FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Furosemida" obteve 148 resultados.

Página:  de 15

27/01/2011

Artigos

Furosemida e Complicações em Idosos com Insuficiência Cardíaca após Alta Hospitalar

...até 59 mg/d), moderada (60-119 mg/d) e alta (120 mg/d ou mais). Foram excluídos os participantes que abandonaram ou tiveram o tratamento com furosemida suspenso, bem como os submetidos a hemodiálise, portadores de síndrome nefrótica ou cirrose. Resultados A idade média dos pacientes da amostra foi de 78 anos. Em 46% dos participantes houve mudança na categoria de dose de furosemida no períod......

Ver Índice

03/01/2013

Artigos

Furosemida para ICC descompensada: infusão intermitente ou contínua?

...uma diurese e uma perda ponderal maiores. Ainda são necessários estudos mais focados nestes desfechos clínicos para dar mais corpo de evidência que favoreça o uso de furosemida em infusão contínua. Entretanto, não resta dúvidas de que, independentemente da estratégia usada, os benefícios para o paciente com ICC descompensada só são atingidos com uma estratégia guiada por protocolos bem d......

Ver Índice

14/01/2015

Remédios

Furosemida

...e peso, com intervalos de 6 a 8 horas. Não ultrapassar dose de 6 mg por kg de peso corporal. Uso injetável – Preparação • doses em termos de furosemida. Atenção: descartar se o produto apresentar coloração amarela. Furosemida (solução) 20 mg/2 mL – Via intramuscular Administração: em adultos, nas nádegas (quadrante superior externo); em crianças, na face lateral da coxa. Furosemida......

Ver Índice

16/05/2010

SEÇÃO B – MEDICAMENTOS USADOS EM DOENÇAS DE ÓRGÃOS E SISTEMAS ORGÂNICOS

Furosemida

...avenosa). • Pico de resposta diurética: 1 a 2 horas (oral); 30 minutos (intravenosa). • Duração da ação: 4-6 horas (oral), 2 horas (intravenosa). • Metabolismo: hepático. • Excreção: renal (60% a 90%). • Meia-vida de eliminação: 30 a 120 minutos. EFEITOS ADVERSOS1,2,5,6,116 • Hiponatremia, hipocalemia e hipomagnesemia, alcalose hipoclorêmica, hipercalciúria.......

Ver Índice

24/05/2010

SEÇÃO B – MEDICAMENTOS USADOS EM DOENÇAS DE ÓRGÃOS E SISTEMAS ORGÂNICOS

Furosemida

...o seja para venda ou qualquer fim comercial.” O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente. Furosemida Furosemida 13.5 Diuréticos 13 Medicamentos que Atuam sobre o Sistema Cardiovascular e Renal SEÇÃO B – MEDICAMENTOS USADOS EM DOENÇAS DE ÓRGÃOS E SISTEMAS ORGÂNICOS Formulário Terapêuti......

Ver Índice

04/05/2009

Casos Clínicos

hipercalcemia

... melhorando prognóstico de insuficiência renal oligúrica. Posologia A terapia é inicialmente realizada com doses baixas de diurético e aumentada com cuidado, visando à diminuição de peso de 0,5 1 kg/dia, sem prejudicar a função renal. Uma vez resolvida a sobrecarga de volume, mantém-se o tratamento com doses apropriadas para prevenir a recorrência dos sintomas. A bumetanida é mais potente qu......

Ver Índice

25/10/2009

Casos Clínicos

Hipercalemia

...1 vez/dia) 5 a 20 mg (1 vez/dia) Felodipina Splendil 2,5/5/10 mg Nisoldipina Syscor AP 10/20/30 mg Anlodipina Norvasc, Pressat 5 e 10 mg * Dose diária (número de tomadas diárias). ** Lomir – comprimidos (2,5 mg) 2 vezes/dia; Lomir SRO – cápsulas (5 mg) 1 vez/dia. Efeitos Adversos Os efeitos colaterais mais comuns são cefaleia, edema peri......

Ver Índice

04/04/2010

Casos Clínicos

Insuficiência cardíaca descompensada

...principalmente da redução da pré-carga por efeito venodilatador; também reduz a pós-carga e tem efeitos diretos sobre a circulação coronariana. A dose inicial de nitroglicerina intravenosa é 5 mcg/min, podendo ser titulada a cada 3 a 5 minutos até a resposta desejada. Nitroprussiato de Sódio Utilizado principalmente em pacientes com elevados níveis pressóricos e sem isquemia coronariana agud......

Ver Índice

03/05/2009

Casos Clínicos

Insuficiência cardíaca ambulatorial

...evoluir com IC; apresentam, por exemplo, HAS, doença arterial coronariana ou outras condições de risco para evoluir com disfunção cardíaca; estes pacientes não apresentam, entretanto, alteração estrutural. 2. Classe B: pacientes já apresentam alterações estruturais cardíacas, como hipertrofia de ventrículo esquerdo, fibrose cardíaca ou disfunção sistólica, mas não apresentam sintomas de insufic......

Ver Índice

20/04/2016

Casos Clínicos

Conduta na Ascite em Cirrótico

...e das doses é uma questão de tentativa e erro. Em alguns casos, não se pode usar qualquer espironolactona, em especial quando a taxa de filtração glomerular é muito baixa ou se o paciente desenvolve hipercalemia. A restrição de sódio na dieta e a terapia diurética são eficazes em cerca de 90% dos pacientes com cirrose e ascite. Em pacientes que parecem ser diurético-resistentes é importante exclu......

Ver Índice

Página:  de 15

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal