FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Criptococose Livre" obteve 18 resultados.

Página:  de 2

16/09/2015

Biblioteca Livre

Sistêmicos

...tes com alta frequência desse tipo de infecção6, 10-12. O fluconazol também pode ser usado como opção na terapia supressora em pacientes com Aids com criptococose disseminada, principalmente em casos de meningite criptocócica, quando não há resposta ao tratamento com a anfotericina B ou quando o paciente é intolerante ao citado fármaco2, 6. O fluconazol é considerado o fármaco de escolha no tratam......

Ver Índice

19/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

criptococose

... abrigos, visando reduzir a população. Os locais com acúmulo de fezes devem ser umidificados para que os fungos possam ser removidos com segurança, evitando a dispersão por aerossóis. Não há necessidade de isolamento dos doentes. As medidas de desinfecção de secreção e fômites devem ser as de uso hospitalar rotineiro. SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO Consta no documento: “Todos os dir......

Ver Índice

19/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

criptococose

... aids no Brasil, enquanto a variedade gatti acomete, principalmente, indivíduos sem imunossupressão aparente. Reservatório Fungo saprófita que vive no solo, em frutas secas e cereais e nas árvores; e isolado nos excrementos de aves, principalmente pombos. Modo de Incubação Desconhecido. O comprometimento pulmonar pode anteceder, em anos, ao acometimento cerebral. Período de Transmiss......

Ver Índice

16/09/2015

Biblioteca Livre

Sistêmicos

...rmais para que a infecção ocorra, designada intercorrente. As doenças fúngicas são classificadas em 3 grupos: superficial, subcutânea e profunda ou sistêmica. As infecções superficiais estão confinadas a pele, cabelos, unhas ou membranas mucosas. As infecções subcutâneas estão restritas ao tecido subcutâneo podendo se espalhar-se para osso e pele adjacente. Infecções profundas ou sistêmicas podem......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

A

...r via intramuscular, a cada 4 semanas, com dose mínima de 7,5 mg. Se necessário, a dose pode ser aumentada em 3,75 mg a cada 4 semanas. Adultos Câncer de próstata avançado – 3,75 a 7,5 mg, por via intramuscular, a cada 4 semanas, durante no máximo 6 meses; Endometriose – 3,75 mg, por via intramuscular, como dose única nos primeiros 5 dias do ciclo menstrual; repetir a cada m......

Ver Índice

02/02/2010

5 Antiinfectantes

Anfotericina B

...ia / DF – 2008 Anfotericina B Samara Haddad Simões Machado Na Rename 2006: item 5.2 SINONÍMIA • Anfotericina B convencional, Anfotericina B desoxicolato. APRESENTAÇÃO • Pó para solução injetável 50 mg em desoxicolato de sódio. INDICAÇÕES2,5,217 • Tratamento agudo de micoses sistêmicas graves. • Aspergilose. • Blastomicose. • Candidíase si......

Ver Índice

02/02/2010

5 Antiinfectantes

Fluconazol

... Candidíase vaginal recorrente: 100 mg, em dose única semanal, por 6 meses. • Candidíase mucosa (exceto vaginal): 50 mg, uma vez ao dia, por 7 a 14 dias. • Candidíase urinária: 200 mg, por via oral, uma vez ao dia. • Candidíase pulmonar: 100 mg, uma vez ao dia, por 7-14 dias. • Candidíases invasivas: 400 mg iniciais e 200 mg diários em infecções invasivas, aumentando p......

Ver Índice

18/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

AIDS

...rar o lixo hospitalar Não dispondo deste serviço, proceder conforme orientação da vigilância sanitária desse município. EPI Obrigatório Deve ser incentivado o uso e articulação de ações educacionais junto às comissões de controle de infecção hospitalar nos serviços. Quando não descartáveis, devem ser, meticulosamente, limpos para, depois, serem desinfetados e esterilizados. Os materiais desca......

Ver Índice

05/06/2009

Biblioteca Livre

Co-morbidades e Co-infecções no paciente com HIV

... indicada, mas como o início do tratamento antiretroviral não é emergência médica, este poderá ser instituído após o início do tratamento da LV, quando já houver melhora dos parâmetros clínicos (febre, esplenomegalia, por exemplo) e laboratoriais (melhora da citopenia, por exemplo). No entanto, a profilaxia primária para infecções oportunistas, especialmente para toxoplasmose e pneumocistose, deve......

Ver Índice

31/01/2013

Revisões Internacionais

Doenças inflamatórias intestinais – Stephen B. Hanauer

...Probiotics and remis­sion of ulcerative colitis: a systematic review. Neth J Med 2007;65:411–8. 164. Schultz M. Clinical use of E. coli Nissle 1917 in inflamma­tory bowel disease. Inflamm Bowel Dis 2008;14:1012–8. 165. Gionchetti P, Rizzello F, Helwig U, et al. Prophylaxis of pouchitis onset with probiotic therapy: a double-blind, placebo-controlled trial. Gastroenterology 2003;1......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal