FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Propofol

Última revisão: 27/12/2009

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [>Link Livre para o Documento Original>>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>> >>>

>>Propofol>>>>>

>>> >>>>

>Thais Furtado de Souza>>>>>

>> >>>

>>Na Rename 2006: item 1.1.2>>>>>

>>> >>>>

>>APRESENTAÇÃO>>>>>>>>

>        >>>Emulsão injetável 10 mg/mL.>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÕES>4,5>>>>>>>>>

>      >>>Indução e manutenção da anestesia geral.>>>>

>      >>>Tratamento de agitação em pacientes intubados e em ventilação mecânica.>>>>

>>> >>>>

>>CONTRA-INDICAÇÕES>4,5,9,13>>>>>>>>>

>      >>>Hipersensibilidade ao fármaco.>>>>

>      >>>Nos casos em que a anestesia geral ou sedação são contra-indicadas.>>>>

>>> >>>>

>>PRECAUÇÕES>2-5,9,13>>>>>>>>>

>      >>>Ajustar a dose em pacientes idosos e debilitados.>>>>

>      >>>Uso pediátrico aprovado para pacientes acima de 3 anos (indução anestésica) e acima de 2 meses (manutenção anestésica).>>>>

>      >>>Cautela em pacientes com hiperlipidemia, hiperlipoproteinemia, diabetes melito, pancreatite, hipotensão, hipovolemia, doença cardíaca grave, doença respiratória, epilepsia, pressão intracraniana aumentada, doença hepática grave.>>>>

>      >>>A suspensão abrupta da infusão pode ocasionar rápido despertar, ansiedade, agitação, tremor, irritabilidade.>>>>

>      >>>Propofol não induz analgesia. Se necessário, analgésico precisa ser dado concomitantemente.>>>>

>      >>>A sedação não está indicada em menores de 17 anos.>>>>

>      >>>A administração intravenosa rápida pode ocasionar depressão cardiorrespiratória, principalmente, em pacientes idosos, debilitados ou hipovolêmicos.>>>>

>      >>>Categoria de risco na gravidez (FDA): B (ver apêndice A).>>>>

>> >>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>2-5>>>>>>

>Adultos>>

>>Indução da Anestesia>>>>>>>

>      >>>De 2 a 2,5 mg/kg, por via intravenosa. Ou: 20-40 mg, por infusão intravenosa, até obtenção de resposta.>>>>

>      >>>Pacientes idosos, debilitados ou hipovolêmicos: 1-1,5 mg/kg, por via intravenosa, a cada 10 segundos, até obtenção de resposta.>>>>

>> >>>

>>Manutenção da Anestesia>>>>>>>

>      >>>De 6 a 12 mg/kg/hora, por infusão intravenosa. Ou: 25-50 mg, por via intravenosa; repetir de acordo com a resposta.>>>>

>      >>>Pacientes idosos, debilitados ou hipovolêmicos: 3-6 mg/kg/hora, por infusão intravenosa.>>>>

>> >>>

>>Sedação em Tratamento Intensivo>>>>>>>

>      >>>De 0,3 a 4 mg/kg/hora, por infusão intravenosa.>>>>

>>> >>>>

>>Sedação em Procedimento Diagnóstico ou Cirúrgico>>>>>>>

>      >>>De 0,5 a 1 mg/kg, por infusão intravenosa durante 1 a 5 minutos (inicial), seguida de infusão intravenosa à velocidade de 1,5 a 4,5 mg/kg/hora (manutenção).>>>>

>>> >>>>

>Crianças>>

>>Indução da Anestesia>>>>>>>

>      >>>Criança acima de 2 meses: 2,5-3,5 mg/kg, por via intravenosa lenta, até obtenção de resposta.>>>>

>>> >>>>

>>Manutenção da Anestesia>>>>>>>

>      >>>Crianças acima de 3 anos: 7,5-18 mg/kg/hora, por infusão intravenosa.>>>>

>>> >>>>

>>Sedação em Tratamento Intensivo>>>>>>>

>      >>>De 200 a 300 microgramas/kg/minuto, por infusão intravenosa.>>>>

>      >>>Diminuir a dose após 30 minutos caso não haja sinais de anestesia.>>>>

>      >>>Velocidade usual de infusão: 125-150 microgramas/kg/minuto.>>>>

>>> >>>>

>>Sedação em Procedimento Diagnóstico ou Cirúrgico>>>>>>>

>      >>>De 0,5 a 1 mg/kg, por infusão intravenosa durante 1 a 5 minutos (inicial), seguida de infusão intravenosa à velocidade de 1,5 a 4,5 mg/kg/hora (manutenção).>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES>5,9,13>>>>>>>>>

>      >>>Início da ação: 10 a 50 segundos.>>>>

>      >>>Duração de ação: 3 a 10 minutos.>>>>

>      >>>Metabolismo: hepático.>>>>

>      >>>Excreção: renal.>>>>

>      >>>Meia-vida: até 3 dias.>>>>

>>> >>>>

>>EFEITOS ADVERSOS>2,4,5>>>>>>>>>

>      >>>Apnéia (freqüente).>>>>

>      >>>Hipotensão.>>>>

>      >>>Movimentos coreiformes.>>>>

>      >>>Queimação ou dor no local de injeção.>>>>

>      >>>Arritmias.>>>>

>      >>>>Rash>>, prurido.>>>>

>      >>>Hiperlipidemia.>>>>

>      >>>Acidose respiratória.>>>>

>>> >>>>

>>INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS>5>>>>>>>>>

>      >>>Aumento de efeito de propofol: anestésicos, benzodiazepinas, opióides, fenotiazinas, antidepressivos, bupivacaína e lidocaína.>>>>

>      >>>Suxametônio (succinilcolina): pode resultar em bradicardia. Monitorizar função cardíaca.>>>>

>      >>>Uso simultâneo de fentanila e propofol em crianças pode ocasionar bradicardia.>>>>

>      >>>Propofol pode potencializar o efeito de vecurônio.>>>>

>> >>>

>>ORIENTAÇÃO AOS PACIENTES>4>>>>>>>>>

>      >>>Alertar para evitar atividades que requerem atenção e coordenação motora durante o período de 24 horas pós-anestesia.>>>>

>      >>>Reforçar a necessidade de evitar o uso de bebida alcoólica e depressores do SNC durante o período de 24 horas pós-anestesia.>>>>

>      >>>Orientar para ficar atento para sinais e sintomas de efeitos adversos, especialmente pancreatite.>>>>

>>> >>>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>4,5,9,13>>>>>>>>>

>      >>>Estocar em temperatura de 4 a 22°C. Evitar congelamento. Proteger da luz.>>>>

>      >>>Agitar antes de usar. Não utilizar se as fases de emulsão estiverem separadas.>>>>

>      >>>Não precisa ser diluído. Entretanto, caso a diluição seja necessária, utilizar dextrose 5%. A concentração mínima de propofol deve ser 0,2%, na qual é estável por até 8 horas, em temperatura ambiente.>>>>

>      >>>Após a abertura do frasco original, a administração deve ser realizada dentro do período de 12 horas. Se for transferido do seu frasco original, a administração deve ser realizada dentro do período de 6 horas. Desprezar as porções não utilizadas.>>>>

>      >>>Incompatível com aminoglicosídeos, anfotericina B coloidal, tosilato de bretílio, cloreto de cálcio, ciprofloxacino, diazepam, cloridrato de doxorrubicina, cloridrato de verapamil, fenitoína sódica, cloridrato de mitoxantrona, cloridrato de minociclina, cloridrato de metoclopramida, succinato sódico de metilprednisolona, metotrexato sódico, cloridrato de remifentanila.>>>>

>      >>>Compatível com: solução fisiológica, solução de glicose a 5%, Ringer lactato e cloridrato de lidocaína.>>>>

>> >>>

>>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>>>>>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.