FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

5 Síndrome Torácica Aguda

Última revisão: 02/09/2009

Comentários de assinantes: 0

Reproduzido de:

Manual de Condutas Básicas na Doença Falciforme [Link Livre para o Documento Original]

Série A. Normas e Manuais Técnicos

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Secretaria de Atenção à Saúde

Departamento de Atenção Especializada

Coordenação da Política Nacional de Sangue e Hemoderivados

Brasília / DF – 2006

 

5 Síndrome Torácica Aguda

A síndrome torácica aguda se caracteriza por infiltrado pulmonar novo com dor torácica aguda e intensa com febre, tosse e dispnéia moderada a grave podendo ocorrer hipoxemia e hipercapnia. É causada por infecção, embolia de medula óssea necrótica, vaso-oclusão pulmonar e seqüestro pulmonar. Todos os pacientes com sintomas torácicos ou pulmonares deverão ser imediatamente examinados. Comparar com os dados basais.

Solicitar os exames:

 

F RX de tórax;

F hemograma com contagem de reticulócitos;

F hemocultura, BAAR e cultura de escarro (se possível);

F gasometria arterial em ar ambiente;

F títulos para Mycoplasma pneumoniae (agudo e evolutivo se possível);

F Cintilografia cardíaca mapeamento cardíaco está indicado quando existem sintomas torácicos com RX de tórax normal;

F ECG (opcional);

F Estudos virais (opcional).

 

Todos os pacientes com evidência de patologia pulmonar aguda devem ser internados. Deve ser instituída a hidratação parenteral nas necessidades hídricas diárias sem descontar a VO.

 

Não hiper-hidratar.

Oxigênio deve ser administrado se o paciente tiver hipóxia (PaO2 < 80 mm Hg) demonstrada pela gasometria arterial.

Antibiótico EV droga de escolha: cefuroxima, deve ser iniciada imediatamente. A eritromicina deve ser associada se houver suspeita de Mycoplasma pneumoniae.

Toracocentese está indicada se houver derrame pleural no Raio X, contribuindo para o desconforto respiratório.

A gasometria arterial deve ser controlada.

A Transfusão Simples ou de Troca Parcial está indicada nas seguintes condições:

 

F PaO2 < 70 mm Hg;

F queda de 25% do nível basal de PaO2 do paciente;

F insuficiência cardíaca congestiva ou insuficiência cardíaca direita aguda;

F pneumonia rapidamente progressiva;

F acentuada dispnéia com taquipnéia.

 

Após o evento pulmonar agudo, o paciente deve realizar testes basais de função pulmonar, gasometria arterial e mapeamento cardíaco. Isso facilitará para futuras avaliações em nova doença pulmonar.

 

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO

Consta no documento:

“Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”

O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal