MedicinaNET

Home

Lovastatina

LOVASTATINA (ORAL) (nome genérico) (substância ativa)

 

Referência

LOVASTATINA (Sandoz)

 

Genérico

Apresentações assinaladas com G

 

Similar

LIPOCLIN (Neo Química); LOVATON (Royton)

 

Uso oral

Comprimido 10 mg

LOVASTATINA (Sandoz); G

 

Comprimido 20 mg

LOVASTATINA (Sandoz); G

 

Comprimido 40 mg

LOVASTATINA (Sandoz); G

 

O que é

Antilipêmico; redutor do colesterol [inibidor da redutase HMG-coa; estatina].

 

Para que serve

Hipercolesterolemia; hiperlipidemia (para redução dos níveis elevados de colesterol total e LDL- colesterol).

 

Como age

Inibe seletivamente a redutase HMG-CoA (hidroximetilglutaril-coenzima A), uma enzima necessária para a síntese do colesterol. Reduz o LDL-colesterol e em menor escala os triglicérides. Aumenta um pouco o HDL-colesterol.

 

Como se usa

USO ORAL - DOSES

     doses em termos de LOVASTATINA.

     tomar o produto durante o jantar.

     o medicamento é complementar à dieta, não a substitui.

     utilizado se outros tipos de medicamentos não tiverem surtido efeito.

 

ADULTOS: iniciar com 20 mg por dia, em dose única. A dose máxima diária é de 80 mg. Ajuste de dosagem, caso seja necessário, deve ser feito a intervalos de 4 semanas.

 

PACIENTE COM AUMENTO DO COLESTEROL LEVE A MODERADO: apenas 10 mg por dia.

 

PACIENTE QUE UTILIZE DROGA IMUNOSSUPRESSORA OU QUE SOFRA DE INSUFICIÊNCIA RENAL GRAVE: não exceder 20 mg por dia.

 

CRIANÇAS: eficácia e segurança não estabelecidas.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

Classe X.

 

Amamentação

Não se sabe se é eliminado no leite; mas pelo risco potencial de graves efeitos adversos na criança, não amamentar.

 

Não usar o produto

Doença ativa no fígado ou aumento inexplicável, persistente na concentração de aminotransferase; hipersensibilidade a qualquer componente da formulação; amamentação.

 

Avaliar riscos x benefícios

História de doença no fígado; rabdomiólise (pode ocorrer).

 

Reação mais comum (sem incidência definida)

SISTEMA NERVOSO CENTRAL: dor de cabeça.

 

Atenção com outros produtos

A LOVASTATINA:

 

     pode sofrer ou provocar aumento das reações adversas com: amiodarona; diltiazem; ciclosporina; eritromicina; claritromicina; genfibrozila; nefazodona; niacina; fibratos em geral.

 

Outras considerações importantes

     os efeitos terapêuticos do produto só aparecem cerca de 2 semanas após o início do tratamento, atingindo uma ação máxima após 4 ou 6 semanas.

     checar periodicamente: colesterol; testes de função do fígado, incluindo transaminases; creatina fosfoquinase (se houver problemas musculares).

     mulheres em idade fértil devem utilizar medidas anticoncepcionais eficazes.

     não ingerir bebida alcoólica.

REMÉDIOS COM LOVASTATINA EM SUA COMPOSIÇÃO

Lipoclin
Lovast
Lovastatina
Lovasterol
Lovaton
Lovax