FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Sindrome da Rubeola Congenita" obteve 36 resultados.

Página:  de 4

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...ealizar pesquisa de IgG IgG + Gestante não suscetível IgG – Colher 2ª amostra entre 4ª e 6ª semanas (29 a 42 dias) após o contato 2ª amostra IgM + Acompanhar RN suspeito de SRC IgM – Vacinar após o parto Entre 29 e 42 dias IgM + Acompanhar RN suspeito de SRC IgM – Realizar pesquisa de IgG Após 43 dias IgM + Acompanhar RN suspeito......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...tribuídos ou confundidos como efeitos adversos da vacina. Durante a gravidez de maneira geral, não se recomenda a administração de vacinas de vírus vivo atenuados. As mulheres grávidas deverão ser orientadas a procurar a unidade de saúde logo após o parto ou aborto, para serem vacinadas. Recomenda-se, também, por precaução, que mulher em idade fértil vacinada, deve adiar a gestação por 30 dias. Re......

Ver Índice

12/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Síndrome da Rubéola Congênita

...o reciclável em até 48 horas após a coleta Urina 2-5 ml 1 Após o resultado de IgM positivo na 1ª amostra, até 12 meses de vida Frasco estéril de plástico Em geladeira até 48 horas (sem congelar) Lacen: freezer a -70ºC Gelo reciclável em até 48 horas após a coleta *Conforme resultado da primeira amostra. Todo material deverá ser enviado devidamente identificado e acomp......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

V

...lática) a qualquer componente da vacina, incluindo gelatina, proteína de ovos ou de galinha. Protocolo de dessensibilização pode ser executado. t Disfunções imunitárias (imunodeficiência congênita ou familiar, linfoma, leucemia ou doença maligna generalizada, tratamento imunossupressor com corticosteroides, alquilantes, antimetabólitos ou radiação; protelar ou evitar a vacinação). t Lactação (v......

Ver Índice

30/05/2010

Revisões

Doenças exantemáticas na infância

...KETISIOSES Agente etiológico: Rickettsia akari (ricketsiose vesicular); Rickettsia australis (tifo do carrapato de Queensland); Rickettsia conorii (febre botonosa); Rickettsia ricketsii (febre macular ou febre maculosa das Montanhas Rochosas); Rickettsia sibirica (febre do carrapato); Rickettsia prowazekii (tifo epidêmico); Rickettsia typhi (tifo murino); Rickettsia tsutsugamushi (tifo tropical).......

Ver Índice

01/02/2010

Revisões

Icterícia

... produtos químicos: algumas drogas podem causar hemólise e icterícia (Tabela 5). Tabela 5. Drogas que causam hemólise Mecanismo Formação de haptenos Imunocomplexos Anticorpos Local de hemólise Extravascular Intravascular Extravascular Medicações Penicilina, ampicilina, meticilina, carbenicilina, cefalotina Quinidina, fenacetim, hidroclorotiazida, rifa......

Ver Índice

08/03/2012

Revisões Internacionais

Sarampo, caxumba, rubéola, parvovírus, poxvírus – Martin S. Hirsch, MD

... Morris CN, Smilack JD: Parvovirus B19 infection associated with respiratory distress. Clin Infect Dis 27:900, 1998 58. Lefrère JJ, Mariotti M, Thauvin M: B19 parvovirus DNA in solvent/detergent-treated antihaemophilia concentrates. Lancet 343:211, 1994 59. Moore ZS, Seward JD, Lane JM: Smallpox. Lancet 367:425, 2006 60. Institute of Medicine: Assessment of future scientific ......

Ver Índice

04/10/2016

Revisões Internacionais

Distúrbios Leucocitários Não Malignos

...reações a medicamentos ou hipersensibilidade. Linfocitose persistente pode ser encontrada em pacientes com distúrbios autoimunes, sarcoidose, hipoesplenismo ou câncer, assim como em fumantes inveterados por um longo período de tempo. Linfocitopenia De maneira geral, define-se linfocitopenia como contagens totais de linfócitos inferiores a 1.000/µL. Levando-se em consideração que 80% dos linfó......

Ver Índice

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola

...enzimático (ELISA). Os laboratórios de referência para o diagnóstico da rubéola, realizam de rotina, somente a pesquisa de anticorpos IgM, pelo método ELISA, no caso de rubéola pós natal. A conduta para gestantes é diferenciada. TRATAMENTO DA RUBÉOLA De suporte. CARACTERÍSTICAS EPIDEMIOLÓGICAS DA RUBÉOLA Distribuição universal, com maior freqüência no final do inverno e início da primave......

Ver Índice

30/10/2012

Revisões

toxoplasmose

...da toxoplasmose são sulfadiazina, sulfametoxazol, pirimetamina, espiramicina e clindamicina. O ácido folínico é adicionado aos esquemas que contenham a pirimetamina devido à mielotoxicidade. Na toxoplasmose ganglionar, o tratamento é empregado quando a doença é muito sintomática, sendo desnecessário nos casos leves. Quando optado pelo tratamento, utiliza-se a sulfadiazina associada a pirimetamin......

Ver Índice

Página:  de 4

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.