FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Anexo ii" obteve 80 resultados.

Página:  de 8

06/06/2009

Biblioteca Livre

ANEXO A – Doses e Administração dos Anti-retrovirais

...ou “gelatinosa” Associado com RTV: SQV 1.000 mg 2x/dia + RTV 100 mg 2x/dia ou SQV 400 mg 2x/dia + RTV 400 mg 2x/dia Associado com LPV: SQV 1.000 mg 2x/dia + LPV/r 400/100 mg (3 cápsulas) 2x/dia 1 – 2h Quando associado ao RTV, não é necessário administrar com alimentos gordurosos. ENFUVIRTIDA (T20) ENF Frascos descartáveis com 108 mg para reconstituição em 1,1 ml de água ......

Ver Índice

06/06/2009

Biblioteca Livre

ANEXO B – Custo (US$) do Tratamento dos Anti-retrovirais (Uso Adulto) (Brasil, 2008)

...NAVIR (ATV) Cápsula 200 mg 2,280 4,56 1.664,40 FOSAMPRENAVIR (FPV) 700 mg 3,000 - - - FPV (1.400 mg/dia) com booster RTV (200 mg/dia) - 6,56 2.396,15 INDINAVIR (IDV) Cápsula 400 mg 0,537 - - - IDV (1.600 mg/dia) com booster RTV (200 mg/dia) - 2,71 990,38 LOPINAVIR/RITONAVIR (LPV/r) Comprimido 200 mg + 50 mg 0,685 2,74 1......

Ver Índice

26/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Anexo A

..._______________________________________________________________________________________ 2) Quanto tempo para cada emprego ou atividade? _________________________________________________________________________________ SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO Consta no documento: “Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte ......

Ver Índice

26/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Anexo B

...OGRAFIAS PADRÃO DA OIT) O objetivo da Classificação é codificar as anormalidades radiográficas das pneumoconioses de maneira simples e reprodutível. A Classificação não define entidades patológicas nem leva em consideração a capacidade de trabalho. Não implica definições legais de pneumoconioses com vistas a indenizações e não estabelece ou sugere até que ponto a indenização é devida. A Classifi......

Ver Índice

26/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Anexo C

... DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO Consta no documento: “Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.” O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente. Anexo C Anexo C Anexos......

Ver Índice

26/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Anexo D

...UÇÃO EM INVESTIGAÇÃO DE PNEUMOCONIOSES A TCAR deve ser realizada utilizando a técnica de alta quilovoltagem (kVp) e miliamperes (mA), com cortes de 1,5mm a 2,0mm de espessura, 15mm de intervalo, tempo de exposição de 1,5 segundos de todo o tórax e com reconstrução da imagem com algoritmos de alta freqüência espacial 512x512. O exame deve ser realizado em decúbito ventral. A padronização de imagem......

Ver Índice

26/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Anexo E

...IREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO Consta no documento: “Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.” O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente. Anexo E Anexo E Anexos P......

Ver Índice

25/10/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

ANEXO I: Orientação para Exame Físico

... anal à procura de massas. Utilizando a mesma técnica abdomino-vaginal, as estruturas pélvicas são novamente palpadas. Deve-se prestar atenção especial ao septo retovaginal, aos ligamentos uterossacrais, ao fundo de saco e ao fundo uterino posterior. É durante este exame que melhor se encontram massas do fundo de saco de Douglas, sendo indicado na suspeita de abscesso pélvico. SOBRE OS DIREITO......

Ver Índice

25/10/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

ANEXO II: Roteiros para Aconselhamento

...aúde Programa Nacional de DST e Aids Brasília / DF – 2006 ACONSELHAMENTO PARA DST • apresentar-se e buscar a construção de vínculo com o cliente • acolher e situar o cliente no serviço • reafirmar o caráter confidencial e o sigilo das informações • identificar com clareza as necessidades do usuário ou do grupo; • facilitar a expressão de sentimentos e prestar ap......

Ver Índice

25/10/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

ANEXO III: Cartão para Notificação dos Parceiros

...ição [Link Livre para o Documento Original] Série Manuais n. 68 MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Vigilância em Saúde Programa Nacional de DST e Aids Brasília / DF – 2006 SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO Consta no documento: “Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer f......

Ver Índice

Página:  de 8

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal