FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Caso 12" obteve 2367 resultados.

Página:  de 237

27/01/2015

Casos Clínicos

Caso Clínico – Qual o diagnóstico hematológico deste caso?

... TP, TTPa e queda de fibrinogênio), e aumento da fibrinólise (o aumento de D-dímero), desde que não haja outra etiologia para esses achados. Ter hemorragias ou tromboses não caracterizam fatores necessários para o diagnóstico. Como curiosidade, neste caso foi fechado um diagnóstico de síndrome de anticorpo antifosfolípide em associação com lúpus eritematoso sistêmico (dias depois a paciente teve......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

... Negativo Descartar o caso Após 5 meses da 1ª coleta IgG Se o IgG mantiver o título anterior ou maior Confirmar o caso Se houver queda acentuada do título de IgG, comparado com o anterior Descartar o caso * Recém-nascido cuja mãe teve diagnóstico confirmado de rubéola, durante a gestação, ou lactente com suspeita de SRC. Observação: Se a mãe não foi investigada an......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...ar RN suspeito de SRC IgM – Realizar pesquisa de IgG Após 43 dias IgM + Acompanhar RN suspeito de SRC IgM – Realizar pesquisa de IgG IgG + Não se pode afirmar que houve infecção. Acompanhar RN suspeito de SRC IgG – Vacinar após o parto Não existem indicações para solicitar e realizar exame de rotina no pré-natal para Rubéola em gestantes. Caso seja ......

Ver Índice

12/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Sarampo

... Manifestações Clínicas Caracteriza-se por febre alta, acima de 38ºC, exantema maculopapular generalizado, tosse, coriza, conjuntivite e manchas de Koplik (pequenos pontos brancos que aparecem na mucosa bucal, antecedendo ao exantema). Período de infecção – dura cerca de sete dias, iniciando com o período prodrômico, onde surge febre acompanhada de tosse produtiva, coriza, conjuntivite e fot......

Ver Índice

08/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Raiva

...o para óbito. Notificação Todo caso humano suspeito de raiva é de notificação individual, compulsória e imediata aos níveis municipal, estadual e federal. PRIMEIRAS MEDIDAS A SEREM ADOTADAS Assistência Médica ao Paciente Toda pessoa com histórico de exposição deve procurar assistência médica e, conforme avaliação, receber vacinação ou soro-vacinação ou, ainda, acompanhamento durante o p......

Ver Índice

07/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Leishmaniose Visceral

... incorporação das atividades de educação em saúde voltadas à leishmaniose visceral dentro de um processo de educação continuada; • desenvolvimento de atividades de educação em saúde junto à comunidade; • estabelecimento de parcerias buscando a integração institucional. RECOMENDAÇÕES ESPECÍFICAS PARA CADA UMA DAS CLASSIFICAÇÕES DAS ÁREAS PARA VIGILÂNCIA E CONTROLE DA LEISHMANIOSE......

Ver Índice

03/07/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Hanseníase

...minimizar esses efeitos. Condutas no caso de farmacodermia leve até síndrome de Stevens-Johnson, dermatite esfoliativa ou eritrodermia provocados pela dapsona – interromper definitivamente o tratamento com a dapsona e encaminhar o paciente à unidade de referência. Condutas no caso de efeitos colaterais provocados pelos corticosteróides • observar as precauções ao uso de corticosterói......

Ver Índice

11/05/2009

Revisões

Influenza A (H1N1) - Protocolo de Procedimentos  (Livre)

...oção de medidas adicionais devem ser aplicadas por profissionais de saúde na assistência a pacientes com infecção suspeita por esse subtipo viral. Isto envolve a inclusão de medidas de precaução de contato e para aerossóis. É importante destacar que o uso de EPIs deve estar sempre associado com outras medidas preventivas tais como: · Freqüente higienização das mãos. · Etiqueta resp......

Ver Índice

28/06/2009

Revisões

Influenza A (H1N1) - Protocolo de Procedimentos - versão 5

...der a higienização das mãos para evitar transferência do vírus A/H1N1 para outros pacientes. 3. Higienização das mãos • As mãos dos profissionais que atuam em serviços de saúde podem ser higienizadas utilizando-se: água e sabonete, preparação alcoólica e anti-séptico degermante. • Os profissionais de saúde, pacientes e visitantes devem ser devidamente instruídos e monitorados quant......

Ver Índice

03/07/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Difteria

... que dificulta o diagnóstico. Cutânea – apresenta-se sob a forma de úlcera arredondada, com exsudato fibrinopurulento e bordas bem demarcadas e, embora profunda, não alcança o tecido celular subcutâneo. Devido a pouca absorção da toxina pela pele, a lesão ulcerada de difteria pode tornar-se subaguda ou crônica e raramente é acompanhada de repercussões cutâneas. No entanto, seu portador constitui-......

Ver Índice

Página:  de 237

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.