FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Sulfato Ferroso

Última revisão: 07/04/2010

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [>Link Livre para o Documento Original>>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>>> >>>>

>>Sulfato Ferroso>>>>>

>> >>>

>Caroline Batista Franco Ribeiro>>>>>

>>> >>>>

>>Na Rename 2006: itens 11 e 14.1>>>>>

>>> >>>>

>>APRESENTAÇÕES>>>>>>>

>      >>>Comprimido de 40 mg de Fe>++>.>>>>

>      >>>Solução oral 25 mg de Fe>++>/mL.>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÕES>1-6>>>>>>>>

>      >>>Profilaxia em estados de deficiência de ferro (em situações de aumento da demanda, como gravidez, lactação, fases de crescimento rápido, recém-nascidos com baixo peso e lactentes alimentados com fórmulas lácteas).>>>>

>      >>>Tratamento de anemia ferropriva (conseqüente a sangramentos agudos ou crônicos em hipermenorréia, metrorragia, hematúria, hemoglobinúria, hemossiderose, hemoptise, epistaxes recorrentes, traumatismos e sangramento secundário a esofagite de refluxo, úlcera péptica, gastrite, neoplasias e parasitoses).>>>>

>      >>>Tratamento de anemia ferropriva (devida à -absorção que ocorre em doença celíaca, gastrectomia, anemia perniciosa com atrofia gástrica, doença inflamatória crônica e, menos freqüentemente, por déficit dietético).>>>>

>> >>>

>>CONTRA-INDICAÇÕES>1-6>>>>>>>>

>      >>>Hemossiderose, hemocromatose, hemoglobinopatias.>>>>

>      >>>Anemias não associadas à deficiência de ferro.>>>>

>      >>>Pacientes submetidos a repetidas transfusões sangüíneas.>>>>

>      >>>Ferroterapia parenteral.>>>>

>      >>>Hipersensibilidade ao ferro.>>>>

>      >>>Sobrecarga de ferro no organismo.>>>>

>      >>>Porfiria cutânea tardia.>>>>

>>> >>>>

>>PRECAUÇÕES>1,4-6>>>>>>>>

>      >>>Não deve ser administrado por mais de seis meses.>>>>

>      >>>Cautela em pacientes com úlcera péptica, enterite regional, colite ulcerativa, estreitamento intestinal, divertiIculose.>>>>

>      >>>Redução da função hepática, insuficiência renal crônica, doença de Hodgkin, artrite reumatóide e alcoolismo são condições que levam a acúmulo de ferro.>>>>

>      >>>Sulfato ferroso pode causar resultados falso-negativos em testes com glicose oxidase.>>>>

>      >>>Monitorizar concentrações plasmáticas de ferritina e ferro para reconhecer e prevenir a hemossiderose.>>>>

>      >>>Sobredosagem de ferro em crianças é mais comum do que em adultos, usualmente acidental e podendo causar efeitos tóxicos.>>>>

>      >>>Idosos podem requerer doses orais maiores de ferro para corrigir anemia.>>>>

>>> >>>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>1-3,5>>>>>>>>

>Adultos>>

>>Profilaxia em Situações que Podem Ocasionar Deficiência de Ferro (Exceto Gravidez)>>>>>>>

>      >>>200 mg (equivalente a 40 mg de ferro elementar), uma ou duas vezes ao dia.>>>>

>> >>>

>>Suplementação de Ferro na Gravidez>>>>>>>

>      >>>25 mg/dia são eficazes na prevenção da deficiência de ferro em 80-90% das gestantes.>>>>

>> >>>

>>Tratamento de Anemia Ferropriva>>>>>>>

>      >>>180 mg/dia de ferro elementar, por via oral, divididos em 3 a 4 tomadas diárias.>>>>

>      >>>Após serem atingidos os níveis normais de hemoglobina, o tratamento deve ser continuado por mais 3 meses para repor o estoque de ferro do organismo.>>>>

>> >>>

>>Tratamento de Anemia Ferropriva (em Pacientes em uso de Eritropoietina e Submetidos a Hemodiálise)>>>>>>>

>      >>>Iniciar com dose oral de pelo menos 200 mg de ferro elementar por dia, divididos em duas ou três doses.>>>>

>      >>>Se não forem atingidos níveis de saturação de transferrina (pelo menos 20%) e valores apropriados de ferritina sérica (pelo menos 100 nanogramas/mL), hemoglobina (11 a 12 g/dL) e hematócrito (33 a 36%), recomenda-se administração de ferro intravenoso.>>>>

>>> >>>>

>Adolescentes>>

>>Suplementação de Ferro na Gravidez>>>>>>>

>      >>>25 mg/dia são eficazes na prevenção da deficiência de ferro em 80-90% das gestantes.>>>>

>>> >>>>

>>Tratamento de Anemia Ferropriva>>>>>>>

>      >>>50-60 mg de ferro elementar, por via oral, 1-2 vezes por semana, durante 12 semanas.>>>>

>> >>>

>Crianças>>

>>Profilaxia em Situações que Podem Ocasionar Deficiência de Ferro>>>>>>>

>      >>>Maiores de 5 anos: 2 mg/kg/dia de ferro elementar (máximo de 30 mg), por via oral.>>>>

>      >>>Menores de 5 anos: 30 mg/dia de ferro elementar, por via oral.>>>>

>      >>>Prematuros: dose inicial, 2 mg/kg/dia de ferro elementar (máximo de 15 mg), por via oral, divididos em 1-3 doses. Após, 1 mg/kg/dia.>>>>

>      >>>Lactentes: 1-2 mg/kg/dia de ferro elementar (máximo de 15 mg), por via oral, divididos em 1-3 doses.>>>>

>> >>>

>>Tratamento de Anemia Ferropriva>>>>>>>

>      >>>Prematuros: 2-4 mg/kg/dia de ferro elementar (máximo de 15 mg), por via oral, divididos em 3 doses.>>>>

>      >>>Lactentes e crianças: 3-6 mg/kg/dia de ferro elementar, por via oral, divididos em 1-3 doses.>>>>

>      >>>A suplementação de ferro também pode ser requerida para produzir resposta ótima à eritropoietina em crianças deficientes de ferro com insuficiência renal crônica ou em crianças prematuras.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES>1,2,4-6>>>>>>>>

>      >>>Sais ferrosos são melhor absorvidos do que sais férricos.>>>>

>      >>>O ferro é irregularmente e incompletamente absorvido no trato gastrintestinal; a secreção ácida do estômago auxilia a absorção; a porcentagem de absorção é afetada por forma do sal, quantidade administrada, esquema de administração, tamanho do estoque de ferro do organismo e estado de deficiência de ferro (a absorção chega a 25%).>>>>

>      >>>Apesar de as preparações de ferro serem mais bem absorvidas no estômago vazio, podem ser administradas após as refeições para reduzir efeitos adversos gastrintestinais.>>>>

>      >>>Estimuladores da absorção de ferro não-heme presentes na dieta são: carnes e outros tecidos animais (proteínas contendo cisteína) e ácido ascórbico (vitamina C).>>>>

>      >>>Inibidores da absorção de ferro não-heme presentes na dieta são: ácido fítico (grãos não refinados e soja), polifenóis (chá, café, cacau, vinho tinto), cálcio, fósforo e certas proteínas (de soja, albumina de ovo e caseína).>>>>

>      >>>A ingestão de ferro à noite aumenta sua absorção.>>>>

>      >>>Absorção oral de ferro é pobre em pacientes em diálise peritoneal contínua.>>>>

>      >>>Latência: resposta hematológica aparece em 2 semanas, aumentando a produção de hemoglobina em torno de 2 g/dL nas primeiras 3 semanas de tratamento. >>>>

>      >>>Tempo para o pico de concentração plasmática (via oral): 2 horas.>>>>

>      >>>O ferro é estocado como ferritina ou hemossiderina, primariamente em hepatócitos e no sistema retículo endotelial, com algum armazenamento no músculo.>>>>

>      >>>Meia-vida: 6 horas.>>>>

>      >>>Apenas quantidade muito pequena de ferro é excretada; a conservação do ferro corporal e a falta de um mecanismo excretor para o excesso de ferro são as causas para a sobrecarga corporal do mineral quando dose excessiva na terapia ou repetidas transfusões sangüíneas.>>>>

>>> >>>>

>>EFEITOS ADVERSOS>1,2,4,5>>>>>>>>

>      >>>Constipação (principalmente em idosos), fezes escuras, náusea (freqüente).>>>>

>      >>>Diarréia, dor epigástrica, irritação gastrintestinal, pirose.>>>>

>      >>>Hemossiderose (em terapia prolongada ou administração excessiva).>>>>

>      >>>Soluções orais podem causar manchas nos dentes.>>>>

>      >>>Nota: Se ocorrerem efeitos adversos, estes podem ser diminuídos por meio de redução da dose, substituição por outro sal de ferro com menor conteúdo de ferro elementar, aumento gradual da dose diária e administração do medicamento com alimento.>>>>

>>> >>>>

>>INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS>1,2,5>>>>>>>>

>      >>>Ferro reduz efeitos de: zinco, micofenolato de mofetila, levodopa, metildopa, fluorquinolonas, penicilamina, doxiciclina, minociclina e tetraciclina.>>>>

>      >>>Uso concomitante de omeprazol e ferro pode reduzir a biodisponibilidade do ferro não-heme.>>>>

>      >>>Uso concomitante de levotiroxina e ferro pode resultar em hipotiroidismo.>>>>

>      >>>A ingestão concomitante de derivados do leite, assim como de sais de cálcio e de magnésio, diminui a biodisponibilidade do ferro.>>>>

>      >>>Ácido ascórbico aumenta a absorção de ferro.>>>>

>      >>>Antiácidos e alimentos que contêm ácido fítico diminuem a absorção de ferro.>>>>

>> >>>

>>ORIENTAÇÕES AOS PACIENTES>1,2,4>>>>>>>>

>      >>>Estimular a adoção na dieta de carne vermelha magra, frango, peru e peixe.>>>>

>      >>>Reforçar cuidados em situações de hemocromatose, hemossiderose, hemoglobinopatias, outras condições anêmicas, repetidas transfusões sangüíneas, úlcera péptica, colite ulcerativa, entre outros.>>>>

>      >>>Orientar para ingerir o sulfato ferroso com estômago vazio, 1 hora antes ou 2 horas depois das refeições para aumentar a absorção do ferro.>>>>

>      >>>Orientar para a preferência da ingestão após as refeições se houver necessidade de reduzir efeitos adversos gastrintestinais.>>>>

>      >>>Orientar para ingerir com 250 mL de água ou suco de fruta ou com 120 mL para crianças.>>>>

>      >>>Ensinar que as preparações líquidas contendo sais de ferro devem ser bem diluídas em água e, se possível, tomadas através de um canudinho para prevenir manchas nos dentes.>>>>

>      >>>Alertar que o sulfato ferroso não deve ser administrado por mais de 6 meses.>>>>

>      >>>Alertar para notificar se surgirem efeitos tóxicos ou suspeita de envenenamento.>>>>

>      >>>Alertar sobre a possível ocorrência de escurecimento das fezes.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>2,4>>>>>>>>

>      >>>Solução oral e comprimido: manter à temperatura ambiente, de 15 a 30°C, em um recipiente bem fechado. Não congelar a solução.>>>>

>      >>>Incompatibilidades: dopamina, ácido fólico (formação de precipitado), morfina, fentolamina, plicamicina, polimixina B, prometazina (os íons de ferro aceleram a degradação de prometazina) e tiamina.>>>>

>> >>>

>>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>>>>>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal