FECHAR

MedicinaNET

Home

Aminofilina

Índice

Laboratório

Teuto

Referência

Minoton

Apresentação de Aminofilina

Solução injetável 24mg/mL
Embalagem contendo 50 ampolas com 10mL.

USO ADULTO E PEDIÁTRICO
USO INTRAMUSCULAR OU INTRAVENOSO

COMPOSIÇÃO
Cada mL da solução injetável contém:
Aminofilina.................................................................................24mg
Veículo q.s.p................................................................................1mL
Excipientes: água para injeção e etilenodiamina.

Aminofilina - Indicações

A Aminofilina está indicada no tratamento e profilaxia da asma brônquica, aliviando a sensação de falta de ar e melhorando a função pulmonar.
Previne a asma induzida pelo exercício físico.
Indicada também no tratamento da bronquite e do enfisema pulmonar. Pode também ser empregada como antiespasmódico (cólicas biliares), estimulante cardíaco, diurético e como coadjuvante no tratamento da insuficiência cardíaca congestiva e no edema pulmonar.

Contra-indicações de Aminofilina

O PRODUTO NÃO DEVE SER ADMINISTRADO A PACIENTES COM ÚLCERA PÉPTICA ATIVA, POIS PODE AUMENTAR O VOLUME E ACIDEZ DAS SECREÇÕES GÁSTRICAS. NÃO DEVE SER USADO COM OUTRAS XANTINAS.

Advertências

USAR COM PRECAUÇÃO EM PACIENTES COM DOENÇA CARDÍACA GRAVE, HIPERTIREOIDISMO, DANO HEPÁTICO, EM IDOSOS (ESPECIALMENTE HOMENS) E EM Aminofilina PODE CAUSAR TAQUICARDIA SINUSAL OU ARRITMIAS VENTRICULARES.
NÃO MISTURE MEDICAMENTOS DIFERENTES. A TROCA PODE SER FATAL.
CERTIFIQUE-SE QUE ESTÁ SENDO ADMINISTRADO O MEDICAMENTO PRESCRITO.
DEVE-SE TER EXTREMO CUIDADO PARA NÃO TROCAR AS AMPOLAS COM SOLUÇÕES DIFERENTES.

Uso na gravidez de Aminofilina

Não se estabeleceu a segurança do uso da Aminofilina na gravidez, desta forma não deve ser usada durante a gravidez e durante a lactação, a menos que seja absolutamente necessário.

Interações medicamentosas de Aminofilina

Níveis séricos elevados de teofilina podem ocorrer em pacientes tratados concomitantemente com Aminofilina e cimetidina, troleandomicina, eritromicina, alopurinol ou contraceptivos orais. A adição de efedrina ou outras drogas simpatomiméticas à terapia com Aminofilina aumenta o potencial de toxicidade e pode resultar em sintomas de superdosagem. Uso concomitante com fenobarbital, fenitoína ou rifampicina pode aumentar a depuração da teofilina, necessitando de um possível aumento na dose de Aminofilina. A Aminofilina pode antagonizar os efeitos do propranolol.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Aminofilina

PODEM OCORRER NÁUSEAS, VÔMITOS, ANOREXIA, DISPEPSIA, DIARREIA, PALPITAÇÃO, TAQUICARDIA, VERTIGEM, CEFALEIA, DISTÚRBIOS VISUAIS, TAQUIPNEIA E COMA.

Aminofilina - Posologia

1 a 2 ampolas por via intravenosa ou 1 a 2 ampolas por via intramuscular, 2 vezes por semana até 2 vezes ao dia.
A fim de se evitar reações indesejáveis, a aplicação intravenosa deve ser efetuada lentamente (3 a 5 minutos). A injeção intramuscular deve ser aplicada na região glútea, profundamente.

Superdosagem

Descontinuar o uso do medicamento imediatamente em caso de superdosagem. Medicação emética e lavagem gástrica podem ser usadas. Monitorizar o paciente para evitar hipotensão e desidratação.

Características farmacológicas

A Aminofilina, ou seja, a teofilina etilenodiamina, encontra-se amplamente indicada na patologia respiratória, circulatória e renal.


Seu mecanismo de ação não está ainda totalmente esclarecido.
Age relaxando o músculo liso dos brônquios e dos vasos sanguíneos pulmonares, parece que por alteração da concentração dos íons cálcio no músculo liso, bloqueio dos receptores da adenosina e inibição da liberação de histamina e leucotrienos nos mastócitos.
Estimula o centro respiratório medular, talvez por aumentar a sensibilidade do mesmo às ações estimulantes do dióxido de carbono e aumentar a ventilação alveolar.
Tem outras ações tais como: vasodilatadora coronária, diurética e estimulação cardíaca, cerebral e do músculo esquelético.

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

Idosos: O produto pode ser utilizado por pacientes com idade acima de 65 anos desde que se observem as precauções necessárias.

Armazenagem

DURANTE O CONSUMO ESTE PRODUTO DEVE SER MANTIDO NO CARTUCHO DE CARTOLINA, CONSERVADO EM TEMPERATURA AMBIENTE (15 A 30°C). PROTEGER DA LUZ E UMIDADE.

