FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Terapias Antiretrovirais Quádruplas Versus Triplas para o Tratamento Inicial de HIV

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 05/12/2019

Comentários de assinantes: 0

 

Contexto Clínico

 

Ainfecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV)é responsável por umagrande carga de doenças no mundo. Com uma estimativa de36,7 milhões de pessoasvivendo com HIV/AIDS, 1,8 milhões de novos casos deinfecção pelo HIV e 1,0milhão de mortes relacionadas à AIDS em 2016, a doençaé uma das cincoprincipais causas de anos de vida perdidos globalmente. Aterapiaantirretroviral para pessoas com HIV é eficaz em suprimir a replicaçãoviral,diminuir a carga viral, reconstruir o sistema imunológico, prevenir aprogressãopara estágios avançados e morte, prolongar a expectativa de vida,melhorar aqualidade de vida e reduzir o risco de transmissão para outraspessoas.

Otratamento é feito com medicações antirretrovirais,que têm seis classes:antagonistas do receptor CC de quimiocina tipo 5 (CCR5),inibidores nucleosídeosda transcriptase reversa (NRTI), inibidores nãonucleosídeos da transcriptasereversa (NNRTIs), inibidores da fusão, inibidoresda protease e inibidores datransferência da cadeia da integrase. Teoricamente,elas podem ser usadas emmonoterapia ou em tratamentos combinados.

 

O Estudo

 

Apresentamosuma revisão sistemática com metanálisecujo objetivo foi avaliar os efeitos dequatro terapias antirretroviraiscombinadas (terapia quádrupla) versus trêsmedicamentos (terapia tripla)em pessoas com HIV em tratamento e explorar asimplicações dos estudosexistentes para a prática clínica e a pesquisa.

Forampesquisadas as bases de dados PubMed, EMBASE, CENTRAL,Web of Science e o ÍndiceCumulativo de Enfermagem e Literatura Aliada emSaúde, publicados entre março de2001 a dezembro de 2016 (pesquisa atualizadano PubMed e EMBASE até junho de2018). Foram selecionados ensaios clínicosrandomizados comparando as terapiasantirretrovirais quádruplas com acombinação tripla em pessoas virgens detratamento com HIV e avaliando, pelomenos, a eficácia ou o desfecho desegurança.

Umtotal de 12 ensaios (incluindo 4.251 pessoas comHIV) foi elegível. Terapiasantirretrovirais de combinação quádrupla e triplativeram efeitos semelhantes emtodos os resultados de eficácia e segurançarelevantes, sem estimativas pontuaisfavorecendo a terapia quádrupla. Com aterapia tripla como grupo de referência,a razão de risco foi de 0,99 (IC 95%,0,93 a 1,05) para RNA-HIV-1 indetectável;1,00 (0,90 a 1,11) para falhavirológica; 1,17 (0,84 a 1,63) para novos eventosdefinidores de AIDS; 1,23(0,74 a 2,05) para óbito e 1,09 (0,89 a 1,33) paraefeitos adversos graves.

Adiferença média no aumento da contagem de célulasTCD4 entre os dois grupos foide -19,55 células/µL (-43,02 a 3,92). Em geral,os resultados foram semelhantes,independentemente dos regimes específicos deterapias antirretroviraiscombinadas, e foram robustos em todas as análises desubgrupo e sensibilidade.

 

Aplicação Prática

 

Nestarevisão, os efeitos da terapia antirretroviralquádrupla não foram melhores doque a terapia antirretroviral tripla em pessoascom HIV virgens de tratamento.Essa descoberta dá suporte às diretrizes atuais,que recomendam a tripla terapiacomo tratamento de primeira linha,especialmente considerando a carga financeirae de comprimidos e consequentesproblemas introduzidos por uma quarta medicação.

 

Bibliografia

 

1.            FengQi, Zhou Aoshuang, ZouHuachun, Ingle Suzanne, May Margaret T, Cai Weiping etal. Quadrupleversustriple combination antiretroviral therapies for treatment naive peoplewithHIV: systematic review and meta-analysis of randomised controlled trialsBMJ2019; 366 :l4179

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.