FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Antimicrobianos em Neutropenia Febril – Parte 2" obteve 13 resultados.

Página:  de 2

06/09/2011

Artigos

Antimicrobianos em Neutropenia Febril – Parte 1

...a empírica ao esquema inicial de antibióticos. Se uma infecção é identificada, os antibióticos devem ser ajustados de acordo (A-I). Infecções documentadas do ponto de vista clínico e/ou microbiológico devem ser tratadas com antibióticos apropriados para o local da infecção e conforme a suscetibilidade de qualquer organismo que seja isolado (A-I). Se vancomicina ou outra cobertura para organismo......

Ver Índice

08/09/2011

Artigos

Antimicrobianos em Neutropenia Febril – Parte 2

...não devem receber antifúngicos (B-II). Terapia antifúngica deve ser instituída na presença de qualquer um desses indicativos de possível infecção fúngica invasiva. Em pacientes de baixo risco, o risco de infecção fúngica invasiva é baixo, e não se recomenda o uso de rotina de terapia antifúngica (A-III). Quando deve ser dada profilaxia antifúngica e com quais agentes? Profilaxia contra infe......

Ver Índice

06/12/2012

Revisões Internacionais

Terapia antimicrobiana – Paul S. Pottinger, Timothy H. Dellit

... neste caso seja bastante limitada. A emergência da resistência à clindamicina durante a terapia de infecções causadas por S. aureus e estreptococos beta-hemolíticos levou à recomendação da realização do teste de dupla difusão em disco (isto é, o “teste da zona D” de eritromicina-clindamicina) para isolados resistentes à eritromicina, antes de se iniciar o tratamento com clindamicina.64 O teste da......

Ver Índice

16/12/2013

Revisões Internacionais

Pneumonia e outras infecções pulmonares – Joel T. Katz

...c delivery and appropriate antibiotic selection reduce length of hospital stay of patients with community-acquired pneumonia: link between quality of care and resource utilization. Arch Intern Med 2002;162:682. 63. Carbonara S, Monno L, Longo B, Angarano G. Commu­nity-acquired pneumonia. Curr Opin Pulm Med 2009;15: 261–73. 64. Jackson LA, Neuzil KM, Yu O, et al. Effectiveness......

Ver Índice

13/09/2016

Revisões

Neutropenia Febril

...o do alto custo somado ao pequeno benefício que parecem ter. Ainda assim, grande parte dos hematologistas e oncologistas o utilizam, normalmente na dose de 300 U/dia (5 U/kg/dia) até revertida a neutropenia, com o argumento de que a reversão precoce da neutropenia favoreceria a aplicação, sem atraso, do próximo ciclo de quimioterapia, permitindo um benefício secundário. Em situações específicas co......

Ver Índice

07/10/2014

Revisões Internacionais

Hipertermia, febre e febre de origem indeterminada

...e controle térmico falham, então a produção de calor excede a dissipação do calor. Em contraste, na febre, o ponto de ajuste térmico hipotalâmico aumenta, e os mecanismos de controle térmico intactos são mobilizados para elevar a temperatura corporal até o novo ponto de ajuste. A distinção entre febre e hipertermia é mais do que acadêmica: a hipertermia é mais bem tratada com a adoção de métodos d......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

D

...idade. t Doenças infecciosas. t Arritmias (7%), hipotensão (2%), insuficiência cardíaca congestiva (1%). t Amenorreia (61,7%). t Observação: Em parte, os Efeitos adversos ao docetaxel ocorrem quando são administradas doses de 100 mg/m2 a cada 3 semanas. Interações de medicamentos t Cetoconazol, ciclosporina, eritromicina, itraconazol, ritonavir, troleandomicina: aumento do risco de toxici......

Ver Índice

01/09/2016

Revisões Internacionais

Hipertermia e febre e febre de origem indeterminada

...por enfermidades raras e exóticas. A monografia clássica de Petersdorf e Beeson59 especifica três critérios para definir FOI: 1. Duração: pelo menos 3 semanas de duração: este requisito exclui a maioria das febres de curta duração de origem indeterminada ou de origem viral e a maior parte das febres pós-operatórias. 2. Magnitude: temperaturas acima d......

Ver Índice

19/02/2014

Revisões Internacionais

Infecções do trato urinário – Kalpana Gupta, Walter E. Stamm

..., o curso da terapia tem erradicado com sucesso a infecção, e não há foco isolado, porém os organismos são reintroduzidos a partir do reservatório fecal. As recidivas são, na maioria, consideradas reinfecções.5 Estudos sobre a história natural de ITU recorrente em mulheres constataram que a taxa de recidivas varia de 0,3 a 7,6 infecções/paciente/ano, com uma taxa média de 2,6 infecções/ano.10 Há a......

Ver Índice

29/08/2018

Revisões Internacionais

Infecções do Trato Urinário

...acteriana é geralmente causada pelos mesmos bacilos gram-negativos causadores de ITU em mulheres. Pelo menos 80% destas infecções são causadas por E. coli. A patogênese desta condição é pouco conhecida. As substâncias antibacterianas presentes nas secreções prostáticas provavelmente conferem proteção contra estas infecções. O painel de consenso especializado do National Institutes of Health reco......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.