FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Acetato de Leuprorelina

Última revisão: 06/02/2010

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [>Link Livre para o Documento Original>>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>>> >>>>

>>Acetato de Leuprorelina>>>>>

>> >>>

>Larissa Niro>>>>>

>>> >>>>

>>Na Rename 2006: itens 6.2.2 e 17.1>>>>>

>>> >>>>

>>SINONÍMIA>>>>>>>

>      >>>Acetato de leuprolida.>>>>

>>> >>>>

>>APRESENTAÇÃO>>>>>>>

>      >>> para suspensão injetável 3,75 mg (Depot).>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÕES>2,4,5>>>>>>>>>>

>      >>>Câncer de próstata avançado (tratamento paliativo).>>>>

>      >>>Endometriose.>>>>

>      >>>Anemia devida a leiomioma uterino (tratamento pré-operatório associado a ferro).>>>>

>      >>>Puberdade precoce central.>>>>

>> >>>

>>CONTRA-INDICAÇÕES>2,3,4>>>>>>>>

>      >>>Hipersensibilidade a leuprorrelina ou aos análogos do hormônio liberador de gonadotrofina.>>>>

>      >>>Sangramento vaginal não diagnosticado.>>>>

>      >>>Gravidez e lactação.>>>>

>      >>>Osteoporose grave.>>>>

>      >>>Metástase vertebral.>>>>

>      >>>Presença de obstrução urinária no câncer de próstata.>>>>

>> >>>

>>PRECAUÇÕES>2,3,4>>>>>>>>

>      >>>História familiar de osteoporose ou pacientes com doença osteometabólica.>>>>

>      >>>Uso crônico de outros fármacos que reduzem a densidade dos ossos, incluindo álcool e tabaco.>>>>

>      >>>Cautela em pacientes com sintomas psiquiátricos, pois se associa a déficit de memória, alteração de humor e depressão.>>>>

>      >>>O local da injeção deve ser alternado.>>>>

>      >>>Métodos contraceptivos não-hormonais devem ser usados durante todo o período do tratamento com análogos de gonadorrelina.>>>>

>      >>>Idosos: estudos apropriados da relação da idade com os efeitos da leuprorrelina não foram executados na população geriátrica. Entretanto, este medicamento é freqüentemente usado em pacientes idosos, especialmente para o tratamento de câncer de próstata, e problemas específicos dos idosos que limitariam a utilização deste medicamento nestes pacientes não são esperados.>>>>

>      >>>Categoria de risco na gravidez (FDA): X (ver apêndice A).>>>>

>      >>>Lactação.>>>>

>> >>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>2,3,4>>>>>>>>

>Adultos>>

>      >>>Câncer de próstata avançado: 3,75 a 7,5 mg, por via intramuscular, a cada 4 semanas.>>>>

>      >>>Endometriose: 3,75 mg por via intramuscular, como dose única nos primeiros 5 dias do ciclo menstrual; repetir a cada mês até o máximo de 6 meses.>>>>

>      >>>Anemia devido a leiomioma uterino: 3,75 mg por via intramuscular, uma vez por mês até o máximo de 3 meses.>>>>

>> >>>

>Crianças>>

>      >>>Puberdade precoce central: 0,3 mg/kg/dose, por via intramuscular, a cada 4 semanas, usando no mínimo um total de 7,5 mg, a cada 4 semanas. Se necessário, a dose pode ser aumentada progressivamente em 3,75 mg a cada 4 semanas, até um total de 15 mg a cada 4 semanas.>>>>

>      >>>Para crianças pesando até 25 kg: 7,5 mg.>>>>

>      >>>Para crianças pesando entre 25 e 37,5 kg: 11,25 mg.>>>>

>      >>>Para crianças pesando mais que 37,5 kg: 15 mg.>>>>

>>> >>>>

>>ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES>3,4>>>>>>>>

>      >>>A biodisponibilidade depois de injeção intramuscular com a formulação de depósito é estimada em cerca de 90%.>>>>

>      >>>Aumento transitório das concentrações de testoterona e estradiol ocorre nas primeiras semanas de tratamento. Níveis de castração e pós-menopausa ocorrem em 2 a 4 semanas, respectivamente.>>>>

>      >>>A eliminação renal é menor que 5% de uma dose de 3,75 mg.>>>>

>      >>>Amenorréia ocorre freqüentemente após 1 a 2 meses de tratamento. No câncer de próstata o início do efeito se após 2 a 4 semanas.>>>>

>      >>>O sistema hipofisário-gonadal restabelece a função normal em 4 a 12 semanas após a suspensão do tratamento, e o ciclo menstrual retorna em 60 a 90 dias.>>>>

>> >>>

>>EFEITOS ADVERSOS>2,3,4,5>>>>>>>>

>      >>>Apoplexia hipofisária (estado mental alterado, colapso cardiovascular, visão dupla, cefaléia, alterações visuais, vômitos).>>>>

>      >>>Distúrbio trombótico, leucopenia, trombocitopenia.>>>>

>      >>>Embolia pulmonar.>>>>

>      >>>Edema periférico, arritmias cardíacas ou palpitações, angina ou infarto do miocárdio, hipotensão, síncope.>>>>

>      >>>Eritema, dor, enduração, granulomas e abscesso estéril são particularmente associados com injeções de depósito de análogos de gonadorrelina (incidência de 5%); necrose hemorrágica e fraqueza generalizada.>>>>

>      >>>Alopecia (5,3%).>>>>

>      >>>Fogacho (50%), amenorréia, sangramento vaginal profuso, efeitos androgênicos, aumento de peso, diminuição da libido. Os análogos da gonadorrelina causam efeitos adversos similares aos da menopausa nas mulheres e orquidectomia nos homens e incluem suor, disfunção sexual, secura vaginal ou sangramento, e ginecomastia ou mudanças no tamanho dos seios.>>>>

>      >>>Diminuição do tamanho dos testículos, impotência, exacerbação transitória do câncer de próstata.>>>>

>      >>>Dor em ossos, músculos e articulações, parestesia.>>>>

>      >>>Exacerbação de depressão, alteração do humor, cefaléia, tontura, anorexia, paralisia, distúrbios de memória.>>>>

>      >>>Reações de hipersensibilidade, incluindo anafilaxia.>>>>

>>> >>>>

>>INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS>3>>>>>>>>

>      >>>A resposta terapêutica à leuprorrelina pode ser afetada por fármacos que afetam a secreção hipofisária de gonadotrofinas, como outra terapia hormonal concomitante e corticosteróides.>>>>

>      >>>Espironolactona e levodopa podem estimular as gonadotrofinas.>>>>

>      >>>Fenotiazínicos, antagonistas da dopamina, digoxina e hormônios sexuais podem inibir a secreção de gonadotrofinas.>>>>

>> >>>

>>ORIENTAÇÕES AO PACIENTE>13>>>>>>>>

>      >>>Recomendar que a injeção intramuscular de depósito seja administrada por profissional habilitado. Os locais de aplicação das injeções devem ser alternados periodicamente.>>>>

>      >>>Alertar para a possibilidade de, no tratamento de anemia devido a leiomioma uterino ou endometriose, ocorrer amenorréia ou períodos menstruais irregulares.>>>>

>      >>>Alertar para notificar caso a menstruação regular não ocorra durante o tratamento e também caso não ocorra dentro de 60 a 90 dias após a suspensão do medicamento.>>>>

>      >>>Orientar para não usar contraceptivos orais durante o tratamento e sim outras formas de contracepção. Suspender se houver suspeita de gravidez.>>>>

>      >>>Alertar que o uso de leuprorrelina pode prejudicar a fertilidade, suprindo a produção do esperma em homens e causando anovulação na maioria das mulheres, geralmente reversível depois da suspensão.>>>>

>>> >>>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>3>>>>>>>>

>      >>>Devido às diferentes características de liberação, uma dose fracionada das formulações de depósito de 3 ou 4 meses não é equivalente à mesma dose da formulação de depósito de 1 mês e não deve ser dada em seu lugar.>>>>

>      >>>Armazenar em temperatura ambiente (15 a 30°C). Não congelar e manter ao abrigo da luz.>>>>

>      >>>Acetato de leuprorrelina (depot) para injeção é reconstituído com um volume apropriado de diluente fornecido pelo fabricante; a suspensão deve ser agitada completamente para dispersar as eventuais partículas.>>>>

>> >>>

>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal