FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Vacina Dupla dt" obteve 48 resultados.

Página:  de 5

11/02/2015

Remédios

Vacina Contra Difteria e Tétano

... Sistema nervoso central: arrepios; febre; sonolência. Outros: choque anafilático; mal-estar. Atenção com outros produtos A Vacina Contra Difteria e Tétano •pode ter sua ação diminuída por: imunossupressor; terapia radioativa. Outras considerações importantes •adiar a imunização se o paciente apresentar poliomielite súbita; infecção respiratória aguda (ou outra infecção ativa); doen......

Ver Índice

02/08/2010

Medicamentos Injetáveis - Utilização Segura

Vacina contra Difteria e Tétano

... Não Usar o Produto Doença febril; história de reações de hipersensibilidade ao produto; infecção tetânica. Avaliar Riscos X Benefícios Sensibilidade ao timerosal. Reações que Podem Ocorrer (sem incidência definida) DERMATOLÓGICO: vermelhidão na pele. GASTRINTESTINAL: falta de apetite; vômito. LOCAL DA INJEÇÃO: inchaço; enduração (um nódulo pode aparecer e permanecer por muitas semana......

Ver Índice

02/08/2010

Medicamentos Injetáveis - Utilização Segura

Vacina contra Difteria, Tétano e Coqueluche

...interações medicamentosas, formas de administração, posologia e indicações. MARCA COMERCIAL VACINA TRÍPLICE (DTP) (Butantan); PERTACEL (Sanofi-Pasteur) USO INJETÁVEL Injetável VACINA TRÍPLICE (DTP); PERTACEL O QUE É [toxoide diftérico + toxoide tetânico + vacina pertussis]. PARA QUE SERVE Difteria, tétano e coqueluche (prevenção). COMO AGE A vacina contra difteria, tétano......

Ver Índice

11/02/2015

Remédios

Vacina Contra Difteria, Tétano e Coqueluche

...r via intravenosa ou intradérmica. Administrar na região do músculo deltoide ou na face anterolateral do meio da coxa (músculo vasto lateral). Para crianças com mais de 1 ano de idade utilizar o deltoide. Agitar bem a ampola ou o frasco antes de extrair cada dose. Descartar sobras. Crianças aos 2 meses, 4 meses e 6 meses de idade. 1° reforço com 15 meses de idade. 2° reforço com 5 a 6 anos de i......

Ver Índice

03/07/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Difteria

...ção). • Eventos adversos: os eventos adversos locais e sistêmicos leves das vacinas acelulares são os mesmos das vacinas celulares, porém com menor freqüência e intensidade. Raramente, pode ocorrer febre > 4°C; convulsões febris, choro com 3 horas ou mais de duração e episódios hipotônico-hiporresponsivos (vide Manual dos Centros de Referência de Imunobiológicos Especiais). Vacina dT ......

Ver Índice

19/01/2017

Revisões

Tétano

... de unidades, IV, a cada 4-6h) é uma alternativa segura e eficaz. A duração do tratamento recomendada é de 7 a 10 dias. Em estudos, não houve diferença da mortalidade com metronidazol em comparação com a penicilina. Se uma infecção mista é suspeita, uma primeira, segunda ou terceira gerações de cefalosporinas são indicadas: cefazolina (1-2g, IV, a cada 8h), cefuroxima (2g, IV, a cada 6h) ou ceftr......

Ver Índice

24/06/2009

Biblioteca Livre

CAPÍTULO 4 – Sistema de Vigilância Epidemiológica de Eventos Adversos Pós-vacinais

...tervalos de 20 minutos, se necessário; • prometazina, 0,5-1mg/kg, via intramuscular; • acesso venoso; • hidrocortisona, 5mg/kg/dose, via intravenosa, podendo ser repetida a cada 4 ou 6 horas; • manter as vias aéreas permeáveis; • O2 sob máscara ou ambú ou entubação, segundo indicado e possível; • expansores de volume nos choques hipovolêmicos; • encaminhar......

Ver Índice

02/06/2016

Revisões Internacionais

Infecções no Trato Gastrointestinal

...o Em geral o prognóstico é excelente. Os ambientes que predispõem para a recorrência da doença são aqueles com condições de higiene abaixo do ideal, tais como creches ou locais onde vivem grandes aglomerações de pessoas. Infecções Gastrointestinais por E. coli Seis fenótipos de E. coli são os grandes responsáveis pelas infecções gastrointestinais: enterohemorrágico (0157:H7 é o mais comum), ......

Ver Índice

06/10/2015

Revisões Internacionais

Hepatite viral

...destes inibidores de protease tem aprovação para uso no tratamento dos genótipos 2 ou 3. O tratamento padrão para a doença dos genótipos 2 e 3, atualmente, continua sendo interferon peguilado e RBV [ver Tabelas 11 e 12]. A cura bem-sucedida da hepatite C leva a resultados melhores a longo prazo, incluindo uma mortalidade associada ao fígado diminuída, melhora dos escores de fibrose e neuroinflam......

Ver Índice

11/02/2015

Revisões

Tratamento farmacológico da síndrome da dependência de cocaína - crack

... agonistas dopaminérgicos. O uso de cocaína na presença de DSF permite níveis muito altos de dopamina, o que pode induzir ou exacerbar a psicose em alguns pacientes predispostos a transtornos psicóticos. Além disso, o DSF, quando usado junto com a cocaína, bloqueia o metabolismo da cocaína pela inibição da carboxilesterase microssomal e da colinesterase, os caminhos para o metabolismo da cocaína. ......

Ver Índice

Página:  de 5

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal