FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Fenitoina" obteve 373 resultados.

Página:  de 38

02/05/2010

SEÇÃO B – MEDICAMENTOS USADOS EM DOENÇAS DE ÓRGÃOS E SISTEMAS ORGÂNICOS

Fenitoína Sódica

...m mesmo equipo é contra-indicada. • Após o preparo, coloração levemente amarelada pode surgir, sem, no entanto, alterar a potência da fenitoína. • A solução de fenitoína é cáustica para os tecidos, por isso o extravasamento deve ser evitado. ATENÇÃO: interações da fenitoína com expressivo número de fármacos e substâncias proscrevem o uso concomitante de medicamentos. SOBRE OS......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

F

...lência, diarreias em aproximadamente 1,5-8,5% dos pacientes. t Elevação transitória das enzimas hepáticas (5-11%), necrólise hepática e outros, disfunção hepática. t Hiperlipidemia, hiperglicemia, leucopenia, trombocitopenia, hipopotassemia. t Prurido, exantema, incluindo exantema difuso acompanhado de eosinofilia (5%), alopecia, erupção maculo-papular, angioedema. t Prolongamento do intervalo......

Ver Índice

12/01/2015

Remédios

Fenitoína

... a gravidez (fenitoína cruza a placenta; apesar de não existir comprovação de efeitos teratogênicos); estado febril; hipotensão; idoso; porfiria. Reações mais comuns (sem incidência definida): Gastrintestinal: constipação; náusea; vômito. Sistema nervoso central: tontura; sonolência. Atenção com outros produtos A Fenitoína •pode aumentar o risco de depressão do sistema nervoso central......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

C

...rianças Epilepsia t Até 1 ano: iniciar com dose de 0,25 mg, por via oral, durante 4 dias; aumentar ao longo de 2 a 4 semanas até dose ótima de acordo com a resposta da criança. Dose máxima de manutenção 0,5 a 1,0 mg/dia. t Entre 1 e 5 anos: iniciar com dose de 0,25 mg, por via oral, durante 4 dias; aumentar ao longo de 2 a 4 semanas até dose ótima de acordo com a resposta da criança. Dose máxi......

Ver Índice

25/11/2016

Revisões Internacionais

Epilepsia e transtornos relacionados

... nas imagens por ressonância nuclear magnética (RNM). Apesar disso, não há necessidade de administrar agentes antiepiléticos convencionais. Síndromes da fase final da infância e da adolescência Entre as síndromes da fase final da infância e da adolescência, tratadas neste artigo, estão: epilepsia benigna da infância com picos centrotemporais; epilepsia occipital benigna da infância; epilepsia......

Ver Índice

09/06/2009

Biblioteca Livre

Interações medicamentosas

...esmo. Astemizol, ergotamina, pimozida: não co-administrar. Alprazolam, clonazepam e diazepam: aumento dos níveis séricos (maior toxicidade). Ciclosporina e outros imunossupressores: monitorar clinicamente (aumento dos níveis séricos dos imunossupressores). Amiodarona: aumento dos níveis séricos de amiodarona com risco de hipotensão, bradicardia e arritmia (monitorar ou ajustar dose......

Ver Índice

22/08/2009

Revisões

Crise Epiléptica

...ência. · A monitorização por vídeo-EEG está indicada em pacientes em que exista dúvida diagnóstica, para caracterização do tipo de crise, avaliação da terapêutica, pré-cirúrgica e em casos de epilepsia refratária ao tratamento medicamentoso. · Crises epilépticas devem ser diferenciadas de outros eventos paroxísticos, com ou sem perda de consciência, de etiologia não epiléptica. · ......

Ver Índice

17/09/2015

Biblioteca Livre

anticonvulsivantes

...adro convulsivo em 60%-80% dos pacientes, e pode ser repetido, em adultos, de 30 a 60 minutos após a primeira dose. Se as crises persistirem por mais de uma hora após a conduta inicial, o uso de anestésicos gerais é recomendado. Quando o estado de mal epiléptico é desencadeado pela suspensão súbita de antiepilépticos anteriormente empregados, reiniciar o tratamento com tais fármacos é conduta efic......

Ver Índice

17/09/2015

SEÇÃO B – MEDICAMENTOS USADOS EM DOENÇAS DE ÓRGÃOS E SISTEMAS ORGÂNICOS

anticonvulsivantes

...ticos, tanto em adultos como em crianças. A decisão é individual e baseia-se na avaliação de riscos para cada paciente, afastando fatores desencadeantes e estabelecendo as devidas restrições ao uso de medicamentos (por exemplo, dirigir veículos). Para a primeira convulsão não provocada, usualmente não se prescrevem antiepilépticos. É extremamente difícil, se não impossível, predizer o sucesso do t......

Ver Índice

21/07/2016

Revisões

Estado de Mal-Epiléptico

...lha recomendada. Um estudo sugeriu que a eficácia do valproato de sódio é semelhante a da fosfofenitoína. Os padrões atuais práticos que envolvem o uso de segunda linha antiepilépticos são bastante variáveis. Lacosamide parece ter potencial para uso como segunda linha de drogas antiepilépticas no estado de mal-epiléptico. Os resultados de um estudo retrospectivo recente sugeriram que a lacosamid......

Ver Índice

Página:  de 38

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.