FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Caso 7" obteve 2042 resultados.

Página:  de 205

27/01/2015

Casos Clínicos

Caso Clínico – Qual o diagnóstico hematológico deste caso?

... aorta e hemangioendotelioma kaposiforme) - Picada de cascavel - Deficiência hereditária de proteína C - Rejeição aguda de transplante de órgãos sólidos - Síndrome do anticorpo antifosfolípide catastrófica O quadro clínico da CIVD aguda envolve manifestações hemorrágicas (64% dos casos) como petéquias e equimoses; injúria renal (25% dos casos), disfunção hepática (19% dos casos), insufici......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...ificar o caso conforme os critérios estabelecidos; avaliar a cobertura vacinal e desencadear imediatamente as ações de controle. - Bloqueio vacinal: a partir de todo caso suspeito, abrangendo as pessoas do mesmo domicilio, vizinhos, creches, salas de aula, alojamentos, sala de trabalho, etc. - Operação limpeza: deve ser realizada a partir de todo caso confirmado, devendo ser ampliada p......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...rodução da vacina nos programas de imunização, ocorriam surtos de Rubéola a cada 3 – 6 anos, com consequente aumento no numero de casos da SRC nesses períodos. No Brasil, a vacina tríplice viral (Rubéola, Sarampo e caxumba) foi implantada de forma gradativa, tendo sido iniciada em 1992, no estado de São Paulo, estendida para a totalidade das demais unidades federadas em 2000. Em 1992, foram notifi......

Ver Índice

08/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Raiva

...pulação canina visando reduzir a circulação do vírus. Com relação a morcegos, a ocorrência crescente de casos de raiva humana transmitida pelos mesmos faz com que se conheça cada vez mais detalhadamente a raiva dos quirópteros (morcegos): seu comportamento, distribuição e maneiras de controle. Estimular a pesquisa, juntamente com os órgãos ambientais, da raiva no ciclo silvestre permitirá traçar......

Ver Índice

07/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Leishmaniose Visceral

...os devem ser analisados criteriosamente, permitindo melhor orientação e aprimoramento tanto nas medidas de prevenção e controle quanto na necessidade de implementação das ações de diagnóstico e assistência. Divulgação dos Dados Após análise dos dados, os mesmos deverão ser amplamente divulgados através de boletins epidemiológicos ou informativos, reuniões de avaliação, oficinas de trabalho, s......

Ver Índice

03/07/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Hanseníase

...se Instruções de Preenchimento Ficha de Notificação /Investigação – Sinan Windows Nº - Anotar o número da notificação atribuído pela unidade de saúde para identificação do caso (Ex.: nº do registro na unidade de saúde, nº do prontuário). CAMPO DE PREENCHIMENTO OBRIGATÓRIO. 1 - Este campo identifica o tipo de notificação, informação necessária à digitação. Não é necessário preenchê-lo. 2 - ......

Ver Índice

11/05/2009

Revisões

Influenza A (H1N1) - Protocolo de Procedimentos  (Livre)

...rir todas as superfícies das mãos (seguir a quantidade recomendada pelo fabricante). · Friccionar as palmas das mãos entre si. · Friccionar a palma da mão direita contra o dorso da mão esquerda entrelaçando os dedos e vice-versa. · Friccionar a palma das mãos entre si com os dedos entrelaçados. · Friccionar o dorso dos dedos de uma mão com a palma da mão oposta, segurando o......

Ver Índice

28/06/2009

Revisões

Influenza A (H1N1) - Protocolo de Procedimentos - versão 5

...uspeito ou confirmado for criança (menor de 12 anos de idade) que não tenha feito uso de Oseltamivir (detecção após 48 h do início dos sintomas), o seu isolamento deverá se estender por 14 dias após a data de início dos sintomas. b) Caso suspeito com manifestações clínicas compatíveis com doença grave (conforme descrito no item VII.1.a) ou outras complicações: • Realizar avaliação clínic......

Ver Índice

10/09/2009

Biblioteca Livre

5 Vigilância Epidemiológica

...e malária, os casos confirmados devem ser classificados, por intermédio da investigação epidemiológica, de acordo com o item 5.3 abaixo. 5.3 CLASSIFICAÇÃO DE CASO Para manter livres da malária, nas áreas onde a transmissão da doença foi interrompida, é necessário a manutenção de uma eficiente vigilância epidemiológica que impeça a reintrodução da endemia, por meio do diagnóstico e tratamento......

Ver Índice

12/08/2009

Biblioteca Livre

Glossário

...artir do qual o agente é transmitido para o hospedeiro. FONTE PRIMÁRIA DE INFECÇÃO (reservatório): homem ou animal e, raramente, o solo ou vegetais, responsável pela sobrevivência de determinada espécie de agente etiológico na natureza. No caso dos parasitas heteroxenos, o hospedeiro mais evoluído (que geralmente é também o definitivo) é denominado fonte primária de infecção; e o hospedeiro menos......

Ver Índice

Página:  de 205

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal