Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Antineoplásicos

Última revisão: 06/02/2010

Comentários de assinantes: 0

Reproduzido de:

Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [Link Livre para o Documento Original]

Série B. Textos Básicos de Saúde

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos

Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos

Brasília / DF – 2008

 

6 MEDICAMENTOS UTILIZADOS NO MANEJO DAS NEOPLASIAS

 

Lenita Wannmacher

 

6.1 Antineoplásicos

Não é com facilidade que se fundamenta o uso de Antineoplásicos pelo paradigma da medicina baseada em evidência. As dificuldades metodológicas são inúmeras. Assim, é mais comum o relato de respostas a protocolos clínicos (estudos observacionais) do que a realização de amplos ensaios clínicos randomizados. Com freqüência a tomada de decisão provém de estudos de pequeno porte312. Esta constatação se torna mais preocupante por se tratar de uma área em que constantemente novos medicamentos estão sendo testados, em sua maioria correspondendo a produtos oriundos da biotecnologia, como vacinas, anticorpos monoclonais e imunomoduladores313. Na literatura, predominam ensaios de fases II e III, patrocinados pelos fabricantes, além de estudos que só aparecem como resumos em congressos. A quimioterapia antineoplásica é complexa, predominando as associações de agentes de diferentes classes farmacológicas com a finalidade de atuar em diferentes fases do ciclo celular. Como as células neoplásicas apresentam resistência a alguns agentes, na dependência do estadiamento e da localização tumoral, são comuns os protocolos com múltiplos agentes, testados em diversos tipos de neoplasias. Contrariamente ao princípio da não duplicação – critério de essencialidade – aqui se multiplicaram agentes muito similares entre si. Até porque esse é um campo onde não se encontram evidências sólidas de eficácia e segurança. A quimioterapia oncológica se subdivide em adjuvante (após tratamento cirúrgico e/ou radioterápico), neoadjuvante (antes do tratamento cirúrgico ou radioterápico definitivo), paliativa e curativa. Quimioterapia de indução é administrada em neoplasias avançadas, podendo ser paliativa, aumentar a sobrevida ou ser curativa. Os desfechos clínicos buscados englobam sobrevida (tratamento curativo), qualidade de vida, morbidade (tratamento paliativo), impedimento de disseminação (metástases) e recorrências (tratamento adjuvante). Além dos agentes citostáticos, a terapia do câncer ainda conta com medicamentos coadjuvantes e fármacos que exercem efeito corretivo em relação à toxicidade dos citostáticos. Fatores decisivos na escolha do tratamento são diagnóstico histológico da doença, localização tumoral, estadiamento da doença, sua história natural e resposta particular à quimioterapia e resistência tumoral (primária ou adquirida). Importante limitação ao tratamento é o perfil de toxicidade desses agentes. Há outros fatores prognósticos específicos a cada caso, tais como genética, hereditariedade, dieta, exposição ambiental etc. A avaliação clínica geral do paciente, incluindo idade e doenças concomitantes, também é decisiva na determinação da estratégia de tratamento.

 

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO

Consta no documento:

“Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”

O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal