FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Furosemida" obteve 147 resultados.

Página:  de 15

27/01/2011

Artigos

Furosemida e Complicações em Idosos com Insuficiência Cardíaca após Alta Hospitalar

...bservamos que IC é uma doença de alta mortalidade, maior que 50% em 5 anos, mais elevada que a observada, em média, nas neoplasias. Assim o reconhecimento de um “fármaco-marcador” pode nos auxiliar tanto na execução de intervenções avançadas quanto na programação de cuidados paliativos. O trabalho apresenta algumas limitações, dentre as quais a ausência de informações a respeito da capacidade fun......

Ver Índice

03/01/2013

Artigos

Furosemida para ICC descompensada: infusão intermitente ou contínua?

... Resumo Esta é uma revisão sistemática com metanálise de ensaios clínicos randomizados que compararam a infusão de furosemida intermitente ou contínua para pacientes hospitalizados com ICC descompensada. Contexto clínico Administrar bolus intermitentes de furosemida para pacientes com ICC descompensada muitas vezes implica alterações hemodinâmicas desfavoráveis. A infusão c......

Ver Índice

14/01/2015

Remédios

Furosemida

...presentar coloração amarela. Furosemida (solução) 20 mg/2 mL – Via intramuscular Administração: em adultos, nas nádegas (quadrante superior externo); em crianças, na face lateral da coxa. Furosemida (solução) 20 mg/2 mL – Via intravenosa direta Tempo de injeção: 1 a 2 minutos Furosemida (solução) 20 mg/2 mL – Infusão intravenosa Diluição Diluente: Cloreto de Sódio 0,9%; Glicose 5......

Ver Índice

16/05/2010

SEÇÃO B – MEDICAMENTOS USADOS EM DOENÇAS DE ÓRGÃOS E SISTEMAS ORGÂNICOS

Furosemida

...entada para 80 mg diários ou mais, em edemas resistentes. Dose máxima diária de 600 mg. Edema Agudo de Pulmão • 20-40 mg, por via intravenosa, administrados lentamente (1 a 2 minutos), inicialmente. Se necessário, aumentar a dose em 20 mg a cada 2 horas. Se a dose única efetiva for superior a 60 mg, infundir por via intravenosa, em velocidade que não exceda 4 mg/minuto. Tratamento Co......

Ver Índice

24/05/2010

SEÇÃO B – MEDICAMENTOS USADOS EM DOENÇAS DE ÓRGÃOS E SISTEMAS ORGÂNICOS

Furosemida

...qualquer fim comercial.” O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente. Furosemida Furosemida 13.5 Diuréticos 13 Medicamentos que Atuam sobre o Sistema Cardiovascular e Renal SEÇÃO B – MEDICAMENTOS USADOS EM DOENÇAS DE ÓRGÃOS E SISTEMAS ORGÂNICOS Formulário Terapêutico Nacional 2008: Ren......

Ver Índice

04/05/2009

Casos Clínicos

hipercalcemia

...nto, mas a prioridade imediata é controlar a hipercalcemia. As principais medidas para o controle da hipercalcemia são descritas na Tabela 1. Tabela 1: Principais medidas para controle da hipercalcemia Hipercalcemia leve à moderada: cálcio sérico < 14 mg/dL ou iônico < 7 mg/dL Hidratação agressiva com soro fisiológico Fornecer 4 a 6 litros em 24 horas. A hidratação isol......

Ver Índice

25/10/2009

Casos Clínicos

Hipercalemia

...; · fibrilação ventricular ou assistolia. O tratamento inclui medidas para controlar as manifestações da hipercalemia, como o gluconato de cálcio; medidas com diminuição transitória do nível sérico de potássio, como a solução polarizante; e medidas com diminuição do potássio corpóreo total, com o uso de resinas de troca iônica. A Tabela 2 sumariza o uso das medicações nestes pacientes. ......

Ver Índice

04/04/2010

Casos Clínicos

Insuficiência cardíaca descompensada

...etérios. Observação curta no PS ou internação em casos mais graves. Grupo 3: congestão e alteração da perfusão periférica Geralmente é necessária a suspensão de IECA e betabloqueadores, particularmente nos pacientes com hipotensão sintomática. Muitas vezes, vasodilatadores parenterais são suficientes, em virtude da elevada resistência vascular periférica presente em tais pacientes. Inotróp......

Ver Índice

03/05/2009

Casos Clínicos

Insuficiência cardíaca ambulatorial

..., bradicardia ou distúrbios de condução atrioventricular, piora da insuficiência cardíaca congestiva por disfunção sistólica, alterações do sistema nervoso central como depressão, confusão e pesadelos, impotência sexual, fadiga e letargia. Congestão nasal, fenômeno de Raynaud, distúrbios gastrintestinais, leucopenia e trombocitopenia também podem ocorrer. Há uma tendência de aumento dos triglicéri......

Ver Índice

20/04/2016

Casos Clínicos

Conduta na Ascite em Cirrótico

...de medicação neste grupo. Inibidores de prostaglandinas, como anti-inflamatórios não hormonais (AINEs), também devem ser evitados, uma vez que podem reduzir a excreção urinária de sódio e levar à injúria renal. Deve ser feita uma restrição na ingesta diária de sódio para 88 mEq (2.000 mg) (Grau 2C). A restrição de sódio sozinho é suficiente para pacientes com excreção urinária de sódio (na ausên......

Ver Índice

Página:  de 15

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal