FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Caso 9" obteve 2195 resultados.

Página:  de 220

27/01/2015

Casos Clínicos

Caso Clínico – Qual o diagnóstico hematológico deste caso?

... AGUDA CIVD CRÔNICA Plaquetas Baixas Variável Tempo de Protrombina (TP) Aumentado Normal Tempo de Tromboplastina Parcial Ativada (TTPa) Aumentado Normal Tempo de Trombina Aumentado Normal a Elevado Fibrinogênio Consumido Normal a Elevado Fator V Consumido Normal Fator VIII Consumido Normal Produtos de Degradação ......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...e vacinação, devera ser realizada a pesquisa de IgG que, sendo negativa, orienta vacinação pós-natal; se positiva, indica imunidade. O material a ser colhido é sangue venoso sem anticoagulante, na quantidade de 5 a 10 ml. Nos casos de criança muito pequena, nos quais não seja possível coletar o volume estabelecido, obter no mínimo 3 ml. após a separação do soro, conservar em refrigerador entre 4°......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...ica malformações congênitas e, pelo menos, uma das seguintes condições: presença de anticorpos IgM específicos; titulo de anticorpos da classe IgG, detectados através de ensaio imunoenzimático (Elisa), mantidos persistentemente elevados ou acima do esperado pela transferência passiva de anticorpos maternos, detectados em amostras pareadas, com intervalo de 6 meses. · Caso confirmado pela clín......

Ver Índice

08/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Raiva

...os, com identificação de material de risco biológico e cópia da ficha de notificação ou de investigação. Não usar formol. O diagnóstico laboratorial é realizado com fragmentos do sistema nervoso central através das técnicas de IFD e inoculação em camundongos recém-nascidos ou de 21 dias. TRATAMENTO Independente do ciclo, não existe tratamento específico para a doença. Por isso, a profilaxia p......

Ver Índice

07/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Leishmaniose Visceral

...mpatíveis com a leishmaniose visceral canina (LVC) (febre irregular, apatia, emagrecimento, descamação furfurácea e úlceras na pele, em geral no focinho, orelhas e extremidades, conjuntivite, paresia do trem posterior, fezes sanguinolentas e crescimento exagerado das unhas). Caso canino confirmado • Critério laboratorial – cão com manifestações clínicas compatíveis de LVC e que apresente......

Ver Índice

03/07/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Hanseníase

...espontaneamente, que podem evoluir para vesículas, pústulas, bolhas ou úlceras Comprometimento sistêmico Não é freqüente É freqüente Apresenta febre, astenia, mialgias, náuseas (estado toxêmico) e dor articular Fatores associados Edema de mãos e pés Aparecimento brusco de mão em garra e pé caído Edema de extremidades Irite, epistaxes, orquite, linfadenite Neurite. Com......

Ver Índice

11/05/2009

Revisões

Influenza A (H1N1) - Protocolo de Procedimentos  (Livre)

... outra doença. III. MEDIDAS DE MANEJO DE PACIENTES 1. Ações no Âmbito dos Serviços de Saúde 1.1. Unidade Básica de Saúde a) Caso em monitoramento ou suspeito · No acolhimento ou triagem, investigar o histórico de viagens internacionais entre os pacientes que apresentem sintomas de doença respiratória. · O indivíduo que se enquadre na definição de caso em monitoramento ou suspe......

Ver Índice

28/06/2009

Revisões

Influenza A (H1N1) - Protocolo de Procedimentos - versão 5

...el em vários tamanhos. O capote ou avental sujo deve ser removido na antecâmara ou imediatamente antes da saída do quarto/unidade de isolamento, tão logo quanto possível, devendo ser descartado em local apropriado. Após a remoção do capote deve-se proceder a higienização das mãos para evitar transferência do vírus A/H1N1 para outros pacientes. 3. Higienização das mãos • As mãos dos prof......

Ver Índice

10/09/2009

Biblioteca Livre

5 Vigilância Epidemiológica

...nfirmados devem ser classificados, por intermédio da investigação epidemiológica, de acordo com o item 5.3 abaixo. 5.3 CLASSIFICAÇÃO DE CASO Para manter livres da malária, nas áreas onde a transmissão da doença foi interrompida, é necessário a manutenção de uma eficiente vigilância epidemiológica que impeça a reintrodução da endemia, por meio do diagnóstico e tratamento dos casos, que devem ......

Ver Índice

12/08/2009

Biblioteca Livre

Glossário

...orre. Por decorrência, a epidemia guarda relação com a freqüência comum da enfermidade na mesma região, na população especificada e na mesma estação do ano. O aparecimento de um único caso de doença transmissível, que durante um lapso de tempo prolongado não havia afetado uma população ou que invade pela primeira vez uma região, requer notificação imediata e uma completa investigação de campo; doi......

Ver Índice

Página:  de 220

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal