FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

mononucleose infecciosa

Última revisão: 31/01/2011

Comentários de assinantes: 0

Reproduzido de:

DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS – GUIA DE BOLSO – 8ª edição revista [Link Livre para o Documento Original]

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Secretaria de Vigilância em Saúde

Departamento de Vigilância Epidemiológica

8ª edição revista

BRASÍLIA / DF – 2010

 

Mononucleose Infecciosa

 

CID 10: B27

 

ASPECTOS CLÍNICOS E EPIDEMIOLÓGICOS

Descrição

É uma síndrome infecciosa que acomete, principalmente, indivíduos entre 15 e 25 anos de idade. Essa infecção pode ser assintomatica ou apresentar-se com febre alta, odinofagia, tosse, artralgias, adenopatia cervical posterior simétrica (que pode se generalizar), esplenomegalia, hepatomegalia discreta (raramente com icterícia), erupção cutânea e comprometimento da orofaringe – sob a forma de faringoamigdalite exsudativa. O paciente pode restabelecer-se em poucas semanas, mas pequena proporção de doentes necessita de meses para recuperar seus níveis de energia anteriores à enfermidade. Há controvérsias sobre a cronicidade da infecção. Recentemente, tem estado associada à etiopatogenia de várias neoplasias e sua importância tem aumentado apos o aparecimento da aids.

 

Sinonímia

Angina monocítica, doença do beijo.

 

Agente Etiológico

Vírus Epstein-Barr (VEB), da família Herpesviridae.

 

Reservatório

O homem.

 

Modo de Transmissão

Inter-humano, pelo contato intimo de secreções orais (saliva). É rara a transmissão através de transfusão sanguínea ou contato sexual.

 

Período de Incubação

De 30 a 45 dias.

 

Período de Transmissibilidade

Pode durar 1 ano ou mais.

 

Complicações

Anemia hemolítica, trombocitopenia, granulocitopenia, meningite, encefalite, neurite óptica e retrobulbar, neuropatia do plexo braquial, mononeurite multiplex, mielite transversa, síndrome de Guillain-Barre, ruptura esplênica, infecção crônica pelo VEB.

 

Diagnóstico

Clínico, associado ao leucograma, que revela leucocitose com elevada linfocitose atípica. Para confirmação laboratorial, pode-se usar: testes rápidos para a detecção de anticorpos heterofilos e/ou de anticorpos específicos para o vírus Epstein-Barr.

 

Demonstração do Vírus, Antígenos Virais ou DNA Viral

Cultura, hibridização com sondas de acido nucleico, PCR.

 

Diagnóstico Diferencial

Infecção pelo citomegalovírus, toxoplasmose, leptospirose, infecção aguda pelo vírus da imunodeficiência, hepatite viral, rubéola, linfoma, leucemia aguda, reações de hipersensibilidade a drogas (difenil-hidantoína, ácido para-aminossalicílico, isoniazida).

 

Tratamento

     Sintomático - O uso de corticoterapia pode ser útil no caso de complicação com obstrução de vias aéreas por hipertrofia tonsilar, na trombocitopenia grave e na anemia hemolítica.

 

Características Epidemiológicas

É uma doença cosmopolita. No Brasil, revela maior prevalência em crianças do que em adultos, porem a suscetibilidade e geral. Seu reconhecimento é necessário pela forte associação com neoplasias.

 

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

Objetivos

Não se desenvolvem ações específicas de vigilância epidemiológica.

 

Notificação

Não é doença de notificação compulsória.

 

MEDIDAS DE CONTROLE

Não se faz necessário o isolamento do paciente na fase aguda; vacinas ainda estão em desenvolvimento; evitar contato com saliva de pessoas portadoras do VEB, durante o periodo de transmissibilidade.

 

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO

Consta no documento:

“Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”

O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.

 

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal