FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Capitulo 4 – Sistema de Vigilancia Epidemiologica de Eventos Adversos Pos Vacinais" obteve 6 resultados.

Página:  de 1

24/06/2009

Biblioteca Livre

CAPÍTULO 4 – Sistema de Vigilância Epidemiológica de Eventos Adversos Pós-vacinais

...as Lesões semelhantes às da tuberculose, decorrentes da disseminação do BCG nos órgãos 6 Linfadenomegalia maior que 3 cm não supurada Aumento dos gânglios linfáticos (“ínguas”) SEM flutuação ou supuração 5 Linfadenomegalia maior que 3 cm supurada Aumento dos gânglios linfáticos (“ínguas”) COM flutuação ou supuração 7 Linfadenomegalia não supurada Aumento dos gân......

Ver Índice

03/07/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Difteria

...rina do paciente até a nasofaringe e girá-lo. Com o mesmo swab, fazer idêntico procedimento na outra narina • O segundo swab será utilizado para coletar ao redor da superfície da garganta, passando ao redor da mesma, pelas amígdalas e úvula. Caso verifique-se a presença de placa pseudomembranosa, o swab deve ser passado cautelosamente ao redor da mesma, tomando-se o cuidado de não removê-la.......

Ver Índice

07/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Meningites

...sensibilidade. As reações adversas são raras e, quando ocorrem, são locais (dor, eritema e enduração) e surgem nas primeiras 24 a 48 horas após a administração. Esta vacina também está indicada em casos de: • crianças e adolescentes até 18 anos, com asplenia anatômica ou funcional ou com imunodeficiência congênita ou adquirida; • menores de cinco anos, com doença pulmonar ou cardiov......

Ver Índice

08/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Raiva

...ésticos”. Em conseqüência das próprias características dos felinos, o primeiro ataque é feito com as garras e depois com a mordida. Devido ao hábito de se lamberem constantemente, as arranhaduras são sempre graves. • diagnóstico diferencial da raiva felina – pode-se fazer o diagnóstico diferencial com encefalites, intoxicação e traumatismo cranioencefálico. Raiva em morcego – a patogenia......

Ver Índice

02/07/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Coqueluche

...habitantes (Gráfico 1). Desde a instituição do Programa Nacional de Imunizações, em 1973, quando a vacina tríplice bacteriana (DTP) passou a ser preconizada para crianças menores de 7 anos, observa-se um declínio na incidência da coqueluche, muito embora as coberturas vacinais iniciais não fossem elevadas. A partir dos anos noventa, a cobertura foi se elevando, principalmente a partir de 1998, res......

Ver Índice

12/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Sarampo

... no freezer na temperatura de -20ºC até o momento do transporte para o laboratório de referência. Observação: todas as amostras com resultado sorológico IgM+ ou inconclusivo deverão ser enviadas ao laboratório de referência nacional (Fiocruz/RJ) para reteste. É importante o envio dos soros da 1ª e 2ª amostras. Diagnóstico Diferencial A realização de testes diagnósticos para a detecção de ......

Ver Índice

Página:  de 1

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal