FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Anasarca" obteve 21 resultados.

Página:  de 3

29/04/2010

Revisões

Anasarca

... sua causa. História Clínica Início e Evolução Geralmente se inicia nos pés e nas pernas (ortostático). Quando ocorre comprometimento precoce da face, sugere patologia renal. Quando se inicia por ascite, sugere origem hepática. Geralmente o edema é progressivo, de longa duração, com períodos de agudização associados a quadros infecciosos ou distúrbios hidroeletrolíticos. Idade e Sexo do......

Ver Índice

31/01/2017

Casos Clínicos

Anasarca

... fluido intersticial; quando generalizado, é chamado de anasarca. Diversas condições clínicas estão associadas com o desenvolvimento de edema, incluindo insuficiência cardíaca, cirrose e síndrome nefrótica, bem como condições locais, tais como a doença venosa e linfática. Será abordada, aqui, de forma breve, a fisiopatologia do edema. Um aumento no volume de fluido intersticial que poderia conduz......

Ver Índice

17/01/2011

Casos Clínicos

Síndrome Nefrótica – Glomerulonefrite Membranosa

...como osteoporose induzida por glicocorticoide; • em pacientes usando altas doses de glicocorticoides, considerar uso de profilaxia para pneumocistose com sulfametoxazol-trimetoprim (SMX-TMP). MEDICAÇÕES Corticoides São substâncias naturalmente produzidas pelo córtex das adrenais, derivam do colesterol e, por uma série de reações enzimáticas, chegam ao cortisol ou à hidrocortisona, cuja ......

Ver Índice

18/05/2012

Revisões

Síndrome Nefrótica

...ma particularmente preocupante na população pediátrica de países em desenvolvimento). Deve-se, ainda, atentar para o risco aumentado de sangramento digestivo com o uso de corticoides, sendo indicada a introdução de medicação gastroprotetora ao início do tratamento. Outros cuidados importantes em pacientes em corticoterapia são a avaliação de osteoporose e a introdução das medidas preventivas perti......

Ver Índice

07/02/2010

Revisões

Síndrome Nefrótica em Pediatria

...a qual se alternam períodos de hiperlipidemia com períodos de lipemia normal, esses riscos são pequenos. Já nos casos com alterações lipídicas permanentes, pode ocorrer repercussão cardiovascular e também progressão para esclerose glomerular e intersticial. A hiperlipidemia deve ser medicada apenas nos casos de SNCR e nos recidivantes frequentes que permanecem com dislipidemia durante a remissão......

Ver Índice

18/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Ancilostomíase

...o Não é doença de notificação compulsória. Entretanto, os surtos devem ser notificados aos órgãos de saúde locais. MEDIDAS DE CONTROLE Desenvolver atividades de educação em saúde com relação a hábitos pessoais de higiene, particularmente o de lavar as mãos antes das refeições e o uso de calçados. Evitar a contaminação do solo mediante a instalação de sistemas sanitários para eliminação das f......

Ver Índice

19/02/2013

Revisões Internacionais

Doenças glomerulares – Roman G.B. Bonegio / David J. Salant

..., Columbia University; Figura 5 – Cortesia do Dr. Agnes Fogo, Vanderbilt University School of Medicine; Figura 11 – Cortesia do Dr. Dontscho Kerjaski, Viena, Austria. Tradução: Soraya Imon de Oliveira Revisão técnica: Dr. Euclides Furtado de Albuquerque Cavalcanti O glomérulo é afetado por uma ampla variedade de processos patológicos. Alguns são agudos e autolimitados, enquanto outros lev......

Ver Índice

06/02/2014

Revisões

Cirrose Biliar Primária

...0 anos. Os principais sintomas na apresentação são fadiga e prurido. A fadiga se faz presente em 78% dos pacientes sintomáticos, enquanto o prurido é descrito em 48 a 60% dos pacientes sintomáticos com CBP no diagnóstico. A fadiga, apesar de ser o mais descrito sintoma da CBP, não apresenta correlação com a gravidade da doença, é descrita ainda em associação com a fadiga a pre......

Ver Índice

19/01/2009

Revisões

Manifestações Oculares de Doenças Sistêmicas

.... Há dois estágios da doença orbitária: inflamatório agudo e quiescente. Na fase aguda, o olho apresenta-se congesto, com edema palpebral e periorbital, com hiperemia conjuntival (mais pronunciada na região da carúncula) e quemose. A resistência orbitária está aumentada, conferindo aumento da pressão intra-ocular. Há infiltração celular de tecidos intersticiais e hipertrofia dos músculos extrínsec......

Ver Índice

Página:  de 3

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal