FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Classificacao Internacional Para a Seguranca do Paciente da Oms" obteve 18 resultados.

Página:  de 2

21/02/2010

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Classificação Internacional para a Segurança do Paciente da OMS - Introdução

...ncluindo uma discussão de cada classe, os conceitos-chave e as aplicações práticas. O objetivo da Classificação Internacional para a Segurança do Paciente (CISP) é permitir a categorização de informações sobre segurança do paciente, utilizando conjuntos padronizados de acordo com as definições de conceitos, termos preferenciais e as relações entre estes termos. A CISP é projetada para ser uma ve......

Ver Índice

28/02/2010

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Classificação Internacional para a Segurança do Paciente da OMS – Conceitos Fundamentais

...ão Internacional para a Segurança do Paciente (CISP), é necessário conhecer duas definições que são centrais: o conceito de Segurança do Paciente e o conceito de Incidente. Segurança do Paciente Segundo o documento da OMS, Segurança do Paciente é a redução do risco de danos desnecessários associados à assistência em saúde até um mínimo aceitável. O “mínimo aceitável” se refere àquilo que é v......

Ver Índice

08/03/2010

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Classificação Internacional para a Segurança do Paciente da OMS – Informações Descritivas

...u risco podem estar envolvidos em um único incidente; a) Fatores humanos: comportamento, desempenho ou comunicação, etc. b) Fatores do sistema: ambiente de trabalho, etc. c) Fatores externos: legislação sobre quadro de colaboradores, etc. Desfechos na Instituição · Conseqüências diretas para a organização como aumento da utilização dos recursos para cuidar do pacient......

Ver Índice

14/03/2010

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Classificação Internacional para a Segurança do Paciente da OMS – Sistema de Resiliência

...ualquer dano após um incidente. Aplicam-se ao paciente (o manejo clínico de uma lesão, pedidos de desculpas) e à organização (avaliação da equipe, mudança cultural, gestão do sinistro); · Este item, é considerado de prevenção terciária, visto que só ocorre após a ocorrência do incidente. Ações Tomadas para Diminuição do Risco · São as medidas tomadas para evitar a repetição d......

Ver Índice

21/03/2010

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Classificação Internacional para a Segurança do Paciente da OMS - APÊNDICE – TIPOS DE INCIDENTES

...co problema Apresentação Inadequada Falta de Disponibilidade Inapropriado para a Tarefa Não Limpo/ Não Estéril Mau Funcionamento / Não Funcionamento Perda de Conexões / Perda de Partes Erro no Uso J. Comportamento funcionário paciente Não Cooperativo/Obstrui o Processo Imprudente/Rude/Hostil/Inapropriado Não Gerencia Risco Problemas com U......

Ver Índice

21/03/2010

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Classificação Internacional para a Segurança do Paciente da OMS – Caracterização Clínica

...tural da doença de base). ü Exemplo: a enfermeira coloca uma bolsa de sangue em um paciente homônimo àquele que deveria receber esta bolsa, e o paciente desenvolve uma reação febril. Conhecendo os grupos de Incidentes, vamos aos itens da Caracterização Clínica da CISP, que são o Tipo de Incidente e os Desfechos do Paciente. Tipo de Incidente · Incidentes de uma natureza comu......

Ver Índice

06/02/2019

Revisões Internacionais

Hipertensão pulmonar

...es Epidemiologia e Patogênese As comunicações anormais entre ramos das artérias e veias pulmonares, produzindo um desvio da direita para a esquerda, denominam-se malformações arteriovenosas (MAVs) pulmonares. Essas lesões podem ser adquiridas (por exemplo, como resultado de algum trauma ou de alguma complicação da cirrose) ou congênitas. As MAVs congênitas podem ser simples ou múltiplas. Ela......

Ver Índice

14/09/2015

Biblioteca Livre

Reações Adversas a Medicamentos

...usalidade e pela baixa proporção de notificações de RAM. A variedade da gravidade e dos medicamentos pelos quais são causadas e dos sítios de ocorrência fazem da identificação de uma RAM um processo muito complexo14. É sempre difícil estimar a incidência de RAM com base em notificações espontâneas pela incerteza inerente à estimação do denominador e do grau de subnotificação. No entanto, sempre q......

Ver Índice

13/01/2014

Revisões Internacionais

Diagnóstico e tratamento da dislipidemia – John D. Brunzell, R. Alan Failor

...rmalidades lipoproteicas ou lipídicas detectáveis. Em adição ao perfil lipídico padrão, a quantificação da apo B e da Lp(a) muitas vezes revela a existência de anormalidades lipoproteicas mínimas, como números aumentados de partículas pequenas e densas de LDL, nestes pacientes. A avaliação dos fatores de risco não lipoproteicos (p. ex., homocisteína e marcadores inflamatórios, como a proteína C re......

Ver Índice

22/04/2014

Revisões Internacionais

Leucemia mieloide crônica e outras neoplasias mieloproliferativas

... fase II envolvendo 68 pacientes com MP, foram relatadas taxas de resposta de 22%, 33% e 50% para anemia, esplenomegalia e trombocitopenia, respectivamente.92 A lenalidomida combinada à prednisona produziu uma resposta geral de 30% para anemia e de 42% para esplenomegalia.93 Além disso, todos os 8 respondedores JAK2V616F+ apresentaram diminuição da carga alélica mutante. A maioria dos pacientes al......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal