FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Manual de Implementacao do Checklist Parte ii Antes de Iniciar a Cirurgia" obteve 13 resultados.

Página:  de 2

17/07/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Manual de Implementação do Checklist: Parte II - Antes de Iniciar a Cirurgia

...e ser corrigido antes da incisão na pele, deve-se também, caso necessário, verificar se há alguma necessidade específica quanto a qualquer material ou equipamento que será necessário durante o procedimento. 4. Profilaxia com antibióticos realizada nos últimos 60 minutos · Este é um item de grande inconsistência na prática cirúrgica mas é fundamental na redução de infecção de sí......

Ver Índice

17/07/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Manual de Implementação do Checklist: Parte II - Antes de Iniciar a Cirurgia

... de nomes e funções de todos os membros da equipe · O coordenador do checklist pede a cada um que diga seu nome e sua função, incluindo estudantes ou outras pessoas presentes; · Essa simples rotina ajuda a gerenciar as ações de cada um em possíveis momentos críticos; · Se todos já se conhecem e estão familiarizados, isso pode ser dito ao coordenador, que dará este ite......

Ver Índice

04/07/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Manual de Implementação do Checklist da Campanha “Cirurgia Segura Salva Vidas” da OMS

...rida para avançar para a próxima fase da cirurgia. Até os membros da equipe estarem familiarizados com os passos envolvidos, o coordenador do Checklist provavelmente vai ter de orientar a equipe através deste processo de verificação. Uma possível desvantagem de ter uma única pessoa conduzir o Checklist é que uma relação antagônica poderá ser estabelecida com os outros membros da equipe cirúrgica.......

Ver Índice

04/07/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Manual de Implementação do Checklist da Campanha “Cirurgia Segura Salva Vidas” da OMS

...o seu sucesso. No complexo cenário de uma sala cirúrgica, qualquer uma das etapas podem ser ignoradas. Designar uma única pessoa para confirmar a conclusão de cada etapa do Checklist pode garantir que os passos de segurança não sejam omitidos na corrida para avançar para a próxima fase da cirurgia. Até os membros da equipe estarem familiarizados com os passos envolvidos, o coordenador do Checklist......

Ver Índice

10/07/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Manual de Implementação do Checklist: Parte I - Antes da Indução Anestésica

...rgunta-se dessa forma: Há alergia? Se sim, alergia a quê? · Caso o coordenador saiba de alguma alergia que o anestesista desconheça, deve informá-lo. 6. Risco de Via Aérea Difícil ou Broncoaspiração · A pergunta é feita ao anestesista; · Isso ajuda a garantir que o anestesista lembre de verificar a possibilidade de via aérea difícil (ex: Mallampati de ......

Ver Índice

10/07/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Manual de Implementação do Checklist: Parte I - Antes da Indução Anestésica

...ealizado, local onde será feita a cirurgia e se há consentimento informado) · As perguntas são feitas diretamente ao paciente; · Essa etapa pode parecer repetitiva, mas é uma forma de garantir que não se opere o paciente errado, que não se faça o procedimento errado para aquele paciente ou que se opere, por exemplo, um membro errado. · Caso o paciente esteja inconsci......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 2 – Desenho e avaliação de programas

...rocesso de controle de infecções do SMMC tem a finalidade de reduzir riscos e de melhorar as taxas ou as tendências numéricas de infecções significativas sob o ponto de vista epidemiológico. Por essa razão, a forma de apresentação dos relatórios de controle de infecções facilita esse processo. As taxas de infecção são estabelecidas por meio de metodologia estatística reconhecida. Sempre que possív......

Ver Índice

02/07/2015

Revisões Internacionais

Tratamento de Sintoma em Medicina Paliativa

... A rotação de opiáceo, de morfina para fentanil, por exemplo, permite usar doses menores com alívio equivalente da dor.105 Outras formas adicionais de tratar o delirium incluem a minimização de quaisquer comprometimentos sensoriais, por meio do fornecimento de óculos ou aparelhos auditivos apropriados, e mantendo um cenário tranquilizador, familiar e quieto. É importante manter a comunicação com o......

Ver Índice

14/05/2013

Hospitalar

Avaliação de competências e concessão de privilégios clínicos

...omeação inicial, em que analisam de forma mais minuciosa o desempenho. Esse período deve ser descrito como parte do processo de concessão de privilégios. A avaliação é feita por meio da revisão de gráficos ou do monitoramento simultâneo – conhecido como auditoria ou observação. Esse conceito será explicado com mais detalhes posteriormente. Participantes de programas de formação universitária ......

Ver Índice

14/05/2013

Hospitalar

Avaliação de competências e concessão de privilégios clínicos

..., individualmente, com base em suas necessidades, os mecanismos mais adequados para o cumprimento dos padrões. Ao avaliar a possibilidade de implantar esse processo de supervisão, as organizações devem considerar vários fatores. Entre eles, os mais relevantes são as razões para implantar o processo, a maneira de aplicá-lo a cada circunstância e os resultados esperados. Quem deve ser en......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal