FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Metronidazol

Última revisão: 06/01/2010

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [>Link Livre para o Documento Original>>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>> >>>

>>Metronidazol>>>>>

>>> >>>>

>Maria Inês de Toledo>>>>>

>Hellen Duarte Pereira>>>>>

>> >>>

>>Na Rename 2006: itens 5.1.12, 5.6.2.1, 15.3 e 18.2>>>>>

>>> >>>>

>APRESENTAÇÕES>>

>      >>>Comprimido 250 mg e 400 mg.>>>>

>      >>>Solução injetável 500 mg (uso hospitalar).>>>>

>      >>>Suspensão oral 40 mg/mL.>>>>

>      >>>Creme vaginal 5%.>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÕES>1,2,7>>>>>

>      >>>Tratamento de infecções por bactérias anaeróbias (>Peptococcus>, >Peptostreptococcus>, >Veillonella>, >Clostridium>, incluindo >Clostridium difficile>, >Fusobacterium >e >Bacteroides>, incluindo >Bacteroides fragilis>, >Gardnerella vaginalis>, >Helicobacter pylori >e >Campylobacter fetus>).>>>>

>      >>>Tratamento de infecções por protozoários anaeróbios (Entamoeba histolytica, Giardia lamblia, Trichomonas vaginalis e Balantidium coli>).>>>>

>      >>>Erradicação de >Helicobacter pylori >no tratamento de úlcera péptica (com antimicrobianos e anti-secretores).>>>>

>> >>>

>>CONTRA-INDICAÇÕES>1,7>>>>>

>      >>>Dependência crônica de álcool.>>>>

>      >>>Hipersensibilidade ao metronidazol.>>>>

>      >>>Primeiro trimestre da gravidez.>>>>

>>> >>>>

>>PRECAUÇÕES>1,5,7>>>>>

>      >>>Apresenta reações do tipo dissulfiram (náusea, vômito, cólica abdominal, alteração do gosto e cefaléia) com a ingestão de álcool etílico.>>>>

>      >>>Lactação (ver apêndice B).>>>>

>      >>>O uso em crianças não tem segurança e eficácia estabelecidas salvo no tratamento de amebíase; usar com cautela.>>>>

>      >>>Associa-se a risco de neuropatia periférica.>>>>

>      >>>Insuficiência hepática (ver apêndice C).>>>>

>      >>>Categoria de risco na gravidez (FDA): B (ver apêndice A).>>>>

>> >>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>1,7>>>>>

>Adultos>>

>>Infecções por Bactérias Anaeróbias>>>>>>>

>      >>>Dar 500 mg, por via intravenosa, a cada 6 a 8 horas, ou em infusão intravenosa de solução com 500 mg de metronidazol em 100 mL de glicose a 5% (5 mg/mL), à velocidade de 8 mg/minuto. Após 2 a 3 dias, passa-se à via oral.>>>>

>      >>>Dar 800 mg, por via oral, como dose inicial e após 400 mg, a cada 8 horas, para manutenção.>>>>

>> >>>

>>Amebíase>>>>>>>

>      >>>De 500 a 750 mg, por via oral, a cada 8 horas, por 5 a 10 dias; dose máxima: 4 g/dia.>>>>

>> >>>

>>Giardíase>>>>>>>

>      >>>Dar 250 mg, a cada 8 horas, por 7 dias; pode-se repetir o ciclo, com intervalo de 1 semana.>>>>

>>> >>>>

>>Tricomoníase>>>>>>>

>      >>>Dar 2 g, por via oral, em dose única; ou 250 mg, por via oral, a cada 8 horas, por 7 dias. Administrar também ao parceiro sexual.>>>>

>      >>>Creme: 1 aplicação (37,5 g), por via intravaginal, uma a duas vezes ao dia, por 5 a 10 dias.>>>>

>> >>>

>>Erradicação de H. pylori>>>>>>>>

>      >>>Dar 250 mg, por via oral, às refeições e ao deitar, por 14 dias (em associação com outros fármacos).>>>>

>> >>>

>Crianças>>

>>Infecções por Bactérias Anaeróbias>>>>>>>

>      >>>Dar 30 mg/kg/dia, por via intravenosa, a cada 6 horas, por 2 a 3 dias; passa-se depois à via oral.>>>>

>      >>>Dar 7,5 mg/kg, por via oral, a cada 8 horas.>>>>

>      >>>Neonatos: 7,5 mg/kg, a cada 24 horas (com menos de 1 semana de vida); 15 mg/kg/dia, fracionados a cada 12 horas (1 a 4 semanas).>>>>

>>> >>>>

>>Amebíase>>>>>>>

>      >>>De 35 a 50 mg/kg, a cada 8 horas, por 10 dias; dose máxima: 2 g/dia.>>>>

>>> >>>>

>>Giardíase>>>>>>>

>      >>>De 15 a 30 mg/kg/dia, por via oral, divididos a cada 8 horas, por 7 dias.>>>>

>>> >>>>

>>ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES>4>>>>>

>      >>>Pico de concentração sérica: 1 a 2 horas (oral).>>>>

>      >>>Meia-vida de eliminação: 8 a 10 horas (adultos).>>>>

>      >>>Metabolismo: hepático.>>>>

>      >>>Excreção: renal (60% a 80%, com 20% em forma inalterada).>>>>

>>> >>>>

>>EFEITOS ADVERSOS>1,2,5,7>>>>>

>      >>>Náusea, epigastralgia, anorexia (12%), vômitos, diarréia, pancreatite, gosto metálico na boca, xerostomia, estomatite e glossite.>>>>

>      >>>Neuropatia periférica, cefaléia, tontura, vertigem, ataxia, confusão mental, depressão e convulsões (raros).>>>>

>      >>>Neutropenia reversível, leucopenia, trombocitopenia (raras).>>>>

>      >>>>Rash>>, prurido, edema puntiforme.>>>>

>> >>>

>>INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS>2,4,5>>>>>

>      >>>Metronidazol aumenta efeito de: anticoagulantes orais, amiodarona, bussulfano, carbamazepina, ciclosporina, ergotamina e outros alcalóides do ergot, fluoruracila, fenitoína, lítio, tacrolimo.>>>>

>      >>>Aumento de efeito de metronidazol com: cimetidina.>>>>

>      >>>Redução de efeito de metronidazol com: colestiramina, fenitoína, fenobarbital.>>>>

>      >>>Evitar o consumo de álcool etílico durante o tratamento com metronidazol em todas as suas apresentações.>>>>

>> >>>

>>ORIENTAÇÕES AOS PACIENTES>1,4>>>>>

>      >>>Reforçar a importância de evitar bebidas alcoólicas durante o uso do medicamento e até três dias após suspensão do tratamento.>>>>

>      >>>Em infecções vaginais, orientar para uso de preservativo e tratamento do(s) parceiro(s) sexual(is) para prevenção de re-infecção.>>>>

>      >>>Orientar para ingerir os comprimidos com 250 mL de água durante ou após as refeições.>>>>

>      >>>Alertar para a possibilidade de ocorrência de tontura.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>4,6,7>>>>>

>      >>>Comprimidos, solução oral e creme vaginal devem ser guardados protegidos da luz, em local seco e à temperatura de até 25 °C (creme) ou 30 °C.>>>>

>      >>>Cada 500 mg da solução para infusão contêm 14 mEq de sódio.>>>>

>      >>>Cada frasco plástico de metronidazol contém uma solução estéril, não pirogênica e isotônica. Nenhuma diluição é necessária. Não deve ser refrigerada, mas estocada à temperatura ambiente e protegida da luz.>>>>

>      >>>A solução não deve ser utilizada por mais de 24 horas.>>>>

>      >>>A administração intravenosa com outros fármacos deve ser evitada.>>>>

>      >>>Aditivos não devem ser acrescentados à solução para infusão.>>>>

>      >>>Não se devem utilizar agulhas ou cânulas contendo alumínio.>>>>

>      >>>A estabilidade da solução à temperatura ambiente perdura por 30 dias.>>>>

>> >>>

>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal