FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Choque Hipovolemico" obteve 51 resultados.

Página:  de 6

30/05/2010

Revisões

Trauma Torácico

...-se os braços da vítima, tracionando-os em sentido posterior, de preferência com os membros superiores pendendo nas laterais da maca. Após a descompressão, avalia-se a estabilidade dos anéis cartilaginosos e a necessidade da colocação de uma cânula traqueal distal ao esmagamento. Laceração Traqueobrônquica A ruptura traqueobrônquica pode ser dividida em lesões da traquéia cervical ou lesões d......

Ver Índice

29/04/2010

Casos Clínicos

Prescrição de drogas vasoativas e sepse

...indicação o tratamento de infecções em que as cefalosporinas de 1ª geração são hidrolisadas, como H. influenzae. Tem apresentação oral. · Dose habitual: 0,75 a 1,5 g/dia, dose dividida a cada 12 horas, sem necessidade de ajuste de dose. · Gravidez: classe B. · Apresentações comerciais: Cefaclor, Ceclor comprimidos de 250 mg e 500 mg, suspensão com 125 mg/5 mL e 250 mg/5 mL/......

Ver Índice

05/04/2010

Artigos

Dopamina versus noradrenalina no tratamento do choque

...ucos critérios de exclusão tem uma boa validade externa. Assim, pode-se afirmar que o uso de noradrenalina ou dopamina como vasopressor inicial no choque é indiferente em termos de mortalidade. No entanto, alguns pontos devem ser considerados. O protocolo do estudo previa o início precoce de vasopressor após a expansão com apenas 1000ml de cristalóide ou 500ml de colóide. Pode-se argumentar que t......

Ver Índice

20/08/2010

Casos Clínicos

Diarreia Aguda Inflamatória

...actericida contra bactérias Gram-negativas, porém sem atividade contra Pseudomonas aeruginosa. A concentração em vias urinárias é elevada, contrastando com a reduzida concentração tissular. A apresentação da droga é oral e sua concentração liquórica é baixa, sendo inadequada para o tratamento de meningoencefalites. A principal indicação é o tratamento de infecções urinárias baixas por enterobacté......

Ver Índice

02/07/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Cólera

...de infecção e outras informações epidemiológicas relevantes. Do ponto de vista da vigilância epidemiológica, o caso importado somente merece ser especificado como tal em áreas de risco silenciosa ou de baixa incidência, pela pouca probabilidade de se contrair a doença nesse local ou por se tratar de caso índice, o qual exige investigação especial para a implantação das medidas de controle. Porta......

Ver Índice

18/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Cólera

...sde que não haja diagnostico clinico e/ou laboratorial de outra etiologia; menores de 5 anos de idade que apresentem diarreia aguda e historia de contato com caso de cólera, num prazo de 10 dias, desde que não haja diagnóstico clinico e/ou laboratorial de outra patologia. Importado Caso cuja infecção ocorreu em área diferente daquela em que foi diagnosticado, tratado ou teve sua evolução. ......

Ver Índice

13/12/2011

Remédios

Hetastarch

...determinadas. CUIDADOS ESPECIAIS Risco na gravidez Classe C. Amamentação Não se sabe se é eliminado no leite. Não amamentar. Não usar o produto Problema de coagulação ou de sangramento; insuficiência cardíaca congestiva; doença renal com oligúria ou anúria não relacionadas a hipovolemia; condição clínica exacerbada por excesso de volume; alergia ao amido. Avaliar riscos x benef......

Ver Índice

02/05/2010

SEÇÃO B – MEDICAMENTOS USADOS EM DOENÇAS DE ÓRGÃOS E SISTEMAS ORGÂNICOS

Fenobarbital e Fenobarbital Sódico

... Crises Epilépticas Parciais Simples e Complexas e Tônico-clônicas • 60 a 180 mg, por via oral, à noite. Estado de Mal Epiléptico • Dose inicial de 10 mg/kg, em infusão intravenosa, à velocidade de 100 mg/minuto. • Após, infundir à velocidade de 50 mg/minuto até cessarem as convulsões. • Dose máxima: 1-2 g. Crianças Crises Epilépticas Parciais Simples e Complexas ......

Ver Índice

02/09/2009

Biblioteca Livre

8 Crise Aplástica

...o, em situações mais severas, estarem presentes sinais de choque hipovolêmico. A principal diferença laboratorial entre estas crises e as de seqüestro esplênico é a presença de reticulocitopenia na crise aplástica e reticulocitose na de seqüestro. O tratamento é sintomático e transfusões de concentrado de hemácias devem ser administradas se necessário. A monitorização do estado hemodinâmico é qu......

Ver Índice

Página:  de 6

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal