FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Medicina Paliativa" obteve 10 resultados.

Página:  de 1

28/11/2013

Revisões Internacionais

Medicina paliativa – Cynthia X. Pan

...pe se atualizem uns aos outros, para evitar a troca de “mensagens misturadas” com os pacientes e seus familiares. A comunicação no tratamento paliativo é discutida em detalhes em outro texto. Considerando as diferenças culturais Os Estados Unidos são um país culturalmente heterogêneo. A cultura pode abranger amplamente a raça e a etnia, bem como o país de origem, a religião, a espiritualidad......

Ver Índice

08/05/2015

Revisões Internacionais

Manejo de sintomas em medicina paliativa

...tá nas últimas semanas de vida, seus familiares e o pessoal local não intuem que estas ações de cuidado até então efetivas já não são mais relevantes nem úteis. Afirmativas como “Vamos suspender os antibióticos” ou “Não há indicação para transfusões” sugerem que o tratamento seria efetivo, mas está sendo suspenso por algum motivo obscuro. Oferecer “medidas intensivas de conforto” em vez de “medida......

Ver Índice

02/07/2015

Revisões Internacionais

Tratamento de Sintoma em Medicina Paliativa

...; ou 1–5 mg/h, IV ou SC Iniciação de terapia com opiáceo Proclorperazina 10 mg, VO, 3-4x/dia; ou 25 mg, 2x/dia, VR Uremia, metástases hepáticas Haloperidol 0,5-1 mg, 3x/dia, IV, VO, VR ou SC Vertigem Hiosciamina 1–2 colheres de chá (elixir) ou 1–2 comprimidos VO/SL/mastigados, a cada 4h Escopolamina 1 adesivo/72 h Meclizina 25–50 mg, 3x/dia, VO ......

Ver Índice

25/02/2015

Revisões

Registro de medicamentos fitoterápicos

...entos fitoterápicos. Diário Oficial da União. 5 abr 2010;Seção 1:85-7. 2.Brasil. Serviço de Fiscalização de Medicina e Farmácia. Portaria nº 22, de 30 de outubro de 1967. Estabelece normas para o emprego de preparações fitoterápicas. Diário Oficial da União. 16 nov 1967;Seção 1:45-6. 3.Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância Sanitária. Portaria nº 6, de 31 de janeiro de 1995. Insti......

Ver Índice

19/12/2014

Revisões

Dor no câncer

...actulona, glicerina). As náuseas e os vômitos podem ser contornados pela troca da via de administração do opioide, com auxílio dos analgésicos adjuvantes ou pela administração de antieméticos (antidopa, neurolépticos, anti-H1, corticoides, anti-5-HT3). Queixas centrais referenciadas, como a hipertermia e a hiperidrose, as alterações comportamentais e as convulsões são explicadas por ligação a rece......

Ver Índice

09/01/2015

Revisões

Dor e dependência química

...seu desenvolvimento e suas manifestações. Ela é caracterizada por um ou mais dos seguintes comportamentos: dificuldade de controle no uso da substância; uso compulsivo; uso continuado a despeito do prejuízo e da fissura” (Portenoy; Payne; Passik, 2005). Essa definição enfatiza os sintomas comportamentais, não referindo os fenômenos de dependência física e tolerância (Gatchel; Dersh, 2002). Ep......

Ver Índice

03/09/2014

Revisões

Câncer de pulmão

...gistas parece seguir um processo evolutivo diferente em comparação ao de pacientes que fumam. Além disso, o adenocarcinoma é o subtipo histológico mais frequente em não fumantes. Essa característica é mais evidente em pacientes do sexo feminino e jovens. O principal benefício do tratamento quimioterápico é o aumento do tempo de sobrevida e a melhora da qualidade de vida, retardando o aparecimento ......

Ver Índice

12/04/2009

Revisões

Dermatologia Geriátrica

... citrino Mílio coloide Pápulas de 1 a 2 mm, céreas ou acastanhadas, localizadas principalmente na face e dorso das mãos Pele romboidal Sulcos profundos que dividem em losangos uma pele espessa e de cor amarelada, em geral na região da nuca Elastoidose nodular a cistos e comedões de Favre-Racouchot Cistos e grandes comedões abertos, localizados principalmente nas regiões mal......

Ver Índice

14/03/2010

Revisões

Câncer de Próstata

...mente. Para o controle oncológico dos pacientes submetidos à cirurgia radical, utiliza-se a dosagem seriada de PSA a partir do 2º mês pós-operatório. O critério de cura mais aceito atualmente é a negativação dos valores de PSA já na primeira dosagem de controle. Estudos recentes (que juntos contam com mais de 2.000 homens operados) mostraram que nenhum paciente apresentou recidiva clínica na ausên......

Ver Índice

04/06/2012

Revisões Internacionais

Abordagem de distúrbios clínicos em pacientes geriátricos – Robert M. Palmer, MD, MPH, FACP

...tadores do delirium entre pacientes idosos hospitalizados são o uso de contenções físicas, a adição de mais de 3 medicamentos ao regime farmacológico do paciente, cateterização da bexiga e qualquer tipo de evento iatrogênico (p. ex., lesão não intencional).8 Os benzodiazepínicos, opiáceos (especialmente a meperidina) e medicações que exercem efeitos anticolinérgicos centrais, entre as quais a dife......

Ver Índice

Página:  de 1

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal