FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Tungíase

Última revisão: 31/05/2009

Comentários de assinantes: 0

Reproduzido de:

Dermatologia na Atenção Básica de Saúde / Cadernos de Atenção Básica Nº 9 / Série A - Normas de Manuais Técnicos; n° 174 [Link Livre para o Documento Original]

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Secretaria de Políticas de Saúde

Departamento de Atenção Básica

Área Técnica de Dermatologia Sanitária

BRASÍLIA / DF – 2002

 

Tungíase

CID-10: B88.1

 

DESCRIÇÃO DA TUNGÍASE

Dermatose parasitária onde é típico o encontro de pápulas amareladas (batata) com mais ou menos 0,5 cm, de diâmetro com ponto negro central (parasita na sua parte posterior). Inicialmente, há prurido seguido por dor quando houver infecção secundária. Localizações mais comuns: ao redor das unhas dos dedos dos pés, plantas e calcanhares.

 

Figura 1: Tungíase: parasita no centro da pápula endurecida (ponto negro).

 

 

SINONÍMIA

Bicho-de-pé.

 

ETIOLOGIA DA TUNGÍASE

Provocada pela Tunga penetrans, que habita lugares secos e arenosos.

 

RESERVATÓRIO

Animais de zona rural que vivem em chiqueiros e currais.

 

MODO DE TRANSMISSÃO DA TUNGÍASE

Contato direto com solo contaminado.

 

PERÍODO DE INCUBAÇÃO

Um a dois dias.

 

PERÍODO DE TRANSMISSIBILIDADE DA TUNGÍASE

Não é transmitida pessoa a pessoa.

 

COMPLICAÇÕES DA TUNGÍASE

Os ferimentos provocados constituem porta de entrada para bactérias e fungos. Infecção bacteriana ou tétano são complicações de alto risco.

 

DIAGNÓSTICO DA TUNGÍASE

Clínico e epidemiológico com visualização do parasita.

 

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL

Abscessos da região plantar, verruga plantar, calosidade.

 

TRATAMENTO DA TUNGÍASE

Consiste na retirada do parasita com auxílio de agulha desinfetada, devendo todo o parasita ser retirado. Em seguida, usa-se tintura de iodo ou outro antisséptico no local. Havendo infecção secundária, tratar com antibioticoterapia tópica ou sistêmica.

 

CARACTERÍSTICAS EPIDEMIOLÓGICAS DA TUNGÍASE

Largamente encontrada em zonas rurais em chiqueiros e currais.

 

OBJETIVOS DA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

Promover condições sanitárias que impeçam a disseminação do agente no meio ambiente.

 

NOTIFICAÇÃO

Não é doença de notificação compulsória.

 

MEDIDAS DE CONTROLE DA TUNGÍASE

A prevenção, através uso rotineiro de calçados é fundamental. Eliminação das fontes de infestação com inseticidas.

 

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO

Consta no documento:

“Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”

O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal