FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Características da Epilepsia

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 16/11/2017

Comentários de assinantes: 0

Quadro Clínico

 

Paciente do sexo masculino, 18 anos, vem cursando com crises epiléticas há algumas semanas, ainda sem seguimento. Traz à consulta com neurologista um eletrencefalograma (EEG), conforme a Figura 1, por meio do qual se constatou uma crise epilética.

 

 

EEG: eletrencefalograma.

Figura 1 - Detalhe do EEG.

 

Discussão

 

Em casos como este, o tratamento será pautado na busca da qualidade de vida do indivíduo, através do controle das convulsões, e evitando efeitos adversos do próprio tratamento. O primeiro passo na concepção do tratamento é classificar o(s) tipo(s) de convulsão do paciente usando o quadro da International League Against Epilepsy (ILAE).

Basicamente, existem duas grandes categorias de convulsões: focal (ou parcial) e generalizada. As crises generalizadas são aquelas em que as primeiras alterações clínicas e eletrencefalográficas indicam que grandes partes de ambos os hemisférios do cérebro estão envolvidas no início da convulsão. Há quase sempre uma consciência prejudicada, exceto para as convulsões mioclônicas muito breves.

Os subtipos mais comuns de convulsões generalizadas são convulsões tônico-clônicas (grande mal), crises de ausência (pequeno mal) e convulsões mioclônicas. As convulsões focais envolvem apenas uma parte do cérebro, tipicamente parte de um lobo de um hemisfério.

Uma convulsão focal pode ser associada ao comprometimento da consciência (anteriormente denominada convulsão parcial complexa) ou sem comprometimento da consciência (anteriormente chamada de simples convulsão parcial). Uma convulsão focal pode evoluir ao longo de segundos para uma crise tônico-clônica bilateral, também referida como uma convulsão secundariamente generalizada.

O Quadro 1 contém os tipos de epilepsia segundo a ILAE.

 

Quadro 1

 

CLASSIFICAÇÃO DOS TIPOS DE EPILEPSIA SEGUNDO A INTERNATIONAL LEAGUE AGAINST EPILEPSY

·      Convulsões de início generalizadas

o     Motoras

§     Tônico-clônica

§     Clônica

§     Tônica

§     Mioclônica

§     Mioclônica-tônico-clônica

§     Mioclônico-atônica

§     Atônica

§     Espasmos epilépticos

o     Não motoras (ausência)

§     Típica

§     Atípica

§     Mioclônica

§     Mioclonia de pálpebras

·       Convulsões de início focal

o      Início motor

§     Consciente

§     Consciência prejudicada

§     Consciência desconhecida

·      Automatismos

·      Atônica

·      Clônica

·      Espasmos epiléticos

·      Hipercinesia

·      Mioclônica

·      Tônica

·      Tônico-clônica focal para bilateral

o     Início não motor

§     Consciente

§     Consciência prejudicada

§     Consciência desconhecida

·      Autonômica

·      Parada comportamental

·      Cognitiva

·      Emocional

·      Sensorial

·      Tônico-clônica focal para bilateral

o     Início desconhecido

§     Motor

·       Tônico-clônica

·       Espasmos epiléticos

§     Não motora

·      Parada comportamental

 

 

Bibliografia

 

1.             Scheffer IE, Berkovic S, Capovilla G, et al. ILAE classification of the epilepsies: Position paper of the ILAE Commission for Classification and Terminology. Epilepsia 2017; 58:512.

2.             Deckers CL, Hekster YA, Keyser A, et al. Monotherapy versus polytherapy for epilepsy: a multicenter double-blind randomized study. Epilepsia 2001; 42:1387.

3.             Kwan P, Brodie MJ. Combination therapy in epilepsy: when and what to use. Drugs 2006; 66:1817.

4.             Fisher RS, Cross JH, French JA, et al. Operational classification of seizure types by the International League Against Epilepsy: Position paper of the ILAE Commission for Classification and Terminology. Epilepsia 2017

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal