FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Comitê Transfusional

Última revisão: 20/08/2009

Comentários de assinantes: 0

Reproduzido de:

Guia para o Uso de Hemocomponentes

Série A. Normas e Manuais Técnicos [Link Livre para o Documento Original]

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Secretaria de Atenção à Saúde

Departamento de Atenção Especializada

Brasília / DF – 2008

 

10 Comitê Transfusional

O Comitê Transfusional (CT) é um grupo de profissionais de diferentes especialidades responsável pela definição e avaliação contínua da prática hemoterápica e pela hemovigilância, num serviço de saúde.

 

JUSTIFICATIVAS

      Melhorar as práticas hemoterápicas da instituição;

      Aumentar a segurança transfusional;

      Otimizar o uso dos hemocomponentes;

      Reduzir os erros transfusionais;

      Estreitar a relação do serviço de hemoterapia e os diversos serviços do hospital e criar um programa efetivo de revisão da utilização de hemocomponentes;

      Promover educação e atualização continuadas em hemoterapia;

      Atender à exigência legal.

 

CARACTERÍSTICAS

O Comitê Transfusional deve ser:

 

Institucional

Cada instituição – hospital público ou privado, ambulatório, núcleo hemoterápico, hemocentro – deverá ter o seu Comitê Transfusional.

 

Multidisciplinar

Amplamente divulgado: o CT deverá divulgar, para toda a comunidade hospitalar, as suas funções, área de atuação, composição, rotina e como os profissionais poderão acessá-lo (fluxo de informações dentro de cada instituição).

Informativo, educativo e atualizado: o CT tem a obrigação de se manter atualizado nos temas pertinentes à hemoterapia e à hemovigilância e deve constituir-se num fórum educativo e não-punitivo.

Confidencial: a necessidade de assinatura de termos de confidencialidade para os assuntos do CT deve ficar a critério de seus membros.

 

COMPOSIÇÃO

      A estrutura organizacional do CT deve considerar a complexidade, as características e as normas de cada instituição e se adequar às mudanças que podem ocorrer na mesma.

      O CT deve relatar as suas atividades à Diretoria Clínica do Hospital.

      O CT pode ser permanente ou ter uma política de renovação periódica de todos ou parte de seus membros, incluindo o seu coordenador.

 

COORDENADOR DO CT

      Deve ser indicado pelo Diretor Clínico do Hospital.

      Preferencialmente, deve ser um médico com suficiente conhecimento em hemoterapia.

      O coordenador ou um membro do serviço de hemoterapia deve ser um membro do CT, mas não necessariamente e não desejavelmente deverá ser o seu coordenador, para evitar conflito de interesse.

 

MEMBROS DO CT

      Para ser efetivo, o CT deve contar com: representantes médicos e/ou enfermeiros dos principais serviços que compõem o hospital e que freqüentemente prescrevem transfusão de hemocomponentes, um representante técnico do laboratório, um funcionário administrativo, um representante do serviço hemoterápico. Representantes de setores educacionais (ex: residência médica) também podem participar do CT.

      Sugere-se que cada CT realize reuniões periódicas documentadas em ata.

 

FUNÇÕES

      Fazer a revisão crítica da prática hemoterápica na instituição, tendo como objetivo final o uso seguro e racional do sangue. Tal ação poderá ser realizada por meio de um dos seguintes métodos:

-      Auditoria prospectiva: análise das solicitações de hemocomponentes antes da sua liberação para uso;

-      Auditoria concorrente: revisão das solicitações de hemocomponentes um ou dois dias após a liberação;

-      Auditoria retrospectiva: revisão das solicitações dias ou semanas após a transfusão.

      Acompanhar a monitoração, investigação e notificação dos incidentes transfusionais imediatos e tardios.

      Desenvolver ou validar protocolos para unificação de condutas relativas à hemoterapia e hemovigilância.

      Promover a educação continuada nos aspectos principais da hemoterapia e hemovigilância.

 

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO

Consta no documento:

“Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”

O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal