Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Infeccoes Relacionadas a Cateter Venoso Central" obteve 27 resultados.

Página:  de 3

06/12/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Prevenção de Infecção Associada a Cateter Venoso Central - Campanha “5 Milhões de Vidas”

... para frente e para trás por pelo menos 30 segundos. Não retire o excesso, nem contamine a área; · Deixe a solução anti-séptica secar completamente antes de iniciar a punção (cerca de 2 minutos). 4. Escolha do Sítio de Inserção Adequado · A maioria dos CVC´s utilizados são inseridos de maneira percutânea. Em um recente estudo prospectivo observacional avaliando cateter......

Ver Índice

06/12/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Prevenção de Infecção Associada a Cateter Venoso Central - Campanha “5 Milhões de Vidas”

...necessidade de manutenção do CVC irá prevenir demoras desnecessárias em sua remoção. Muitas vezes, os CVC´s permanecem locados somente para prover um acesso confiável, e também porque os profissionais simplesmente não consideraram sua remoção. Entretanto, está claro que o risco infeccioso aumenta com o tempo. Os guidelines do CDC (EUA) afirmam que “a substituição dos cateteres a intervalos program......

Ver Índice

11/05/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Prevenção de Infecção de Corrente Sanguínea por Cateter Venoso Central

...i sustentado, e mostrou uma queda de 66% nas taxas de infecção por cateter, entre os meses 16 a 18. Um uso mais amplo dessas intervenções poderia reduzir substancialmente a morbidade e os custos associados. Apenas algumas limitações do estudo devem ser lembradas: não é um estudo randomizado, infelizmente uma parte das infecções por CVC deve ter sido sub-notificada. O estudo também não......

Ver Índice

11/05/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Prevenção de Infecção de Corrente Sanguínea por Cateter Venoso Central

...0–0)† 0.2 (0–2.3)‡ 13-15 meses 0 (0–1.6)‡ 0 (0–2.2)‡ 0 (0–0)‡ 0 (0–0)† 0 (0–2.0)‡ 16-18 meses 0 (0–2.4)‡ 0 (0–2.7)‡ 0 (0–1.2)† 0 (0–0)† 0 (0–2.6)‡ † P =0.05 ‡ P =0.002 Tabela 2: Razão das taxas de incidência para infecções por cateter Período do Estudo Razão das Taxas de Incidência (IC 95%) P Antes (Baseline) 1,0 ......

Ver Índice

12/12/2013

Revisões Internacionais

Nutrição enteral e parenteral – Thomas B. Nealis, Alan Buchman

...sta calórica apenas com NE Anormalidades eletrolíticas ou hiperglicemia (até a correção) TGI = trato gastrintestinal; NE = nutrição enteral; NP = nutrição parenteral. Por que fornecer suporte nutricional? Benefícios da nutrição enteral (NE) e parenteral (NP) Desde seu aparecimento, na década de 1970, a NP tem sido amplamente aceita e utilizada, em muitos casos apenas pela expectativa ......

Ver Índice

10/01/2010

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Consenso Sobre de Práticas para a Segurança do Paciente – National Quality Forum (EUA)

... Provavelmente têm um benefício amplo e sustentável para a Segurança do Paciente se implementadas de forma universal e sistemática; · O conhecimento sobre elas pode ser utilizado por pacientes, profissionais de saúde, fontes pagadoras e pesquisadores. Além disso, cada prática descrita leva em conta a freqüência do problema, sua gravidade, a possibilidade de sua prevenção......

Ver Índice

05/07/2012

Revisões Internacionais

Imagens da doença pulmonar – Gerald W. Staton Jr. e Sanjeev Bhalla

...ão perfundido é considerado incompatível e sugere um caso de TEP. Os padrões de ventilação e perfusão permitem que se determine “alta probabilidade”, “probabilidade indeterminada” e “baixa probabilidade” de TEP. O advento da APTC minimizou drasticamente o papel da V/Q na detecção do TEP. Graças à sua habilidade de detectar um defeito de preenchimento real, que lhe permite demonstrar a existência d......

Ver Índice

08/09/2011

Artigos

Antimicrobianos em Neutropenia Febril – Parte 2

...mento? Pacientes soropositivos para herpes simples vírus (HSV) em transplante de medula óssea alogênico ou em indução para leucemia devem receber profilaxia antiviral com aciclovir (A-I). Tratamento antiviral para infecção por HSV ou vírus varicela zóster (VZV) só é indicado se houver evidência clínica ou laboratorial de atividade da doença viral (C-III). Teste para vírus respiratórios (incluin......

Ver Índice

25/05/2012

Revisões Internacionais

Abordagem dos envenenamentos e das dosagens excessivas de medicamentos

...ocárdicas com frequência não são suficientemente corrigidas enquanto o paciente não for reaquecido.34,35 Como não existem estudos controlados comparando métodos de reaquecimento, os protocolos de tratamento variam entre as instituições e em geral são controversos.34 Na maioria das vezes, o tratamento da hipotermia é administrado gradualmente porque a abordagem mais agressiva pode precipitar arritm......

Ver Índice

Página:  de 3

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal