FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Cloridrato de Amitriptilina

Última revisão: 27/12/2009

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [Link Livre para o Documento Original>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>> >>>

>>Cloridrato de Amitriptilina>>>>>

>> >>>

>Isabella Campagnuci Knust>>>>>

>> >>>

>>Na Rename 2006: itens 2.3 e 12.2>>>>>

>>> >>>>

>>APRESENTAÇÃO>>>>>>>

>      >>>Comprimido 25 mg.>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÕES>5,8>>>>>>>>

>      >>>Depressão maior, particularmente quando sedação é necessária, fase depressiva da doença bipolar.>>>>

>      >>>Profilaxia de enxaqueca (tratamento intercrises).>>>>

>      >>>Tratamento de outras dores crônicas, especialmente as neuropáticas.>>>>

>      >>>Enurese noturna.>>>>

>>> >>>>

>>CONTRA-INDICAÇÕES>5,8>>>>>>>>

>      >>>Infarto do miocárdio recente, arritmias cardíacas, doença hepática grave, fase de mania da doença bipolar, porfiria.>>>>

>      >>>Hipersensibilidade ao fármaco ou a outros antidepressivos tricíclicos (sensibilidade cruzada).>>>>

>      >>>Uso de inibidores da monoamina oxidase nos últimos 14 dias.>>>>

>> >>>

>>PRECAUÇÕES>1,5,8>>>>>>>>

>      >>>Em pacientes com cardiopatia, nefropatia, epilepsia, hipertrofia prostática, hipertireoidismo, glaucoma de ângulo estreito, ideação suicida, transtorno bipolar, esquizofrenia ou distúrbios cognitivos.>>>>

>      >>>Redução de dosagem em idosos.>>>>

>      >>>Suspensão gradual de tratamento.>>>>

>      >>>Alerta para dirigir ou outras tarefas que exijam atenção e coordenação motora.>>>>

>      >>>Pode aumentar os riscos da terapia com eletrochoque concomitante.>>>>

>      >>>Cuidado durante a amamentação.>>>>

>      >>>Categoria de risco na gravidez (FDA): C (ver apêndice A).>>>>

>>> >>>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>1,4-6,8>>>>>>>>

>Adultos>>

>>Depressão>>>>>>>

>      >>>Dar 25 mg, por via oral, uma vez à noite; a dose pode ser aumentada a cada 2 dias até 75 mg.>>>>

>      >>>Incrementos semanais subseqüentes de 50 mg até doses terapêuticas médias entre 150 a 300 mg.>>>>

>      >>>Em geral após 4 a 6 semanas de tratamento, os pacientes se tornam assintomáticos. As doses às quais responderam continuam a ser dadas por 3 a 4 meses, com redução gradual à metade, mantendo-se o tratamento até completar 6 a 12 meses, para evitar recidivas.>>>>

>      >>>Na retirada gradual, diminui-se a dose em 25 mg a cada 2 ou 3 dias. Se os sintomas reaparecem, retomam-se os níveis iniciais.>>>>

>> >>>

>>Profilaxia de Enxaqueca>>>>>>>

>      >>>De 10 a 25 mg, por via oral, ao deitar; dose usual: 75 mg por dia, durante 6 a 12 meses.>>>>

>>> >>>>

>>Dor Crônica>>>>>>>

>      >>>Dar 25 mg ao deitar, por via oral; a dose pode ser aumentada até 100 mg por dia.>>>>

>>> >>>>

>Idosos>>

>>Depressão>>>>>>>

>      >>>De 10 a 25 mg, por via oral, ao deitar; se bem tolerada, a dose pode ser aumentada em 25 mg a cada semana; dose média: 25 a 150 mg/dia.>>>>

>> >>>

>Adolescentes>>

>>Depressão>>>>>>>

>      >>>De 25 a 50 mg/dia, por via oral, ao deitar ou fracionados em duas doses; aumento gradual até 100 mg/dia.>>>>

>> >>>

>Crianças>>

>>Depressão>>>>>>>

>      >>>Dar 1 mg/kg/dia, por via oral, com fracionamento em 3 doses.>>>>

>>> >>>>

>>Profilaxia de Enxaqueca>>>>>>>

>      >>>Dar 0,25 mg/kg/dia, por via oral, ao deitar; pode-se aumentar gradualmente a dose até 1 mg/kg/dia, durante 6 a 12 meses.>>>>

>> >>>

>>Dor Crônica>>>>>>>

>      >>>Dar 0,1 mg/kg, por via oral, ao deitar; pode-se aumentar a dose até 0,5 a 2 mg/kg/dia.>>>>

>>> >>>>

>>Enurese Noturna>>>>>>>

>      >>>Crianças a partir de 4 anos: 25 mg, via oral, ao deitar.>>>>

>>> >>>>

>>ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES>4>>>>>>>>

>      >>>Período de latência de 2 a 3 semanas.>>>>

>      >>>Pico sérico em torno de 4 horas, pelo que deve ser dado ao deitar (efeito sedativo máximo durante o sono).>>>>

>      >>>Meia-vida: 10 a 26 horas.>>>>

>      >>>Distribuição: atravessa a placenta e se excreta no leite materno.>>>>

>      >>>Metabolização exclusivamente hepática, gerando o metabólito ativo nortriptilina.>>>>

>      >>>Eliminação renal (18% em forma ativa) e fecal (pequena proporção).>>>>

>>> >>>>

>>EFEITOS ADVERSOS>1,4-6,8>>>>>>>>

>      >>>Hipotensão ortostática (que pode levar a quedas em idosos), lipotímia, distúrbios na repolarização ventricular, transtornos de condução cardíaca, taquicardia, alterações eletrocardiográficas.>>>>

>      >>>Sedação, tontura, insônia, hipomnésia, fadiga, ansiedade, tremores finos de extremidades, disartria, incoordenação motora, desorientação, diminuição do limiar convulsivo, sintomas extrapiramidais.>>>>

>      >>>Secura na boca, estomatite, gosto amargo, aumento do apetite, anorexia, dispepsia, diminuição da função hepática, diarréia, constipação, náusea, vômito.>>>>

>      >>>Retenção urinária, especialmente em idosos com hipertrofia prostática.>>>>

>      >>>Efeitos anticolinérgicos: boca seca, midríase, cicloplegia, retenção urinária, diminuição da motilidade gastrintestinal, taquicardia.>>>>

>      >>>Leucopenia, agranulocitose, eosinofilia, trombocitopenia, púrpura.>>>>

>      >>>Urticária, fotossensibilidade.>>>>

>      >>>Ganho de peso, ginecomastia, galactorréia, aumento testicular e diminuição da libido.>>>>

>      >>>Na superdosagem aguda ocorrem hipotermia, agitação, confusão, delírio, alucinações, convulsões, hipotensão, taquicardia, coma e eventualmente morte.>>>>

>>> >>>>

>>ORIENTAÇÕES AOS PACIENTES>8>>>>>>>>

>      >>>Orientar para não fazer uso de bebidas alcoólicas.>>>>

>      >>>Orientar para não suspender o uso de maneira repentina.>>>>

>      >>>Alertar para tempo de latência para início da resposta terapêutica.>>>>

>      >>>Orientar que pode afetar a capacidade de realizar atividades que exigem atenção e coordenação motora como operar máquinas e dirigir.>>>>

>      >>>Orientar para mudança na freqüência cardíaca e a levantar-se mais lentamente para evitar hipotensão ortostática.>>>>

>> >>>

>>INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS>4-6,8>>>>>>>>

>      >>>Diminuição de efeito do antidepressivo (indução de enzimas que inativam a amitriptilina): nicotina (tabaco), barbitúricos, hidrato de cloral, fenitoína e carbamazepina.>>>>

>      >>>Aumento de efeito do antidepressivo (inibição do metabolismo de amitriptilina): antipsicóticos (especialmente fenotiazinas), bloqueadores seletivos da recaptação de serotonina, metilfenidato, cimetidina, contraceptivos orais, dissulfiram e fenfluramina.>>>>

>      >>>Potencialização dos efeitos de: álcool e outros depressores do sistema nervoso central; fármacos anticolinérgicos (anti-histamínicos H1, antiparkinsonianos e neurolépticos); inibidores da monoamina oxidase; quinidina, procainamida, amiodarona (aumento de cardiotoxicidade), anfetaminas, claritromicina, cisaprida, droperidol, epinefrina, eritromicina, fluconazol, fluoxetina, gatifloxacino, haloperidol, halotano e varfarina.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>8>>>>>>>>

>      >>>Conservar entre 15 e 30°C, em recipientes bem fechados e ao abrigo da luz.>>>>

>>> >>>>

>>ATENÇÃO: os efeitos terapêuticos podem demorar até 15 dias para se manifestar. Monitorização contínua de pressão arterial e freqüência cardíaca nas semanas iniciais.>>>>>>

>> >>>>

>>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>>>>>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.