 1 fr.-ampola e diluente.

Contra-indicações de Quemicetina Injetável

É contra-indicado em pacientes alérgicos ao cloranfenicol ou derivados, portadores de depressão medular, discrasias sangüineas, ou insuficiência hepática. Em recém-nascidos e prematuros, a concentração sérica deve ser monitorizada. Não deve ser usado em grávidas próximo ao término do trabalho de parto, pelo risco de síndrome cinzenta no recém-nascido Pacientes utilizando medicamentos antineoplásicos ou radioterapia devem evitar o uso de cloranfenicol, sob o risco de depressão medular.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Quemicetina Injetável

Reações hematológicas: estas podem se manifestar de duas formas: como uma depressão reversível da medula óssea ou como uma anemia aplástica idiossincrática. A depressão medular é dose dependente e é mais comumente observada quando as concentrações séricas ultrapassam 25 microgramas por ml; esta afecção é geralmente reversível com a suspensão do fármaco. A anemia aplástica é uma reação idiossincrática grave que ocorre em 1 dentre 25.000 a 40.000 pacientes tratados com cloranfenicol; não tem relação com a dose ou duração do tratamento, a maioria dos casos estão relacionados ao uso oral e seu aparecimento ocorre em geral várias semanas ou meses após o uso do fármaco. Foram descritos casos raros de leucemia após anemia aplástica provocada pelo cloranfenicol, porém essa correlação não está ainda totalmente definida. - Síndrome cinzenta do recém-nascido: é caracterizada por distensão abdominal, vômitos, flacidez, cianose, colapso circulatório e morte; provavelmente ocorre por acúmulo sérico do fármaco pela incapacidade do neonato em conjugar e eliminar o cloranfenicol. Se o uso em recém-nascidos é necessário, a dose deve ser de 25 mg/kg/dia e o nível sérico monitorizado. Níveis séricos acima de 50 microgramas/ml tem sido encontrados na maioria dos casos relatados. Adultos com ingestão acidental de doses muito elevadas podem apresentar esta reação. • Neurite óptica ocorre raramente com o uso prolongado, a diminuição da acuidade visual em geral é reversível. • Outros sintomas neurológicos raros: neurite periférica, cefaléia, depressão, oftalmoplegia e confusão mental. • Reações de hipersensibilidade são raras. • Reações gastrintestinais como diarréia, náusea, vômitos, glossite e estomatite são pouco freqüentes e sem gravidade.

Quemicetina Injetável - Posologia

Tanto para a via oral quanto a parenteral, a posologia é a mesma, dividida em 4 doses, ou administrações, a cada 6 horas. Adultos - 50 mg de cloranfenicol base por quilo de peso por dia. A dose máxima para adultos é de 4 g/dia. • Em infecções graves, assim como em meningites, a dose pode chegar a 100 mg/kg/dia. Crianças • 50 mg (base) por quilo de peso por dia; em prematuros e recém-nascidos com menos de 2 semanas de vida, a dose é de 25 mg (base) por quilo de peso por dia. A concentração sérica, tanto para via oral, como para a parenteral, deve ser mantida entre 10 e 25 microgramas por ml. Quemicetina Succinato Injetável pode ser aplicada por via intramuscular ou intravenosa. A injeção intravenosa deve ser feita lentamente, nunca em menos de 1 minuto. A solução reconstituída para uso intravenoso mantém sua potência por até 3 dias, se refrigerada.