Dizeres legais

Nº do lote e data de fabricação: VIDE CARTUCHO
VENDA SOB A PRESCRIÇÃO MÉDICA
Farm. Resp.: Andreia Cavalcante Silva
CRF-GO nº 2.659
M. S. Nº 1.0370.0286

LABORATÓRIO
TEUTO BRASILEIRO S/A.
CNPJ - 17.159.229/0001-76
VP 7-D Módulo 11 Qd. 13 - DAIA
CEP 75132-140 - Anápolis - GO
Indústria Brasileira

Aminofilina - Bula para o Paciente

Ação do medicamento: O produto trata e previne a asma brônquica, alivia a sensação de falta de ar e melhora a função pulmonar. Previne a asma induzida pelo exercício físico.

Indicações do medicamento: A Aminofilina está indicada no tratamento e profilaxia da asma brônquica, aliviando a sensação de falta de ar e melhorando a função pulmonar.
Previne a asma induzida pelo exercício físico.
Indicada também no tratamento da bronquite e do enfisema pulmonar. Pode também ser empregada como antiespasmódico (cólicas biliares), estimulante cardíaco, diurético e como coadjuvante no tratamento da insuficiência cardíaca congestiva e no edema pulmonar.

Riscos do medicamento:
CONTRAINDICAÇÕES: O PRODUTO NÃO DEVE SER ADMINISTRADO A PACIENTES COM ÚLCERA PÉPTICA ATIVA, POIS PODE AUMENTAR O VOLUME E ACIDEZ DAS SECREÇÕES GÁSTRICAS. NÃO DEVE SER USADO COM OUTRAS XANTINAS.

ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES: USAR COM PRECAUÇÃO EM PACIENTES COM DOENÇA CARDÍACA GRAVE, HIPERTIREOIDISMO, DANO HEPÁTICO, EM IDOSOS (ESPECIALMENTE HOMENS) E EM NEONATOS.
PODEM OCORRER REAÇÕES CRUZADAS DE SENSIBILIDADE ENTRE XANTINAS.
A ANESTESIA PELO HALOTANO NA PRESENÇA DE Aminofilina PODE CAUSAR TAQUICARDIA SINUSAL OU ARRITMIAS VENTRICULARES.


NÃO MISTURE MEDICAMENTOS DIFERENTES. A TROCA PODE SER FATAL.
CERTIFIQUE-SE QUE ESTÁ SENDO ADMINISTRADO O MEDICAMENTO PRESCRITO.
DEVE-SE TER EXTREMO CUIDADO PARA NÃO TROCAR AS AMPOLAS COM SOLUÇÕES DIFERENTES

Interações medicamentosas: Níveis séricos elevados de teofilina podem ocorrer em pacientes tratados concomitantemente com Aminofilina e cimetidina, troleandomicina, eritromicina, alopurinol ou contraceptivos orais. A adição de efedrina ou outras drogas simpatomiméticas à terapia com Aminofilina aumenta o potencial de toxicidade e pode resultar em sintomas de superdosagem. Uso concomitante com fenobarbital, fenitoína ou rifampicina pode aumentar a depuração da teofilina, necessitando de um possível aumento na dose de Aminofilina. A Aminofilina pode antagonizar os efeitos do propranolol.

Uso durante a Gravidez e Amamentação: Não se estabeleceu a segurança do uso da Aminofilina na gravidez, desta forma não deve ser usada durante a gravidez e durante a lactação, a menos que seja absolutamente necessário.

Não deve ser utilizado durante a gravidez e a amamentação, exceto sob a orientação médica.

Informe a seu médico ou cirurgião-dentista se ocorrer gravidez ou iniciar amamentação durante o uso deste medicamento.

Não há contraindicação relativa a faixas etárias.

Informe ao médico ou cirurgião-dentista o aparecimento de reações indesejáveis.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

NÃO USE MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.

Modo de uso:
Aspecto físico: Solução límpida incolor a levemente amarelada.
Posologia: 1 a 2 ampolas por via intravenosa ou 1 a 2 ampolas por via intramuscular, 2 vezes por semana até 2 vezes ao dia.
A fim de se evitar reações indesejáveis, a aplicação intravenosa deve ser efetuada lentamente (3 a 5 minutos). A injeção intramuscular deve ser aplicada na região glútea, profundamente.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação (VIDE CARTUCHO).

Não use o medicamento com prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento.

Atenção: O número de lote e data de validade gravados na ampola podem se tornar ilegíveis ou até serem perdidos caso a embalagem entre em contato com algum tipo de solução alcoólica.



REAÇÕES ADVERSAS: INFORME SEU MÉDICO O APARECIMENTO DE REAÇÕES DESAGRADÁVEIS COM O USO DO PRODUTO, TAIS COMO: NÁUSEAS, VÔMITOS, DIARREIA, DOR DE CABEÇA, PALPITAÇÕES.

Conduta em caso de superdose: Descontinuar o uso do medicamento imediatamente em caso de superdosagem.
Medicação emética e lavagem gástrica podem ser usadas.
Monitorizar o paciente para evitar hipotensão e desidratação.

Cuidados de conservação e uso: DURANTE O CONSUMO ESTE PRODUTO DEVE SER MANTIDO NO CARTUCHO DE CARTOLINA, CONSERVADO EM TEMPERATURA AMBIENTE (15 A 30°C). PROTEGER DA LUZ E UMIDADE.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Data da bula

30/07/2013