FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Capitulo 6 – Planejamento e Administracao de Emergencias em Doencas Infecciosas" obteve 10 resultados.

Página:  de 1

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 6 – Planejamento e administração de emergências em doenças infecciosas

... sinais, sintomas ou queixas. Depois do reconhecimento desses indicadores, os membros das equipes têm condições de iniciar as respostas ou as atividades de contenção. Portanto, o reconhecimento imediato é a grande vantagem dos processos e sistemas de assistência à saúde cujos escopos incorporem medidas de segurança. As práticas implementadas nos hospitais comprovam esse tipo de abordagem. Os hosp......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 2 – Desenho e avaliação de programas

... que forem identificadas tendências de infecção. 5. Reduzir as infecções pela diminuição dos fatores de risco. Metodologia 1. O grupo de controle de infecções faz a coleta de dados de forma contínua. 2. O Comitê de Controle de Infecções e o gerente da UCC recebem relatórios trimestrais. 3. Numerador: número de pacientes na UCC que desenvolveram pneumonia depois da colocação......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 7 – Administração de programas de controle de infecções

...ontrole de infecções em vários tipos de instituições de prestação de serviços de assistência à saúde. ED 1. As organizações devem atribuir a responsabilidade de gestão dos programas de controle de infecções a um ou mais indivíduos cujos número, competências e habilidades são determinados com base nas metas e nos objetivos das respectivas atividades. Os líderes organizacionais devem se envo......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 1 – Visão geral dos padrões de controle de infecções da Joint Commission

...as lideranças das organizações. Eles incluem o seguinte: · Sistemas para acessar informações. · Suporte laboratorial. · Equipamentos e suprimentos. · Equipe cujo número, competência e mix de habilidades permitam atingir os objetivos dos programas de controle de infecções (para tanto, é necessário avaliar regularmente a competência e o desempenho das áreas de prevenção......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Iniciais

...as a doenças infecciosas e afluxo de pacientes infectados. O Capítulo 7 – “Administração de Programas de Controle de Infecções” – apresenta discussões sobre caminhos alternativos que possibilitem às organizações de assistência à saúde avaliar programas de controle de infecções, principalmente com base nos padrões da Joint Commission. O Capítulo 8 – “Colaborando com a Implementação de Programas d......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 12 – Controle de infecções no processo de acreditação

... estudos anteriores, dados de reclamações e achados externos disponíveis para o público em geral –, integrando-os para possibilitar a identificação de grupos clínicos e de serviços e áreas com foco em prioridades de determinada organização. Esse processo converte os dados em informações que focalizam atividades de estudos, aumentam a consistência dos processos de acreditação e customizam esses pro......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 9 – Papel das lideranças no apoio e na alocação de recursos

...os pacientes com infecção nosocomial estivessem ocupando os leitos. A afirmativa do Dr. Haley de que a redução nas infecções nosocomiais (infecções associadas à assistência à saúde) é um dos únicos métodos confiáveis de diminuir os recursos reembolsáveis, mesmo com a melhora simultânea do nível de atendimento aos pacientes, é comprovadamente correta.9 Scott e colaboradores definiram a otimização d......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 11 – Aspectos ambientais nas áreas de cuidado à saúde

..._ ____ ___ Os ocupantes de áreas adjacentes foram informados? ____ ____ ___ Há capachos para saída? Eles foram trocados? ____ ____ ___ A área foi limpa com esfregão umedecido ou com vácuo? ____ ____ ___ O tráfego foi desviado? ____ ____ ___ A sinalização está no lugar? ____ ____ ___ As barreiras permanecem no lugar até a conclusão do......

Ver Índice

12/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Tétano Neonatal

... sedado e em ventilação mecânica, sob vigilância rigorosa. O nível sérico do curare dura 1 hora. Efeitos colaterais: taquicardia e liberação de histamina. Dose: 0,1mg/kg/dose, podendo fazer até 1/1 hora, se necessário. Apresentação: 1 ampola contém 2ml com 2mg/ml. Diluir 1 ampola em 8ml de água destilada (1ml da diluição contém 0,4mg). Hidrato de cloral a 10% – 50mg/kg/dose em 5ml de soro fisi......

Ver Índice

30/03/2016

Revisões Internacionais

Emergências em hematologia e oncologia

... Diagnóstico Todos os pacientes com novo início de dor lombar ou com dor lombar progressiva devem ser avaliados imediatamente. Embora o histórico e o exame físico completo possivelmente indiquem a presença de metástases espinhais, o diagnóstico sempre se baseia em estudos de imagens. As imagens por ressonância magnética (IRM) são o método diagnóstico de escolha porque são altamente sensíveis ......

Ver Índice

Página:  de 1

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal