Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Vacina Dupla dt" obteve 32 resultados.

Página:  de 4

18/06/2012

Remédios

Vacina Contra Difteria e Tétano

...VACINA DUPLA (DT) Injetável infantil VACINA DUPLA (DT); VACINA CONTRA DIFTERIA E TÉTANO (Sanofi-Aventis) Armazenagem antes de aberto Sob refrigeração (2-8°C). O que é [toxoide diftérico + toxoide tetânico; vacina dupla]. Para que serve Difteria e tétano (prevenção). Como age Induz a formação de antitoxina contra o Corynebacterium diphtheriae e antitoxina contra o Clostridi......

Ver Índice

02/08/2010

Medicamentos Injetáveis - Utilização Segura

Vacina contra Difteria e Tétano

...O: vermelhidão na pele. GASTRINTESTINAL: falta de apetite; vômito. LOCAL DA INJEÇÃO: inchaço; enduração (um nódulo pode aparecer e permanecer por muitas semanas no local); irritação; sensação de agulhadas. MÚSCULO-ESQUELÉTICO: dor nas juntas ou muscular. SISTEMA NERVOSO CENTRAL: arrepios; febre; sonolência. OUTRO: choque anafilático; mal-estar. Atenção ao Utilizar Outros Produtos A vacin......

Ver Índice

20/08/2013

Revisões

Imunização em pacientes adultos

...que estejam em convívio domiciliar ou hospitalar com pacientes imunodeprimidos; · candidatos a transplante de órgãos, suscetíveis à doença, até pelo menos 3 semanas antes do ato cirúrgico, desde que não estejam imunodeprimidos; · imunocompetentes suscetíveis à doença e maiores de 1 ano de idade, no momento da internação em enfermaria onde haja caso de varicela; · antes da quimiot......

Ver Índice

18/06/2012

Remédios

Vacina Contra Difteria, Tétano e Coqueluche

...s que podem ocorrer (sem incidência definida) GASTRINTESTINAL: falta de apetite. LOCAL DA INJEÇÃO: vermelhidão e enduração no local da injeção (um nódulo pode se formar e durar várias semanas). SISTEMA NERVOSO CENTRAL: calafrios; convulsão; doença do cérebro; febre; irritação; mal-estar; sonolência. OUTROS: choque anafilático; vômito. Atenção com outros produtos A vacina contra difteria, ......

Ver Índice

02/08/2010

Medicamentos Injetáveis - Utilização Segura

Vacina contra Difteria, Tétano e Coqueluche

...steur) USO INJETÁVEL Injetável VACINA TRÍPLICE (DTP); PERTACEL O QUE É [toxoide diftérico + toxoide tetânico + vacina pertussis]. PARA QUE SERVE Difteria, tétano e coqueluche (prevenção). COMO AGE A vacina contra difteria, tétano e coqueluche induz a formação de anticorpos contra a toxina diftérica, toxina tetânica e anticorpos contra a Bordetella pertussis (que causa a coquel......

Ver Índice

03/07/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Difteria

... Diagnóstico Diferencial O diagnóstico diferencial da difteria deverá ser feito com as patologias descritas a seguir: • difteria cutânea – impetigo, ectima, eczema, úlceras; • difteria nasal – rinite estreptocócica, rinite sifilítica, corpo estranho nasal; • difteria amigdaliana ou faríngea – amigdalite estreptocócica, angina monocítica, angina de Plaut Vicent, agranuloci......

Ver Índice

24/06/2009

Biblioteca Livre

CAPÍTULO 4 – Sistema de Vigilância Epidemiológica de Eventos Adversos Pós-vacinais

... a 48 horas. Usar de preferência o paracetamol, na dose já indicada. • Ficar atento para a possibilidade de infecção intercorrente, que pode necessitar de tratamento apropriado. 2. Contra-indicação para doses subseqüentes Não há. Considerar a conveniência de antitérmico profilático. Convulsão Febril As convulsões febris são observadas geralmente entre os 6 meses a 6 anos de idad......

Ver Índice

24/09/2014

Revisões Internacionais

HIV e SIDA - Christopher J. Hoffmann, Joel E. Gallant

... MG, Choi MJ, Longenecker JC, et al: Nephrotic range proteinuria and CD4 count as noninvasive indicators of HIV-associated nephropathy. Am J Med 118:1288, 2005 176. Estrella M, Fine DM, Gallant JE, et al: HIV type 1 RNA level as a clinical indicator of renal pathology in HIV-infected patients. Clin Infect Dis 43:377, 2006 177. Roling J, Schmid H, Fischereder M, et al: HIV-assoc......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...plasmose, sífilis, malária, citomegalovírus, herpes, varicela-zoster, HIV, hepatite B, enterovírus, dentre outras. Tratamento Não há tratamento especifico. Características Epidemiológicas Antes da introdução da vacina nos programas de imunização, ocorriam surtos de Rubéola a cada 3 – 6 anos, com consequente aumento no numero de casos da SRC nesses períodos. No Brasil, a vacina tríplice v......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

... a introdução do vírus no país. A confirmação deve ser laboratorial e a coleta de espécimes clínicos para a identificação viral deve ser realizada no primeiro contato com o paciente. O vírus identificado deve circular no país por mais de 12 meses. Assim, o país deixa de ser uma área livre da circulação do vírus autóctone. Medidas de Controle Vacinação A vacina é a única forma de prevenir a o......

Ver Índice

Página:  de 4

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal