FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Vacina Triplice" obteve 40 resultados.

Página:  de 4

04/04/2010

SEÇÃO A – MEDICAMENTOS USADOS EM MANIFESTAÇÕES GERAIS DE DOENÇAS

Vacina Tríplice Bacteriana contra Difteria, Tétano e Coqueluche (DTP)

...AÇÃO • Suspensão injetável. INDICAÇÃO1 • Imunização ativa contra difteria, tétano e coqueluche em crianças com menos de 7 anos e mulheres em idade fértil HIV-positivas assintomáticas e sintomáticas. CONTRA-INDICAÇÕES1,4,386 • Crianças com quadro neurológico em atividade ou que tenham apresentado quaisquer das seguintes manifestações após aplicação da primeira dose desta v......

Ver Índice

04/04/2010

SEÇÃO A – MEDICAMENTOS USADOS EM MANIFESTAÇÕES GERAIS DE DOENÇAS

Vacina Tríplice Viral contra Sarampo, Rubéola e Caxumba (SRC)

...ógica inadequada à vacina. Se possível, retardar a administração da vacina em indivíduos imunodeprimidos com altas doses de corticosteróides. No entanto, o julgamento clínico do médico responsável deve prevalecer. A imunização deve ser feita de 2 a 4 semanas antes do início da terapia com ciclosporina. Não é recomendada a vacinação enquanto o indivíduo estiver fazendo uso de micofenolato de mofeti......

Ver Índice

07/08/2015

Artigos

Vacina Tríplice Viral Não Tem Ligação com Autismo

...umps-rubella) e o desenvolvimento de autismo. Nunca houve um dado que comprovasse tal ligação, mas a informação é propagada, levando a menores níveis de vacinação. A seguir veremos um estudo dirigido para responder a essa pergunta de forma objetiva. O Estudo Este foi um estudo de coorte retrospectivo utilizando um banco de dados de um plano de saúde nos EUA. Os participantes foram as crianças......

Ver Índice

24/06/2009

Biblioteca Livre

CAPÍTULO 4 – Sistema de Vigilância Epidemiológica de Eventos Adversos Pós-vacinais

... linfáticos (“ínguas”) SEM flutuação ou supuração 5 Linfadenomegalia maior que 3 cm supurada Aumento dos gânglios linfáticos (“ínguas”) COM flutuação ou supuração 7 Linfadenomegalia não supurada Aumento dos gânglios linfáticos (“ínguas”) SEM flutuação ou supuração 8 Linfadenomegalia supurada Aumento dos gânglios linfáticos (“ínguas”) COM flutuação ou supuração ......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

... o caso IgM – Descartar o caso Após 28 dias IgM + Confirmar o caso IgM – Embora não se possa afirmar que não houve infecção recente, descartar o caso Quadro 27. Rubéola em gestante sintomática Coleta da amostra Resultado Classificação do caso Do 1º ao 4º dia IgM + Confirmar o caso IgM – Realizar pesquisa de IgG IgG + Descarta......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...ar os casos suspeitos da SRC. Notificação Doenca de notificação compulsória e investigação obrigatória. Definição de Caso Suspeito Caso suspeito de Rubéola é todo paciente que apresente febre e exantema maculopapular, acompanhado de linfadenopatia retroauricular, occipital e cervical, independente da idade e situação vacinal, ou todo individuo suspeito com historia de viagem ao exterior......

Ver Índice

11/02/2015

Remédios

Vacina Contra Difteria, Tétano e Coqueluche

...ta ou outra vacina; adulto e criança acima de 7 anos; criança com mais de 7 anos que já tiveram coqueluche (nesse caso, usar a vacina dupla infantil); doença do sistema nervoso central; doença grave febril; encefalopatia progressiva; epilepsia não controlada; gravidez, AMAMENTAÇÃO. Avaliar riscos x Benefícios história familiar de convulsões; suspeita de doença neurológica; distúrbios de coagu......

Ver Índice

02/09/2009

Biblioteca Livre

7 Imunizações

...ois meses com um reforço aos 15 meses. Para as crianças com mais de 15 meses, fazer somente uma dose; 3 – Vacina contra a Hepatite B (recombinante ) – três doses sendo as duas primeiras com intervalo mínimo de um mês e a terceira, seis meses após a primeira; 4 – Vacina contra o Streptpcoccus pneumoniae – polissacáride – uma dose após 2 anos de idade com um r......

Ver Índice

02/08/2010

Medicamentos Injetáveis - Utilização Segura

Vacina contra Difteria, Tétano e Coqueluche

...coqueluche). COMO SE USA Uso Injetável ADMINISTRAÇÃO: Via Intramuscular. USO INJETÁVEL – DOSES Crianças Aos 2 Meses, 4 Meses e 6 Meses de Idade · 1º reforço com 15 meses de idade. · 2º reforço com 5 a 6 anos de idade. · Com 15 anos de idade, e a partir daí a cada 10 anos, reforços com a vacina dupla, difteria e tétano (DT) para adultos. CUIDADOS ESPECIAIS Risco n......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

sarampo

...o imediata das ações de controle. Se houver suspeita de ser um caso de Sarampo importado, a investigação epidemiológica tem que se dar de forma mais extensa, incluindo-se atividades de busca ativa e vacinação de bloqueio ampliada; coleta de material para identificação viral (urina e/ou secreção nasofaríngea), aprazamento e realização de revisita para avaliar a evolução do caso. - Bloqueio v......

Ver Índice

Página:  de 4

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal |

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.