FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Manual de Implementacao do Checklist Parte ii Antes de Iniciar a Cirurgia" obteve 13 resultados.

Página:  de 2

17/07/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Manual de Implementação do Checklist: Parte II - Antes de Iniciar a Cirurgia

... Revisão do cirurgião: pode dizer se haverá alguma perda sanguínea volumosa, em que momento precisará de equipamentos especiais ou sobre fases da cirurgia que serão críticas; · Revisão do anestesista: o anestesista pode dizer o que está planejado para possíveis perdas sanguíneas, ou que o paciente tem alguma patologia de base que não pode ser esquecida, ou qualquer outro item que pa......

Ver Índice

17/07/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Manual de Implementação do Checklist: Parte II - Antes de Iniciar a Cirurgia

... que serão críticas; · Revisão do anestesista: o anestesista pode dizer o que está planejado para possíveis perdas sanguíneas, ou que o paciente tem alguma patologia de base que não pode ser esquecida, ou qualquer outro item que pareça ser relevante relatar a toda a equipe; · Revisão da enfermagem: deve confirmar que o equipamento está adequado quanto ao processo de esterilização......

Ver Índice

04/07/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Manual de Implementação do Checklist da Campanha “Cirurgia Segura Salva Vidas” da OMS

...mo Aplicar o Checklist em Poucas Palavras O objetivo final do Checklist da Campanha “Cirurgia Segura Salva Vidas”, bem como deste manual, é ajudar a garantir que as equipes cirúrgicas sigam de forma consistente algumas medidas de segurança críticas. Espera-se que dessa forma os riscos mais comuns e evitáveis sejam minimizados, evitando expor a vida e o bem-estar dos pacientes cirúr......

Ver Índice

04/07/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Manual de Implementação do Checklist da Campanha “Cirurgia Segura Salva Vidas” da OMS

...so. Para a terceira e última fase, (3) Antes do Paciente Sair da Sala Cirúrgica, a equipe irá analisar em conjunto a cirurgia que foi realizada, a contagem de compressas, de instrumentos e agulhas, e a rotulagem de quaisquer espécimes cirúrgicos obtidos. Também irá rever qualquer avaria em equipamentos ou problemas que precisam ser resolvidos. Finalmente, a equipe irá analisar os planos e preocu......

Ver Índice

10/07/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Manual de Implementação do Checklist: Parte I - Antes da Indução Anestésica

...as do Paciente · A pergunta é feita ao anestesista; · Isso ajuda a garantir que o anestesista lembre de não administrar determinada medicação ao paciente caso ela seja de risco; · Pergunta-se dessa forma: Há alergia? Se sim, alergia a quê? · Caso o coordenador saiba de alguma alergia que o anestesista desconheça, deve informá-lo. 6. Risco de V......

Ver Índice

10/07/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Manual de Implementação do Checklist: Parte I - Antes da Indução Anestésica

...so Instalado e Funcionando · O coordenador checa se o oxímetro foi instalado e se está funcionando antes de se iniciar a indução anestésica. 5. Alergias do Paciente · A pergunta é feita ao anestesista; · Isso ajuda a garantir que o anestesista lembre de não administrar determinada medicação ao paciente caso ela seja de risco; · Pergunta-se ......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 2 – Desenho e avaliação de programas

...sca de fatores de risco evitáveis, sempre que forem identificadas tendências de infecção. 4. Reduzir as infecções pela diminuição dos fatores de risco. Metodologia 1. A área de controle de infecções faz a coleta de dados de forma contínua. 2. O Comitê de Controle de Infecções e o gerente da UCC recebem relatórios trimestrais. 3. Numerador: número de episódios de infecções n......

Ver Índice

14/05/2013

Hospitalar

Papel do enfermeiro na segurança do paciente e nos resultados do atendimento

...em como prevenção dos riscos relacionados com o equipamento e os suprimentos. Estratégia: A equipe de enfermagem pode proporcionar participação valiosa nas decisões da seleção, assim como na identificação do equipamento necessitando de manutenção e na apropriabilidade dos suprimentos. Ela também deve conhecer o uso do equipamento e dos suprimentos selecionados e saber a quem contatar no caso d......

Ver Índice

14/05/2013

Hospitalar

Papel do enfermeiro na segurança do paciente e nos resultados do atendimento

...s sobre os testes necessários, quais procedimentos tiveram lugar e qual foi o atendimento após a alta. O monitoramento dessas áreas pode ajudar a equipe a eliminar as deficiências e favorecer a forma como os sistemas são implementados. O Quadro 5.1 proporciona orientação sobre a condução de um rastreamento no hospital. Quadro 5.1. Realizar os próprios rastreamentos Estratégia: Os r......

Ver Índice

02/07/2015

Revisões Internacionais

Tratamento de Sintoma em Medicina Paliativa

...l 2,5–10 mg, VO, 2-3x/dia IV= intravenoso; VO = oral; VR = retal; SC = subcutâneo; SL = sublingual. Soluço Soluços são contrações espasmódicas involuntárias do músculo diafragmático. Tipicamente, os soluções são autolimitados e benignos, mas podem ser patológicos. A incidência de soluço intratável em pacientes com doença avançada é indeterminada. O soluço interfere na capacidade do paci......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal