FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Vacina Oral de Rotavírus Humano

Última revisão: 04/04/2010

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [>Link Livre para o Documento Original>>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>>> >>>>

>>Vacina Oral de Rotavírus Humano>>>>>

>> >>>

>Miriam de Barcellos Falkenberg>>>>>

>>> >>>>

>>Na Rename 2006: item 7.2>>>>>

>>> >>>>

>>APRESENTAÇÃO>>>>>>>

>      >>> para solução oral.>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÃO>2,5>>>>>>>>

>      >>>Profilaxia de gastrenterite viral por rotavírus, em crianças acima de 6 semanas.>>>>

>>> >>>>

>>CONTRA-INDICAÇÕES>2,3,5>>>>>>>>

>      >>>Histórico de hipersensibilidade a qualquer componente da vacina.>>>>

>      >>>Hipersensibilidade prévia à vacina de rotavírus.>>>>

>      >>>Terapia com imunossupressores, corticóides e citostáticos.>>>>

>      >>>Crianças com imunodeficiência.>>>>

>      >>>Crianças com histórico ou predisposição para intuscepção.>>>>

>>> >>>>

>>PRECAUÇÕES>2,3,5>>>>>>>>

>      >>>Doença febril nem sempre impossibilita a vacinação.>>>>

>      >>>Não dados de eficácia e segurança em crianças com problemas gastrintestinais (inclusive congênitos, com dificuldade para ganhar peso) ou imunocomprometidas.>>>>

>      >>>Adiar vacinação em crianças com diarréia ou vômito.>>>>

>      >>>Crianças submetidas à transfusão sangüínea ou que receberam derivados de sangue (inclusive imunoglobulinas) nos últimos 42 dias (imunocompetência alterada).>>>>

>      >>>Crianças em contato próximo com pessoas imunocomprometidas.>>>>

>      >>>Vacinas e imunoglobulinas concomitantes.>>>>

>>> >>>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>2,3>>>>>>>>

>Crianças com 6 Semanas ou Mais>>

>      >>>Dose unitária, repetindo-a após intervalo de pelo menos 4 semanas. O esquema de 2 doses deverá ser completado antes de a criança completar 24 semanas (preferencialmente até a 16a semana de vida).>>>>

>>> >>>>

>>ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES>5>>>>>>>>

>      >>>Início de ação: 3 a 5 semanas.>>>>

>      >>>Duração de ação: até 2 anos.>>>>

>      >>>A administração de alimentos não interfere na biodisponibilidade.>>>>

>>> >>>>

>>EFEITOS ADVERSOS>2,3,5>>>>>>>>

>      >>>Diarréia (freqüentes), vômito (freqüentes), dor abdominal (freqüentes), anorexia (freqüentes), irritabilidade (freqüentes) e febre (freqüentes).>>>>

>      >>>>Rash >>(raros).>>>>

>      >>>Espasmos musculares (raros).>>>>

>      >>>Bronquiolite (raros).>>>>

>>> >>>>

>>INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS>5>>>>>>>>

>      >>>Corticóides: vacinas de vírus vivos não devem ser administradas a pacientes recebendo acima de 10 mg de prednisona (ou equivalente) por mais de 2 semanas, pois podem ter resposta imunológica inadequada. Se possível, adiar a vacinação em pacientes imunodeprimidos. A restrição não se aplica a corticoterapia sistêmica em doses baixas e moderadas, por menos de 14 dias, em uso tópico (cutâneo, ocular, intra-articular, bursal ou em tendão) ou em terapia de substituição na doença de Addison.>>>>

>      >>>Imunossupressores e citostáticos aumentam o risco de infecção pelo vírus. Intervalo de no mínimo 3 meses deve ser observado entre o término da quimioterapia e a administração de vacinas de vírus vivos.>>>>

>      >>>Abatacepte: pode haver transmissão secundária da infecção e redução da eficácia da imunização.>>>>

>      >>>Adalimumabe: pode aumentar o risco de infecção pela vacina.>>>>

>      >>>Alentuzumabe: apresenta efeito imunossupressor.>>>>

>      >>>Azatioprina: intervalo de no mínimo 3 meses deve ser observado entre o término da quimioterapia e a administração de vacinas de vírus vivos.>>>>

>      >>>Etanercepte altera a resposta imune celular, havendo risco de infecção por rotavírus.>>>>

>      >>>Imunoglobulinas, especificamente anti-citomegalovírus, hepatite B, anti-rábica, antitetânica, vaccinia, varicela-zoster, vírus sincicial respiratório, anti-Rho(D), interferem na resposta imune à vacina.>>>>

>      >>>Infliximabe pode aumentar o risco de infecção pela vacina.>>>>

>      >>>Leflunomida pode interferir na eficácia da vacina.>>>>

>      >>>Micofenolatos (de mofetila e de sódio) e ácido micofenólico podem reduzir a eficácia da resposta imune.>>>>

>      >>>Sirolimo e tacrolimo podem reduzir a eficácia da resposta imune.>>>>

>      >>>Vacina oral contra poliovírus deve ser intervalada pelo menos por 2 semanas (antes ou depois).>>>>

>>> >>>>

>>ORIENTAÇÕES AOS PACIENTES>2,3,5>>>>>>>>

>      >>>A eficácia da vacina depende da administração de 3 doses, a intervalos de 4 a 10 semanas, devendo a última ser aplicada até a 32ª semana de vida.>>>>

>      >>>Pelo risco de excreção dos vírus provenientes da vacina através das fezes, os cuidadores deverão ter especial atenção em lavar as mãos após trocar fraldas de criança recém-vacinada, especialmente se no domicílio houver pessoas imunocomprometidas.>>>>

>      >>>Contatar o médico se a criança apresentar sintomas de intussuscepção (vômito persistente, fezes sangüinolentas, fezes escuras ou cólica intensa).>>>>

>>> >>>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>5>>>>>>>>

>      >>>Armazenar entre 2 e 8°C e proteger da luz. Não congelar.>>>>

>      >>>A administração deve ser tão imediata quanto possível após retirar do refrigerador.>>>>

>> >>>

>>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>>>>>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal