FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Parte 2 – Praticas de Prevencao e Controle de Infeccoes Para Departamentos Hospitalares Especificos" obteve 58 resultados.

Página:  de 6

14/05/2013

Hospitalar

Iniciais

...es potencialmente infectados. Além de abranger vários cenários de cuidado ao paciente, são discutidas as estratégias de prevenção e controle de infecção associadas com os departamentos de serviços de apoio e diagnóstico. Os serviços de apoio discutidos neste manual são os Serviços Ambientais (Capítulo 6), a Central de Materiais (Capítulo 7), os Serviços de Processamento de Roupas e Lava......

Ver Índice

14/05/2013

Hospitalar

Iniciais

...s; e outros equipamentos de segurança. Os líderes devem encorajar os PASs a avaliar os tipos de equipamento que podem tornar seu trabalho mais seguro e mais fácil e que podem evitar e controlar infecções. · Apoiar de forma ativa uma abordagem multidisciplinar para PCI. Essa colaboração pode envolver as reuniões da comissão de controle de infecções, encorajar o uso de equipes multidisciplina......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 12 – Controle de infecções no processo de acreditação

...ecções entre os funcionários, tais como lesões produzidas por objetos perfurocortantes ou exposição à tuberculose • Mudanças físicas nas instalações com impacto nas atividades de controle de infecções • Indivíduos com caso conhecido de tuberculose ativa ou de outras doenças infecciosas Conclusão Os inspetores e as organizações devem apresentar um resumo das resistências identifica......

Ver Índice

14/05/2013

Hospitalar

Papel do enfermeiro na segurança do paciente e nos resultados do atendimento

...fazer essa orientação funcionar na sala de cirurgia ou no departamento de emergência, o enfermeiro circulante ou o anestesista podem copiar a prescrição e lê-la de novo a quem a prescreveu, podendo, então, confirmá-la verbalmente. A pessoa que vai administrar a prescrição pode lê-la em voz alta antes da administração e receber novamente a confirmação verbal de quem a prescreveu. Quando exigido pel......

Ver Índice

14/05/2013

Hospitalar

Papel do enfermeiro na segurança do paciente e nos resultados do atendimento

...mergência com infarto agudo do miocárdio. A mensuração dos eventos adversos relativos aos medicamentos e dos erros de medicação reais ou potenciais possibilita a identificação proativa de estratégias que reduzam a possibilidade de problemas de segurança para o paciente. Estratégia: Para responder apropriadamente aos eventos adversos relacionados à medicação e aos erros potenciais ou reais, a e......

Ver Índice

14/05/2013

Manual de prevenção e controle de infecções para hospitais

Central de materiais

...ção. Água, oxigênio e eletricidade produzem ozônio no esterilizador. No final do processo de esterilização, o ozônio é convertido novamente a oxigênio e vapor d’água e liberado no ambiente. O ozônio pode ser usado para esterilizar itens sensíveis a umidade e calor. Como todos os esterilizantes químicos, a exposição excessiva ao ozônio pode provocar sérios danos à saúde. Felizmente, o ozônio é de f......

Ver Índice

14/05/2013

Manual de prevenção e controle de infecções para hospitais

Central de materiais

...o de queima lento.3,4 Pode ser difícil usar esse método, pois a manutenção de temperatura constante pode ser problemática, e as altas temperaturas e os longos ciclos podem oxidar alguns metais. Esterilização com óxido de etileno Esse processo de esterilização usa o gás de óxido de etileno (ETO) a baixas temperaturas. Para quase metade de todos os dispositivos médico-hospitalares esterilizados......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 4 – Intervenções no controle de infecções: o caminho da prevenção

... Instalações utilizadas no atendimento, no tratamento e nos serviços. • Emergência e reemergência de agentes patogênicos na comunidade que possam afetar os hospitais. Aplicação do Programa de Estudo, Prevenção e Controle de Infecções As precauções-padrão prevêem intervenções básicas para evitar transmissão de agentes infecciosos durante o tratamento de pacientes. Elas são reforçadas......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 2 – Desenho e avaliação de programas

...tar a disseminação de infecções por acinetobactérias? As acinetobactérias vivem na pele e podem sobreviver no ambiente por vários dias. O rigoroso cumprimento dos procedimentos de controle de infecções, tais como manter a higiene das mãos e a limpeza dos ambientes, reduz os riscos de transmissão. Visite os sites www.cdc.gov/handhygiene e www.cdc.gov/ncidod/ISOLAT/Isolat.html para obter informaçõe......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 3 – Análise de risco e estabelecimento de metas e objetivos em programas de controle de inf

...sso. Outro grande desafio é conseguir acesso às informações necessárias para a avaliação de riscos (serviços prestados, características da população atendida e assuntos especiais sobre meio ambiente e comunidade). Os profissionais de controle de infecções e as equipes de avaliação de risco devem ter acesso aos bancos de dados ou às informações agregadas. De modo geral, a equipe de finanças fornec......

Ver Índice

Página:  de 6

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal