FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Cloridrato de Dobutamina" obteve 9 resultados.

Página:  de 1

24/05/2010

SEÇÃO B – MEDICAMENTOS USADOS EM DOENÇAS DE ÓRGÃOS E SISTEMAS ORGÂNICOS

Cloridrato de Dobutamina

... Em idosos, iniciar com as menores doses. • Recomenda-se reverter a hipovolemia antes de iniciar a dobutamina. • Não adicionar bicarbonato de sódio ou qualquer outra solução alcalina à solução de dobutamina. • Categoria de risco na gravidez (FDA): B. • Lactação. ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO2,4,5 Adultos • 2 a 10 microgramas/kg/minutos, em infusão intravenosa. • ......

Ver Índice

16/07/2010

Medicamentos Injetáveis - Utilização Segura

Dobutamina

... se é excretado no leite. Não Usar o Produto Estenose subaórtica hipertrófica idiopática; feocromocitoma; fibrilação ventricular; taquiarritmias. Avaliar Riscos X Benefícios Arritmias ventriculares; glaucoma de ângulo fechado; hipovolemia; infarto do miocárdio. REAÇÕES MAIS COMUNS (ocorrem em pelo menos 10% dos pacientes) CARDIOVASCULAR: pressão alta; aumento dos batimentos do coraç......

Ver Índice

07/04/2010

Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006

Cloridrato de Hidroxocobalamina

...ses. Anemia Megaloblástica com Comprometimento Neurológico • 1 mg, em dias alternados, até remissão; então, 1 mg a cada 2 meses. Crianças Anemia Megaloblástica sem Comprometimento Neurológico • 0,025-1 mg, 3 vezes na semana, por 2 semanas; então, 0,025 mg, 1 vez por semana, até exame de sangue normal; depois, 1 mg a cada 3 meses. Anemia Megaloblástica com Comprometimento N......

Ver Índice

24/05/2010

SEÇÃO B – MEDICAMENTOS USADOS EM DOENÇAS DE ÓRGÃOS E SISTEMAS ORGÂNICOS

Cloridrato de Dopamina

...ia de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos Brasília / DF – 2008 Cloridrato de Dopamina Samara Haddad Simões Machado Na Rename 2006: item 13.6 APRESENTAÇÃO • Solução injetável 5 mg/mL. INDICAÇÕES1,2,5 • Choque cardiovascular. • Choques de outras naturezas refratários à reposição hídrica. ......

Ver Índice

07/04/2010

Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006

Sulfato de Magnésio

... à insuficiência renal. • A co-administração com sais de alumínio pode levar ao aumento pela toxicidade por este sal quando utilizado em pacientes com insuficiência renal ou em neonatos prematuros. • Não utilizar por via oral em pacientes com obstrução intestinal, colostomizados ou ileostomizados. • Miastenia grave. • Para controle de hipomagnesemia, administrar preferencia......

Ver Índice

05/12/2011

Remédios

Atomoxetina

... da função do fígado, a dose inicial deve ser reduzida em 50%; em paciente com diminuição grave da função, a dose inicial deve ser reduzida em 75%. Cuidados especiais Risco na gravidez Classe C. Amamentação Não se sabe se é excretado no leite; usar com cautela. Não usar o produto Hipersensibilidade à atomoxetina; uso concomitante ou recente de inibidor da monoamina-oxidase (IMAO) (......

Ver Índice

17/12/2014

Remédios

Dobutamina

...inuto. Uso injetável – Doses • doses em termos de dobutamina. Adultos estimulante cardíaco (dose usual): infusão intravenosa a uma velocidade de 2,5 a 10 mcg por kg de peso corporal por minuto. Crianças estimulante cardíaco (dose usual): infusão intravenosa a uma velocidade de 5 a 20 mcg por kg de peso corporal por minuto. Cuidados especiais Risco na gravidez Classe B Amamentaç......

Ver Índice

23/02/2009

Casos Clínicos

Tromboembolismo pulmonar

...al ativa: 150 mg VO, 2 vezes/dia por 4 a 8 semanas ou 300 mg antes de dormir. Por via IM ou IV (diluído em 100 mL de SF 0,9% e infundido em 15 a 20 minutos) a cada 6 a 8 horas. · Prevenção de úlcera de estresse: 150 mg 2 vezes/dia ou 50 mg IM ou IV a cada 6 a 8 horas. · Síndromes hipersecretoras: 150 mg VO 2 vezes/dia. A dose deve ser ajustada de acordo com a resposta do paciente. ·......

Ver Índice

21/06/2010

Casos Clínicos

Drogas Antiparkinsonianas

...ta que chega ao sistema nervoso central. Aumentam a meia-vida em até 50%. Além dessa ação periférica, o tolcapone, uma das medicações dessa classe, também inibe a COMT no cérebro. Essa classe de drogas não tem qualquer efeito antiparkinsoniano se não for administrada em associação com a levodopa. Indicação Em pacientes que usam levodopa e ainda apresentam sintomas parkinsonianos, a associaç......

Ver Índice

Página:  de 1

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal