FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Fator IX de Coagulação

Última revisão: 24/05/2010

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [>Link Livre para o Documento Original>>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>>> >>>>

>>Fator IX de Coagulação>>>>>

>> >>>

>Sheila Silva Monteiro Lodder Lisboa>>>>>

>>> >>>>

>>Na Rename 2006: item 14.4>>>>>

>>> >>>>

>>APRESENTAÇÃO>>>>>>>

>      >>> para solução injetável 200 UI, 250 UI e 500 UI (concentrado de alta pureza; AE superior a 50 UI/mg).>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÕES>1,2,13>>>>>>>>

>      >>>Tratamento e profilaxia de hemorragia em deficiência congênita de fator IX.>>>>

>      >>>Tratamento de hemofilia B.>>>>

>>> >>>>

>>CONTRA-INDICAÇÕES>2,5>>>>>>>>

>      >>>Coagulação intravascular disseminada.>>>>

>      >>>Hipersensibilidade a proteínas murinas.>>>>

>>> >>>>

>>PRECAUÇÕES>2,4-6,13>>>>>>>>

>      >>>Coagulação intravascular disseminada, fibrinólise, doença hepática, neonatos e pós-operatório predispõem a complicações tromboembólicas (alterações na pressão arterial ou freqüência de pulso, distúrbio respiratório, dor peitoral, tosse), menos freqüentes nas preparações mais purificadas.>>>>

>      >>>Desenvolvimento de inibidores de fator IX; risco aumentado de hipersensibilidade, incluindo anafilaxia.>>>>

>      >>>Presença de plasma humano no medicamento acarreta risco potencial de transmissão de infecções virais, como hepatite B, aids e outras.>>>>

>      >>>Com altas doses, risco aumentado de infarto do miocárdio, coagulação intravascular disseminada, trombose venosa e embolia pulmonar.>>>>

>      >>>Indução de tolerância imune, com risco potencial de síndrome nefrótica.>>>>

>      >>>Pacientes com diagnóstico recente de hemofilia A devem receber vacinas contra hepatite A e hepatite B, para reduzir o risco de adquirir essas doenças de produtos contendo Fator IX.>>>>

>      >>>Categoria de risco na gravidez (FDA): C.>>>>

>      >>>Lactação.>>>>

>      >>>Neonatos: risco de hepatite.>>>>

>> >>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>5,13>>>>>>>>

>Adultos>>

>>Profilaxia de Sangramento>>>>>>>

>      >>>Procedimentos odontológicos (50% do nível normal de Fator IX): 50 UI/kg, por via intravenosa, antes do procedimento. Repetir se ocorrer sangramento.>>>>

>>> >>>>

>>Tratamento de Sangramento>>>>>>>

>      >>>Hemorragia leve (20-30% do nível normal de Fator IX): 20-30 UI/kg, por infusão intravenosa lenta, duas vezes ao dia até cessar hemorragia e obter cicatrização.>>>>

>      >>>Hemorragia moderada (25-50% do nível normal de Fator IX): 25-50 UI/kg, por infusão intravenosa lenta, duas vezes ao dia até cessar hemorragia e obter cicatrização.>>>>

>      >>>Hemorragia grave (50% do nível normal de Fator IX): 30-50 UI/kg, por infusão intravenosa lenta, duas vezes ao dia, por 3 a 5 dias. Depois, 20 UI/kg, por via intravenosas, duas vezes ao dia, por até 10 dias.>>>>

>      >>>Cirurgia (50-100% do nível normal de Fator IX): 50-100 UI/kg, por via intravenosa, duas vezes por dia, por 7 a 10 dias.>>>>

>> >>>

>Adultos e Crianças>>

>>Tratamento de Hemofilia B>>>>>>>

>      >>>Por infusão intravenosa lenta, administrar doses de acordo com as necessidades do paciente e a preparação específica empregada.>>>>

>> >>>

>Crianças>>

>>Tratamento de Sangramento>>>>>>>

>      >>>Dose necessária = massa corpórea (kg) x aumento desejável do fator IX (%) x 1 UI/kg.>>>>

>> >>>

>Observações>>>>>

>      >>>Método de administração: injeção intravenosa lenta ou infusão intravenosa. A velocidade deve ser individualizada de acordo com o produto e a resposta do paciente.>>>>

>      >>>Dose do fator IX é expressa em unidade de atividade e deve ser cuidadosamente individualizada. A dose necessária para estabilizar a hemostasia em pacientes com hemofilia B é muito variável em função do paciente e da condição clínica.>>>>

>      >>>A seguinte fórmula pode ser empregada como orientação para dose capaz de alcançar um determinado aumento percentual no nível de fator IX: unidades necessárias = massa corpórea (em kg) x unidades/kg x aumento desejado no fator IX (% do normal).>>>>

>> >>>

>>EFEITOS ADVERSOS>2,13>>>>>>>>

>      >>>Cefaléia, tontura, reações alérgicas (urticária), tremores, febre, rubor, náusea, vômito, sonolência, letargia, alterações em pressão arterial e freqüência de pulso.>>>>

>> >>>

>>ORIENTAÇÃO AO PACIENTE>4-6>>>>>>>>

>      >>>Orientar pacientes para portar cartão de identificação informando ser portador de hemofilia A ou hemofilia B.>>>>

>      >>>Orientar para retirar o medicamento da geladeira antes da hora de usá-lo e injetar quando estiver à temperatura ambiente.>>>>

>      >>>Orientar para não congelar o medicamento.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>5,13>>>>>>>>

>      >>>O complexo fator IX é um concentrado estéril e congelado dos fatores da coagulação II, VII, IX e X, proveniente de plasma venoso fresco. preparação de alta pureza de fator IX, sem quantidades eficazes dos outros fatores, bem como preparação de fator IX recombinante.>>>>

>      >>>Armazenar o a 2-8°C. Não congelar o diluente. Antes da reconstituição, colocar o frasco do fator IX liofilizado à temperatura ambiente, mas não acima de 37°C.>>>>

>      >>>Soluções reconstituídas devem ser inspecionadas visualmente para identificar presença de partículas ou coloração, devem ser filtradas antes da administração que deve ser feita imediatamente após a dissolução.>>>>

>      >>>O fator IX é expresso em Unidades Internacionais (UI), cada unidade correspondendo à média da atividade do fator IX presente em 1 mL de plasma fresco coletado em menos de 1 hora.>>>>

>> >>>

>>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>>>>>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.